Colonização na Boa Esperança inspira filme que será apresentado no próximo sábado

Deixar um legado para as novas gerações. Manter viva a história. Despertar o orgulho pelo passado. Todas essas ações são postas em prática com muita emoção e dedicação no interior de Rolante, através do projeto Boa Esperança Colonização & Evolução. Desde 2017, a proposta vem realizando diversas atividades com o objetivo de resgatar e registrar a história da colonização italiana na localidade de Boa Esperança.

O próximo sábado, 13 de julho, será para coroar uma das ações mais empolgantes do projeto. A partir das 19h30, no Salão Nossa Senhora de Caravaggio, será apresentado o filme Boa Esperança Retratos da Colonização. No elenco, cerca de 100 pessoas da comunidade  celebram a cultura e se unem à proposta de eternizar essa história através da arte.  Para assistir ao filme, o ingresso é 2 quilos de alimento – para posterior doação. Na noite, também haverá um jantar com massa, molho, galeto e saladas no valor individual de R$ 20,00.

Convite

Josiane Gabriela Sbardelotto e Lisiane Bonetto Prezzi, organizadoras do projeto Boa Esperança Colonização & Evolução, contam que ele se divide em 3 eixos principais: Cultura, Turismo e Educação. A parceria entre as duas começou com amizade e com o objetivo em comum, com apoio e estímulo para estudar, trabalhar e pôr em prática a iniciativa e suas ações. Para conseguir atender aos objetivos, elas coletaram informações por meio de entrevistas, fotos e documentos, que serviriam de base para o desenvolvimento de qualquer atividade. O trabalho é realizado de forma voluntária, com o apoio e parceria da comunidade que comprou a ideia e busca fazer acontecer com as coordenadoras.

As duas conversaram com a reportagem do Drops do Cotidiano e contaram sobre o projeto. Confira:

Drops do Cotidiano: Por que fazer um filme sobre a colonização na Boa Esperança?
Lisiane: A comunidade possui cerca de 100 anos de colonização e a história encontra-se registrada praticamente só na memória das pessoas que aqui residem ou residiram. Diante disto registrar e documentar é fundamental, para que, futuramente mais pessoas tenham acesso a estas informações.Através de entrevistas aos moradores, principalmente pessoas idosas, resgatamos muitas informações. Com base nestas entrevistas e pesquisas, montamos um cronograma histórico de atividades, pensamos no roteiro e criamos a narrativa do filme Boa Esperança Retratos da Colonização. Foram meses pensando, trabalhando quase que diariamente no filme, seja na escrita, na coleta de objetos, figurino, cenário… Queríamos ter sempre tudo organizado, de modo que na hora da filmagem tudo saísse como o planejado.

Boa Esperança

Drops: Qual o objetivo deste documentário?
Josiane: O grande objetivo é mostrar aos jovens de nossa comunidade, a importância de valorizar nossos costumes e raízes, pois queremos que eles percebam o quanto nossos antepassados lutaram para construir o lugar onde moramos e que diante disto eles passem a ter orgulho da própria história e que tenham vontade de continuar este legado, de dar continuidade a está história.

Drops: Como foi o processo de produção do documentário? Como foi custeado?
Lisiane: Este filme teve parte dos custos financiados pelo FAC/RS, repassados pelo Fundo Municipal de Cultura, conforme edital lançado pelo município de Rolante, do qual participamos e fomos selecionadas. E outros custos, nós coordenadoras e comunidade assumimos. Tínhamos prazo de seis meses para executar nossa ideia e apresentar a comunidade o trabalho realizado, e apresentar a prestação de contas, posteriormente. Não foi fácil, mas com muita dedicação conseguimos atingir o objetivo.

Boa Esperança4

Boa Esperança3

Drops: Quantas pessoas participaram do processo?
Josi: 
Para representar todas as cenas do filme, resgatar nossa história, contamos com a participação de cerca de cem voluntários que atuaram nas cenas, e muitas outras pessoas que nos emprestaram objetos e cederam suas residências e propriedades para gravações. Vale lembrar que as pessoas que atuaram neste filme, são descendentes de imigrantes italianos, que possuem em sua genética o amor pela cultura, e muitos ajudaram mais do que na representação de algum personagem, doaram pratos típicos da culinária, se dispuseram a caracterizarem-se com roupas da época, além dos empréstimos de objetos, moveis, casas ou locais para as gravações, conforme já mencionado.

As filmagens foram realizadas pela equipe da empresa Toc Films, que já são nossos parceiros de longa data, da produção e gravação do filme do ano passado Boa Esperança: Cultura atravessando gerações, e foram eles os responsáveis por filmar e editar o filme deste ano também.

Como o projeto foi recebido pela comunidade e como foram feitas as gravações?

As pessoas se entregaram de corpo e alma, embarcaram no nosso sonho, filmamos no sol escaldante, abaixo de chuva, nos deslocamos por quilômetros até chegar em determinados locais de gravações e todos sempre com um sorriso no rosto dispostos a colaborar. Geralmente filmávamos aos finais de semana, pois era o dia que as pessoas mais dispunham de tempo para colaborar. O filme finalizado tem em torno de uma hora e retrata  a vivência e os costumes do povo de Boa Esperança.

 

 

SERVIÇO
O que: Lançamento do filme Boa Esperança: Retratos da Colonização
Quando: sábado, 13 de julho,  às 19h30
Onde: Salão Nossa Senhora de Caravaggio
Entrada: 02 quilos de alimento não-perecível para doação. Haverá janta (opcional) no valor de R$ 20,00 individual

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s