Oficinas culturais repassam a cultura gaúcha a mais de 2500 estudantes de Taquara

“Todo este evento que fazemos é em função de vocês, é para vocês, curtam, aprendam, aproveitem”, revelou o presidente da Associação dos Amigos dos Festejos Farroupilhas do Paranhana, Juliano Barbosa, durante o primeiro dia de oficinas culturais promovidas na segunda-feira (12) a estudantes de Taquara, integrando a programação do 14º Festejos Farroupilhas do Paranhana “A tradição que nos une”. O evento ocorre no Parque Anibaldo Renck, sede campestre do CTG O Fogão Gaúcho, até 20 de setembro com uma intensa programação.

Segundo a secretária de Educação, Cultura e Esporte, Carla Silveira, mais de 2.500 crianças participarão dos quatro dias de oficinas nesta edição do evento. “Tudo está ocorrendo de forma tranquila, ao mesmo tempo com muita ansiedade das crianças pela expectativa do evento que envolve diversas vivências culturais do nosso Estado. Todos os alunos recebem lanches e transporte escolar e passam a tarde aprendendo de forma lúdica um pouco mais da nossa tradição”, menciona Carla.

O 14º Festejos Farroupilhas do Paranhana tem a organização da Associação Amigos dos Festejos Farroupilhas do Paranhana; apoio da Prefeitura Municipal de Taquara, Câmara Municipal de Vereadores e Faculdades Integradas de Taquara – Faccat; patrocínio de Colorgraf Gráfica e Editora, Openfield Calçadista e FH Comassetto e financiamento do Pró-Cultura/RS – Lei de Incentivo à Cultura – LIC e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Secretaria de Estado da Cultura.

Oficinas envolvem a tradição gaúcha

Centenas de crianças participam nesta semana das oficinas culturais que envolvem as lidas campeiras, a cultura e a tradição gaúcha. Neste ano são promovidas oficinas de guasqueiro, dança e chula, chimarrão, vaca parada e passeio a cavalo. As oficinas culturais ocorrem até quinta-feira, durante o período da tarde, ministradas por instrutores e tradicionalistas da região.

“Tudo o que envolve cultura e educação é importante, é o que vai garantir o futuro desta criançada. O principal objetivo cultuado dentro de uma entidade tradicionalista é pregar a moral e os bons costumes por isso tentamos trazê-las para este meio”, ressalta o professor de danças tradicionalistas do CTG Essência Gaúcha, Odair José Ribeiro Marques, o professor Capí como é conhecido, que ministrou a oficina de danças e chula junto com o peão Jean Ferreira.

A oficina de chimarrão foi ministrada por Daiana Reichert, integrante do CTG Essência Gaúcha. “É um evento que resgata a nossa cultura passando para os mais novos que são o futuro da nossa geração, então trazer um pouco do nosso conhecimento a eles é dar seguimento a nossa tradição gaúcha para mais tarde a vermos propagada campo afora”, revelou Daiana.

As oficinas culturais são realizadas em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte (Smece), com o CTG Essência Gaúcha e com a Associação Amigos dos Festejos Farroupilhas do Paranhana (AAFFP).

*Fotos: Mateus Portal

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s