Em Rolante, Festival de Teatro do Vale do Paranhana premia os vencedores da edição

Prestes a completar 30 anos, o XXIX Festival de Teatro do Vale do Paranhana (Festivale), o mais antigo do Rio Grande do Sul com edições ininterruptas desde sua criação, movimentou a cena cultural – em especial teatral na região. Durante seis dias, de 28 de junho a 3 de julho, Rolante respirou teatro, reunindo cerca de cem atores de diversos lugares do Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo e do Rio de Janeiro que apresentaram seus espetáculos para mais de 5 mil pessoas.

Retornando ao formato presencial, já que nos últimos dois anos foi realizado de forma on-line, foram realizadas 16 apresentações teatrais – 12 na mostra competitiva e quatro convidadas. O momento mais esperado pelos participantes, a cerimônia de premiação, foi realizada no último sábado, 2, onde os grupos e a comunidade conheceram os vencedores de cada categoria, avaliados durante todo o Festivale pela comissão formada por Carolina Reichert, Dionatan Rosa e Plínio Mósca.

Durante o evento, foi arrecadada quase uma tonelada de alimentos que foram repassados para a Secretaria de Desenvolvimento Social, Habitação e Cidadania, que distribuirá para as famílias em vulnerabilidade social, atendidas pelo município. A abertura do evento, realizada no dia 28, contou com a participação da secretária de Cultura do RS, Beatriz Araujo, atestando ainda mais a grandiosidade e relevância do evento.

Confira os vencedores do XXIX Festivale:

CATEGORIA ADULTA:

  • MELHOR ESPETÁCULO: Eu, Romeu – Grupo Adorável Companhia de Guapimirim/RJ
  • MELHOR DIREÇÃO: Cecília Viegas – Eu, Romeu
  • MELHOR ATOR: Marcos Camelo – Eu, Romeu
  • MELHOR ATRIZ: Alessandra Souza – Páginas amarelas – Vida e obra de Carolina de Jesus
  • MELHOR ATOR COADJUVANTE: Assis Dahmer – Ilha dos Açores
  • MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Luciméia Gall König – Páginas amarelas – Vida e obra de Carolina de Jesus
  • MELHOR CENOGRAFIA: Lucas Sancho – O jardim suspenso ou A lucidez do amor irracional
  • MELHOR FIGURINO: Delci Lutz e Grupo Pintando o 7 – Ilha dos Açores
  • MELHOR ILUMINAÇÃO: Juliet Castaldello – Às seis horas da tarde
  • MELHOR TRILHA MUSICAL: Paulo Brachat, Dani Paez e Helquer Paez – Às seis horas da tarde
  • MELHOR TEXTO ORIGINAL: Lucas Sancho – O jardim suspenso ou A lucidez do amor irracional MELHOR CARACTERIZAÇÃO: Tuti Kerber – O anel de Giges

CATEGORIA INFANTIL

  • MELHOR ESPETÁCULO: Circo Zika – Grupo Circo Rodado de Curitiba/PR
  • MELHOR DIREÇÃO: Leandro Silva – Grimm para os Pequenos
  • MELHOR ATOR: Paulo Carneiro – Circo Zika
  • MELHOR ATRIZ: Lorena Sanchez – Grimm para os Pequenos
  • MELHOR ATOR COADJUVANTE: Anderson Gonçalves – Bandele
  • MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Viviane Marmitt – Bandele
  • MELHOR CENOGRAFIA: Paulo Carneiro – Circo Zika
  • MELHOR FIGURINO: Gabriela FerCreira Santos – Banana com Canela
  • MELHOR ILUMINAÇÃO: Fabi Santos – Peteca, pião e pique-pessoa
  • MELHOR TRILHA MUSICAL: Nilton Jr., Alendre Malta, Lester Borges, Lorena Sánchez e Thali Bartikoski – A Trupe
  • MELHOR TEXTO ORIGINAL: Paulo Carneiro – Circo Zika
  • MELHOR CARACTERIZAÇÃO: AJeff Ghenes – Peteca, pião e pique-pessoa

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI:

  • Espetáculo “Às seis horas da tarde”, de autoria de Helquer Paez, dirigido por Aléxia Karla, Julio Cesar Aranda e Helquer Paez.

JÚRI POPULAR:

  • Melhor espetáculo Infantil Júri Popular: Banana com Canela, do Teatro VagaMundo de Santa Maria/RS
  • Melhor espetáculo Adulto Júri Popular: O jardim suspenso ou A lucidez do amor irracional do Núcleo O Ator Maestro de São Paulo/SP

*Fotos: Josef Ponciano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s