Amifest adia 33ª edição da Oktoberfest para 2022 e realizará mais uma edição do ‘Oktober em Casa’

A esperança da vacina em 2021 reforça o sentimento de que, no próximo ano, os dias mais alegres serão também de celebrar, além da alegria, a segurança e o cuidado em Igrejinha. Pensando na saúde de todos, a Associação de Amigos da Oktoberfest de Igrejinha (Amifest) anuncia a decisão tomada por sua diretoria de adiar por mais um ano a 33ª edição da festividade, que será celebrada em 2022.

Para este ano, dentro de todas as condições sanitárias previstas, a Amifest projeta, em outubro, a realização de mais uma edição do Oktober em Casa, evento criado em 2020 para marcar as festividades do mês em Igrejinha, com drive-thru pelo parque e a realização de atividades de maneira online. Os detalhes serão divulgados nos próximos dias.

O presidente da Amifest, Tiago Itamar Petry, comenta que decidir sobre o adiamento de uma festa com 32 edições ininterruptas não foi e não é fácil. “Decisão esta avaliada e tomada por toda a diretoria e com o aval do conselho consultivo da AMIFEST. Na função de presidente, o intuito não é apenas realizar uma festa para a comunidade, mas ter também a preocupação com a saúde e o bem estar de todo o público e de todos os voluntários que, ao longo da história, fizeram e fazem a festa acontecer, e a AMIFEST tem total respeito por todas estas pessoas”, sublinha Tiago, acrescentando a responsabilidade da entidade, tendo uma grande marca a zelar, que foi construída ao longo de 32 edições por muitas pessoas.

O presidente da entidade cita ainda que a Amifest vem acompanhando de perto o cenário proposto pela Covid-19. “Estamos acompanhando, analisando e discutindo a evolução da pandemia. O ritmo da vacinação, o que, como e quais as permissões adequadas ao momento e ao segmento de eventos. As atividades desenvolvidas pela Amifest levam em conta a expectativa do público, mas o momento ainda é de incertezas e limitador, precisamos ser prudentes, cautelosos e principalmente responsáveis nas nossas decisões”, enfatiza.

O lema da edição, “Fazer o Bem Faz Bem“, tem sido realizado através de ações de solidariedade

Foi preciso se reinventar

A própria entidade se reinventou por conta da pandemia e a necessidade de adiar o formato tradicional da Oktoberfest. Segundo Tiago, a entidade “pisou no freio” e começou a viver uma realidade diferente daquela planejada. “As reuniões de diretoria, sejam elas virtuais ou presenciais, e os trabalhos de algumas coordenações continuam mesmo neste período atípico, pois assuntos e demandas não faltam. “Nos reinventamos em meio a tudo e realizamos cortes pontuais no orçamento interno, pois a Amifest possui uma estrutura com despesas fixas e que, sem a realização da festa, não ocorre a geração de receitas”, explicou Tiago.

A Oktoberfest de Igrejinha é um exemplo para o Rio Grande do Sul por seu voluntariado, essência da festa que a torna diferente de tantos outros eventos e uma herança dos imigrantes. “Nestes dois últimos anos, os dias de festa se transformaram em dias de solidariedade e empatia. Lançamos desafios os quais foram prontamente aceitos pelos voluntários e, desta forma, ao invés do som das bandinhas, pratos típicos e bebidas oferecidas aos nossos visitantes, foi o voluntariado que, com a união de suas famílias e amigos, fizeram o bem ao próximo com todas as doações arrecadadas. Unidos trabalhamos, vamos juntos superar as adversidades, pois, sem dúvida alguma, Igrejinha é, e faz diferente”, pontua Tiago Petry.

Sentimento pessoal

Estar à frente da Amifest em um momento singular de sua história também é um desafio para Tiago e sua esposa, Cheila Petry. “São inevitáveis as brincadeiras de que serei o presidente que ficará para a história da Oktoberfest com o mais longo mandato, o ‘eterno presidente’, uma alusão às nossas ‘eternas soberanas’. Deixando as brincadeiras de lado, eu e a Cheila, como casal presidente da AMIFEST/Oktoberfest, lidamos com uma mistura de sentimentos em 2020, quando todos os cenários mostravam a não realização da festa e a pergunta ‘vai ter Oktober?’ era comum acontecer. Também a escolha, ainda em 2019, da campanha da edição ‘Fazer o Bem Faz Bem’, que tem total sintonia com o momento, sem imaginarmos tudo o que aconteceria e que trouxe ainda mais emoção. Agradecemos muito ao Marcelo e a Ana Kunst, casal vice-presidente, com quem dividimos este desafio, e também a cada pessoa desta sensacional e comprometida diretoria. Juntos somos um time forte e sem vaidades. Segue a esperança e a motivação para a realização de mais uma especial festa, a 33ª Oktoberfest, carregada de momentos marcantes e de toda a alegria que sempre vivemos”, finaliza Tiago.

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s