Como andamos vendo o mundo?

Quem costuma acompanhar minhas colunas já notou que gosto de falar sobre pessoas. Falo dos amigos, de familiares, de pessoas que admiro. Faço isso com o intuito de criar empatia, fazer o leitor identificar-se, estimular a sinergia e propagar exemplos.

Tenho sim os meus “gurus”, pessoas que sigo nas redes sociais ou empreendedores que são referência para mim. Mas motivação mesmo eu encontro em quem está perto de mim, em quem faz parte do meu dia a dia.

Dito isso, quero falar do meu amigo Carlos Wolke. Natural da terra do Teixeirinha, Rolante, empresário taquarense do ramo de tecnologia, o Carlos é um sujeito bem humorado, empreendedor, criativo e otimista. É um visionário.

Isso mesmo, um visionário. Entretanto, é preciso abrirmos parênteses. Carlos, anos atrás, teve um sério problema de saúde que lhe tirou a visão. E o que o Carlos fez? Resignou-se? De modo nenhum. Fez o contrário.

Ele arregaçou as mangas e deu o seu melhor, explorou outras potencialidades suas. Criou uma empresa do ramo de tecnologia, empresa diversas vezes premiada em projetos de inovação.

E então eu me pergunto? Como andamos vendo o mundo? Com apatia, desânimo, negação, indiferença? Ou com fé, esperança, resiliência?

Estamos na semana da Páscoa e, independente de crenças, é um tempo de reflexão, de recolhimento e de descobertas. Mas de renovação, de redescobrimento, de vida nova.

Muitas vezes nos prendemos a preconceitos, a opiniões que achamos “imutáveis”, quando nós mesmos somos passageiros aqui nesse mundo. E vamos deixando de abraçar, de fazer o bem, adiando planos e sonhos.

Várias vezes já me surpreendi comigo mesmo, com opiniões equivocadas ou que se mostraram erradas. Por isso bato tanto na tecla da melhoria, de que sempre podemos e devemos tentar sermos melhores.

O Carlos teve que se reinventar. Mesmo privado da visão no sentido literal, desenvolveu outros sentidos, e entendo que passou a perceber o mundo de forma diferente. Um olhar subjetivo, de uma forma diferente, mas um “olhar” melhor. Até Youtuber o meu amigo já é, e ainda por isso na área gastronômica.

Essa é a mensagem da semana. Que possamos perceber o mundo a nossa volta com um novo olhar. Se essa percepção exigir de nós mudanças, que não nos falte coragem. Se ao olharmos para nosso mundo, percebermos coisas que nos desagradam, que não nos falte empatia e criatividade para superar esses obstáculos. Se percebermos falta de abraço, de conforto e de esperança, que esteja em nossas mãos a tentativa de levar alento e solidariedade. E transformação.

Que a gente possa ver o mundo com novos olhares, com mais simplicidade. Que possamos “ouvir” nosso coração e abrir os olhos da alma. Pois já dizia Carl Jung, “quem olha para fora sonha, quem olha para dentro desperta”.

Uma feliz e abençoada Páscoa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s