Secretária da Cultura do RS fez visita à Taquara e Igrejinha nesta terça-feira

A região do Vale do Paranhana foi o local de destino de parte da equipe da Secretaria da Cultura do Rio Grande do Sul (Sedac) nesta terça-feira, 13. A secretária Beatriz Araujo cumpriu agenda de valorização cultural e do patrimônio nos dois municípios.

Primeira parada: Taquara

A primeira parada foi em Taquara, cidade que abriga o Museu Arqueológico do RS (Marsul), instituição da Sedac. Por lá, estiveram em reunião com a prefeita, Sirlei Silveira, para tratar de assuntos relativos ao Marsul e à cultura do município. Além da prefeita, o encontro contou com a presença de diversas autoridades.

Beatriz Araujo enfatizou a importância da participação dos municípios no Sistema Estadual de Cultura, que tem como objetivo promover a articulação, a gestão integrada e a participação popular nas políticas públicas culturais. “O nosso interesse é ter o maior número de municípios aderindo ao Sistema. Tínhamos 20 municípios, e hoje já contamos com 74. Ouvir a sociedade é o único caminho para uma gestão eficiente e que faz entregas”, pontua a secretária.

A secretária também salientou o comprometimento do governo com a liberação de recursos para a recuperação das instituições culturais do Estado, como o Marsul, e pediu a colaboração da prefeitura para a execução do projeto. “O Marsul está há quase 13 anos fechado e, até agora, nenhum governo teve efetividade no sentido de que ele voltasse a fazer parte da comunidade. Queremos que o Marsul cumpra a sua missão com a dignidade e a grandeza que seu acervo representa.”

O assessor especial de Memória e Patrimônio, Eduardo Hahn, colocou o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphae) à disposição para o desenvolvimento de projetos no município. “O Iphae possui recursos para a execução de várias ações, entre elas a elaboração de diretrizes de entorno de bens tombados e a elaboração de projetos de restauração de bens.”

A comitiva também fez uma visita técnica ao Marsul, conduzida pelo diretor, Antonio Soares. Em seguida, partiu para conhecer projetos contemplados pelo Edital Criação e Formação – Diversidade das Culturas, executado em parceria com a Fundação Marcopolo.

Raízes alemãs no Rio Grande do Sul

Também foi cumprida agenda em Igrejinha, município com uma forte influência da cultura germânica, proveniente dos imigrantes alemães que colonizaram a região. Por lá, a secretária Beatriz e equipe se reuniram com o prefeito da cidade, Leandro Horlle, e com o secretário de Turismo e Cultura, Juliano Muller de Oliveira.

A visita seguiu para a Biblioteca Pública da cidade. O local, que possui em seu acervo mais de 22 mil obras, é mantido pela Fundação Cultural de Igrejinha – órgão do Departamento de Cultura do município, juntamente com o Museu e o Centro de Eventos Prefeito Selson Flesch.

É impossível passar por Igrejinha sem mencionar um dos principais eventos que acontecem no município: a Oktoberfest. Realizada anualmente desde 1988, a festa reúne cerca de 200 mil pessoas e são consumidos mais de 200 mil litros de chope por edição.

Beatriz Araujo esteve com representantes da Associação de Amigos da Oktoberfest de Igrejinha (Amifest) para falar sobre a história do evento e sobre as expectativas para a próxima edição, que acontece em outubro do ano que vem.

*Fotos: Rafael Varela / Sedac

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s