Segunda semana do Porto Verão Alegre tem 28 atrações

A programação da segunda semana do 24º Porto Verão Alegre começa com a primeira oficina desta edição, a Oficina Clown, nesta segunda-feira (16). Segue com mais uma edição do Cine Soar, na terça-feira (17), e uma edição de Art Battle, na quarta-feira (18). A programação que ocorre entre 16 e 22 de janeiro, assim como o serviço de ingressos, pode ser conferida abaixo.

Festival multicultural continua até 12 fevereiro em 15 espaços de arte da capital e região metropolitana. As vendas estão abertas pelo site www.portoveraoalegre.com.br. Há ainda dois pontos de venda físicos, além da possibilidade de comprar os ingressos nas bilheterias dos teatros até duas horas de cada sessão.

Oficina Clown
Data: 16 de janeiro (quarta-feira)
Horário: 16h
Local: Farol Santander – Arena(Rua 7 de Setembro, 1028)
Gênero: Oficina/ Educação
Sinopse:
A oficina brinca com o público em um jogo impossível de resistir e usa a linguagem cômica não verbal, que caracteriza o trabalho da companhia italiana Teatro C’art.
É realizada pelo ator André Casaca, que encena o espetáculo Tranquilli, em cartaz, nesta semana.
Ingressos:
Inteira – R$ 17,00
Meia R$ 8,50
Cliente Santander- R$ 15,30
Cliente Santander Select- R$ 15,30

CINE SOAR
Filme Os Bravos Nunca se Calam +Tablado Andaluz

Data: 17 de janeiro
Horário: 20 horas
Local: Centro de Eventos do Instituto Ling (Rua João Caetano, 440)
Gênero: Comédia | Drama
Sinopse:
No filme “Os Bravos nunca se calam”, dias antes de lançar seu novo livro sobre um grande esquema de corrupção, o autor é encontrado morto. Durante a despedida, os filhos se reencontram e o que parecia ser uma morte acidental se transforma em um possível caso de assassinato.
Intervenções do Tablado Andaluz, um grupo musical de flamenco, que se expressa nos timbres e instrumentos da cultura espanhola e ibérica.
Ficha Técnica:
Direção: Márcio Schoenardie
Lançamento: 17 de novembro de 2022
Duração: 118 minutos
Classificação: 12 anos

Como sobreviver ao fim do mundo
Datas: 17 e 18 de janeiro (terça e quarta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Teatro de Arena (Av. Borges de Medeiros, 835)
Gênero: Drama
Sinopse:
O que você faria se o mundo acabasse amanhã? Que histórias você contaria para si mesmo?
O mundo vai chegar ao seu final, assim como todas as coisas na vida. A morte é um fato. Diante disso, uma mulher espera, o tempo todo, que algo emocionante aconteça. Ela decide escrever uma peça de teatro inspirada em sua própria vida, e os acontecimentos são divididos com o público, às vezes, de forma narrada e, outras, de forma que a atriz vivencia o que está sendo dito. Em um dado momento, já não se sabe mais se seus relatos são fruto da sua imaginação ou não. Sua voz se transforma em todas as vozes possíveis e impossíveis num gesto único de tentar fazer com que o fim de tarde se pareça um pouco menos com o fim do mundo. Uma peça sobre solidão, angústia, ansiedade, amor, finitude, e morte de todas as coisas, inclusive do próprio universo.
Ficha Técnica:
Autor: Catharina Conte e Kevin Brezolin
Direção: Kevin Brezolin
Elenco: Catharina Conte
Duração: 50 minutos
Classificação: 14 anos

Paisagem Marinha
Data: 17 e 18 de janeiro (terça e quarta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Teatro Bruno Kiefer, no 6º andar da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Em um trecho deserto de praia, um casal de meia-idade, Nancy e Charlie, conversam enquanto relaxam fazendo um piquenique. Falam ociosamente sobre casa, família e sua vida juntos: seus sonhos e planos, em face da chegada de suas aposentadorias. Ela sonha em morar a beira-mar, viajar, viver intensamente o tempo que lhes resta viver. Ele resiste, declara seu cansaço e sua vontade de simplesmente não fazer nada. De repente, eles são surpreendidos por duas criaturas antropomórficas saídas do mar. Um casal de lagartos, Sarah e Leslie, que decidiram deixar as profundezas do oceano para viverem em terra. O medo inicial, e depois as suspeitas de uns sobre os outros, logo são substituídos pela curiosidade e, em pouco tempo, os humanos e os lagartos (que falam admiravelmente a língua dos humanos) estão engajados em um diálogo fascinante. Os lagartos, que estão em um estágio muito avançado de evolução, estão contemplando a possibilidade aterrorizante, mas emocionante, de embarcar na vida fora da água; e o casal, para quem a existência se tornou monótona e rotineira, tem as respostas para suas perguntas mais urgentes. Essas respostas são dadas com calor, humor e eloquência poética, e com reverberações emocionais e intelectuais que perdurarão no coração e na mente do público por muito tempo depois que a peça terminar.
Ficha Técnica:
Autor: Edward Albee
Direção: Regius Brandão
Elenco: Gisele Lery, Regius Brandão, Fera Carvalho Leite, Pedro de Oliveira
Tradução: Joice de Brito e Cunha
Assistente de Direção: Cesar Czermak
Cenografia e Objetos: Regius Brandão
Cenotécnico: André Mascarello
Figurinos dos Humanos: César Terres
Figurinos dos Lagartos Margarida Rache
Próteses e Maquiagem dos Lagartos: Mário de Ballentti
Iluminação: Carlos Azevedo
Trilha Sonora: Regius Brandão e Cesar Czermak
Gestão de Redes Sociais: Cesar Czermak
Arte Cartaz, Programa e Peças Promocionais: Zorávia Bettiol
Produção Executiva: Gisele Lery e Regius Brandão
Administração Direitos Autorias: Guilherme Amaral – ABRAMUS
Duração: 80 minutos
Classificação: 14 anos

Foto: Nilton Santolin

Teatro para Pássaros
Data: 17, 18 e 19 de janeiro (terça, quarta e quinta-feira)
Horário: 20h30
Local: Teatro Carlos Carvalho, no 2º andar da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)
Gênero: Drama
Sinopse:
Um acontecimento misterioso marca a separação de Marcos e Jazmin. Após viver uma situação limite, Teresa escreve seu primeiro texto teatral e quer seu projeto produzido por Toni. Ricki e Glória não conseguem disfarçar o fim do seu amor. Teatro para Pássaros reúne três casais na sala de um pequeno apartamento durante uma madrugada. A armadilha do teatro dentro do teatro. Lá embaixo, na calçada, uma mancha de sangue.
Ficha Técnica:
Autor: Daniel Veronese
Direção: Breno Ketzer Saul
Elenco: Áurea Baptista, Carla Cassapo, Dionísio Farias, Evandro Soldatelli, Raquel Zepka, Vinícius Petry
Duração: 80 minutos
Classificação: 12 anos

Em Busca de Sentido
Datas: 17 e 18 de janeiro (terça e quarta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Casa de Espetáculos (Rua Visconde do Rio Branco, 691)
Gênero: Drama
Sinopse:
Histórias vividas pelo sobrevivente de campos de concentração nazista, Viktor Frankl. Baseado em seu livro homônimo, o autor exibe um relato único sobre a capacidade do ser humano em manter sua liberdade de escolha e encontrar sentido, mesmo sob sofrimento extremo. Um diálogo atemporal entre o personagem enquanto prisioneiro do campo com ele mesmo, já mais velho. Criando-se na cena uma grande sessão de terapia.
Ficha Técnica:
Autor: Baseado em seu livro homônimo Viktor Frankl
Direção: Flavio Aquino
Elenco: Rossendo Rodrigues e Paulo Roberto Farias
Duração: 35 minutos
Classificação: 14 anos

Tranquilli
Data: 17 e 18 de janeiro (terça e quarta-feira)
Horário: 20 horas
Local: CHC Santa Casa (Av. Independência, 75)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Tranquilli!!! Representa o ser humano frenético que busca constantemente a tranquilidade. O personagem vive em cena momentos absurdos, românticos e poéticos. Tranquilli!!! brinca com a guerra envolvendo o público em um jogo impossível de resistir. O espetáculo usa a linguagem cômica não verbal, que caracteriza o trabalho da companhia italiana Teatro C’art.
Ficha Técnica:
Autor, Direção e Elenco: André Casaca
Assistência de direção: Teresa Bruno e Fabrizio Neri
Operação áudio, luz e vídeo: Flavia Marco
Duração: 60 minutos
Classificação: A partir de 4 ou 5 anos

Foto: Marco Giovanardi

Stand up Bagual do Gaudêncio
Datas: 17, 18 e 19 de janeiro (terça, quarta e quinta-feira)
Horário: 21 horas
Local: Theatro São Pedro (Av. Mal Deodoro, s.n)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Gaudêncio é um legítimo habitante do campo, figura típica do Rio Grande do Sul. Mais grosso que dedo destroncado, e com a paciência mais curta que chute de porco. Com todas essas “qualidades” sendo exibidas nos palcos e nos vídeos divulgados no YouTube, Instagram e pelo Whatsapp, o personagem ganhou destaque e o carinho do público.
No Stand Up Bagual do Gaudêncio, Cris Pereira entrega ao público uma apresentação muito engraçada, que remete aos modelos mais antigos do humor de salão. Um espetáculo fundamentado em piadas e histórias que fazem com que o público se identifique com o personagem, ao lembrar de parentes, amigos e conhecidos.
Ficha Técnica:
Autor, Direção e Elenco: Cris Pereira
Duração: 75 minutos
Classificação: 14 anos

Art Battle
Data: 18 de janeiro (quarta-feira)
Horário: 20h
Local: Farol Santander – Átrio (Rua 7 de Setembro, 1028)
Gênero: Artes Visuais
Sinopse:
A maior competição de pintura ao vivo do mundo, desembarca mais uma vez na capital gaúcha. Criado em 2007 no Canadá, o evento já foi realizado em mais de 40 cidades pelo mundo. No Brasil, acontece mensalmente em São Paulo e já teve edições em várias capitais do país. Nesta edição, convidaremos 4 artistas para serem desafiados a mostrar sua melhor performance em frente ao público, num clima de festa e celebração da arte. O formato da batalha é simples – quatro artistas convidados têm 40 minutos para pintar uma tela em branco, os dois mais votados disputam o segundo round com mais 40 minutos e um novo quadro para trabalhar, o mais votado é o campeão da noite. Ao final das batalhas, as obras serão leiloadas para o público presente que poderá levar, um pouco da EXPERIÊNCIA ART BATTLE BRASIL para casa.

Caio em Construção
Datas: 18 e 19 de janeiro (quarta e quinta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Instituto Ling, no Teatro (Rua João Caetano, 440)
Gênero: Drama
Sinopse:
O universo de Caio Fernando Abreu através de crônicas, cartas, contos, poemas, depoimentos e música ao vivo. Os textos abordam a valorização da vida, apresentando também uma face pouco conhecida do autor: um Caio vibrante e solar, consciente da iminência da morte e aceitando a própria finitude – muitas vezes com humor e escárnio-, se encontra desperto para o milagre da existência.
Ficha Técnica:
Autor: Caio Fernando Abreu
Direção: Deborah Finocchiaro
Elenco: Deborah Finocchiaro e Fernando Sessé
Roteiro: Deborah Finocchiaro e Fernando Ramos / Voz e Violão: Deborah Finocchiaro / Voz,
Hand Pan e Pandeiro: Fernando Sessé / Músicas: Deborah Finocchiaro e Fernando Sessé /
Produção e Realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados
Duração: 40 minutos
Classificação: Livre

DEUS ME LIVE DE VOCÊ
Datas:18 e 19 de janeiro (quarta e quinta-feira)
Horário: 21 horas
Local: AV. Osvaldo Aranha 960
Gênero: Musical
Sinopse:
É uma comédia escrita e protagonizada por Renato Del Campão que aborda, com linguagem ácida, a relação entre a mãe viúva e neurotizada pelo abandono durante a pandemia e de seu filho único, desaparecido e ausente, desde a partida do pai. Misturando dados da memória de passado e presente, tanto da sua vida, tanto dos enredos de novelas que assistiu, Dona Nair é uma sobrevivente que permanece viva com sequelas de sua tragédia pessoal e do caos instalado num mundo de avanços tecnológicos e retrocessos culturais. Até a visita fatal de seu filho Caio César, que retorna para assombrar, com o pai, pianista falecido, um apresentador de TV fake e um gato de brinquedo dentro do pequeno apartamento, agora manicômio.
Ficha Técnica:
Autor: Renato Del Campão
Direção: Eduardo Kraemer
Elenco: Renato Del Campão, João Petrillo e Diego Schutz (músico)
Duração: 60 minutos
Classificação: 14 anos

Humor à milanesa – uma comédia que dá samba
Datas: 18 (quarta-feira), 21 (sábado) e 22 (domingo) de janeiro
Horário: 20 horas
Local: Bar do Nito (Av. Cel Lucas de Oliveira, 105)
Gênero: Comédia
Sinopse:
O espetáculo leva ao palco cenas divertidas sobre os amores e desamores de uma mulher em busca da sua identidade. A trama é embalada por temas da música popular brasileira, executadas ao vivo, num verdadeiro clima de boteco. Cinco textos cômicos e três atores que se desdobram em diversos personagens. O espetáculo é representado num formato de arena com o Bar do Nito em pleno funcionamento. Tudo isso embalado pelos clássicos de Adoniran Barbosa com execução ao vivo. Comédia, música e cerveja gelada levam o público a uma experiência divertida e inusitada.
Ficha Técnica:
Autor: Artur José Pinto, Groucho Marx, Karl Valentin e Fernando Waschburger
Direção: Néstor Monasterio
Elenco: Yve Machado, Fernando Waschburger e Néstor Monanterio
Iluminação: Néstor Monasterio
Figurinos: Rose Massing
Coreografia: Guilherme Lima
Duração: 60 minutos
Classificação: 14 anos

Mágicos do Sul – Nova Temporada
Data: 18 e 19 de janeiro (quinta- feira)
Horário: 21 horas
Local: Teatro do CIEE (Av. Dom Pedro II, 861)
Gênero: Ilusionismo
Sinopse:
Luz, Som e Ilusão – em nova temporada, os melhores mágicos do Rio Grande do Sul se reúnem para apresentar as melhores mágicas, clássicas, infantil, mentalismo e grandes ilusões.
Ficha Técnica:
Autor: AMAR – Associação dos Mágicos do Rio Grande do Sul
Direção: Alexandre Rodrigues Ferreira
Elenco: Alex Meyer, Josuel Vallerius, Danilo Pimentel, David Medina, Adriano Valduga, Thiago Neves (Kronnus), Sílvio Nunes, Walkir Guerra, Eduardo Toledo (Dudu).
Duração: 90 minutos
Classificação: Livre

AY MI AMOR! (foto de capa)
Data: 18 e 19 de janeiro (quinta e sexta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Teatro do SESC (Av. Alberto Bins, 665)
Gênero: Comédia Musical
Sinopse:
Uma comédia musical com canções latinas e versões de sucessos nacionais em espanhol que está nos palcos desde 2017. La Negra y El Blanco Nieves são um excêntrico casal de artistas mundialmente famosos em turnê pelo Brasil. A relação de paixão, ciúmes e desavenças entre os dois é ilustrada musicalmente com humor, flamenco e improviso.
Ficha Técnica:
Autor: Daniel Debiagi e Ana Medeiros
Direção: Joice Rossato.
Elenco: Ana Medeiros, Daniel Debiagi e Fernanda Copatti.
Duração: 90 minutos
Classificação: Livre

O Inverno do nosso descontentamento- Nosso Ricardo III
Data: 19, 20, 21 e 22 de janeiro (quinta, sexta-feira, sábado e domingo)
Horário: 20 horas
Local: Teatro Bruno Kiefer, no 6º andar da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)
Gênero: Drama
Sinopse:
Considerado pela crítica e pelo público como um dos mais importantes espetáculos gaúchos dos últimos anos. Partindo da obra-prima “Ricardo III”, de William Shakespeare, a peça é uma explosão de teatralidade, que apresenta em uma contundente experiência estética a trama escrita por Shakespeare, mostrando a ascensão e a queda do rei tirano inglês Ricardo III.
Ficha Técnica:
Direção: Luciano Alabarse
Elenco com DRT: Marcelo Ádams e Margarida Peixoto
Outros:
Iluminação: Maurício Moura e João Fraga
Figurinos: Antonio Rabàdan
Produção executiva: Jaques Machado e Lincoln Camargo
Realização: Cia Teatro ao Quadrado 20 anos
Duração: 95 minutos
Classificação: 14 anos

Entrevista com espíritos: 20 anos!
Data: 19 de janeiro (quinta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Teatro Bruno Kiefer, no 6º andar da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)
Gênero: Drama
Sinopse:
Iniciando as apresentações comemorativas aos seus vinte anos em cartaz, o espetáculo aborda a espiritualidade no encontro entre Bruno, um homem atormentado por visões e fenômenos que não compreende a origem, e Otto, um psiquiatra que deixa a aposentadoria somente para atendê-lo. Com objetivos distintos, durante uma sessão de psicoterapia, eles buscam respostas até serem surpreendidos com revelações que irão mudar a vida deles para sempre!
Ficha Técnica:
Autor: Luis Carlos Pretto
Direção: Luis Carlos Pretto
Elenco: Fernando Rodrigues, Luis Carlos Pretto , Melissa Monteiro, Juliana Pretto e Allex Manzônia
Roteiro: Luis Carlos Pretto e Paulo Bocca
Duração: 70 minutos
Classificação: 12 anos

Diz que eu ainda existo
Datas: 19 e 20 de janeiro (quinta e sexta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Teatro de Arena (Av. Borges de Medeiros, 835)
Gênero: Drama
Sinopse:
Adaptada da obra “Lembranças de Bertha”, escrita por Tennessee Williams. O espetáculo retrata a rotina de quatro mulheres. Quatro gerações. O mesmo destino. O espetáculo tem uma estrutura imersiva, e ação se passa em um quarto na Farrapos, famosa zona de prostituição da cidade de Porto Alegre, próximo ao cais do porto. No centro, uma pesada cama de ferro com travesseiros e cobertas desarrumadas, onde Bertha, uma prostituta corpulenta, está deitada inquieta, agonizando de seus possíveis erros. À direita, encostada na parede, uma penteadeira pesada e antiga com puxadores dourados, coberta por uma toalha de seda vistosa e duas bonecas de biscuit grandes num espaço cheio de decadência, poeira e miséria. Goldie, uma mulher fria, amarga e dona do lugar, reconhece muito bem como vai ser a trajetória de cada mulher que trabalha no prostíbulo. Dentre elas, Lena, a mais atraente, sensual e lucrativa de todas, mas que não consegue esconder sua melancolia de ser. E no meio de todo o caos, encontramos uma Menina, pequena, ingênua e curiosa, sem ter a noção de que futuramente fará parte daquele mesmo grupo.
Ficha Técnica:
Autor: Tennessee Williams
Direção e Orientação geral: Rafael Dorneles & Zé Adão Barbosa
Elenco: Nathalia Severo, Iluska Moura, Francine Cercal, Vitória Bonatto
Direção coreográfica: Laura Boldrini
Criação e Operação de luz: Eduardo Kraemer
Trilha sonora e operação de áudio: Rafael Dorneles
Produção: Thainan Rocha
Cenografia: Iluska moura
Figurino: Francine cercal
Identidade visual e fotografias: Gabriela Corrêa
Fotografias de Cena: Adriana Marchiori
Staff: Nicolle Jacqueos
Assessoria de imprensa: Linae Strapazzon
Redes sociais: Nathália Severo
Duração: 45 minutos
Classificação: 14 anos

Histórias do vovô cascudo (Infantil)
Datas: 19 e 20 de janeiro (quinta e sexta)
Horário: 17 horas
Local: Casa de Espetáculos (Rua Visconde do Rio Branco, 691)
Gênero: Intantil
Sinopse:
Texto voltado para a infância e juventude, que tem como personagem central a figura do Vovô Cascudo, uma homenagem à obra de Luís da Câmara Cascudo, o mais importante pesquisador do folclore brasileiro. As histórias e causos brasileiros que o Vovô conta para seus netos são extraídos da obra de Câmara Cascudo.
Uma menina muito curiosa, chamada Marilu, e um menino muito arteiro, chamado Pepe, pedem ao Vovô Cascudo que conte algumas histórias para eles. Então, o Vovô Cascudo conta a história da Onça e do Cachorro, a história de Chico Rei, a da Princesa Sisuda e as lendas do Curupira e da Caipora. Ele conta adivinhações, crendices e curiosidades que fazem parte da cultura brasileira e canta canções inspiradas no folclore brasileiro.
Ficha Técnica:
Autor e Direção: Roberto Oliveira
Elenco: Roberto Oliveira, Elisa Heidrich, Bruno Fernandes
Outros:
Iluminação: Fabiana Santos
Música: Thiago de Luca
Realização: Depósito de Teatro
Duração: 45 minutos
Classificação: 4 a 12 anos

CUCO – A linguagem dos bebês no teatro (Infantil)
Datas: 19 e 20 (quinta e sexta-feira) de janeiro
Horário: 19 horas
Datas: 21 de janeiro (sábado) e 25 e 27 de janeiro (quarta e sexta-feira)
Horário: 17h
Local: Instituto Ling, no Centro de Evento (Rua João Caetano, 440)
Gênero: Infantil
Sinopse:
A poética do espetáculo é motivada por aquela que parece ser uma das primeiras experiências lúdicas e estéticas dos bebês, o jogo entre o “esconder e o revelar”, o cuco, um universo em que a surpresa do começo, da chegada, da primeira vez, transforma a manipulação de objetos do cotidiano em pequenas histórias. O formato arena da montagem possibilita um espaço de acolhimento, interação e descobertas entre os bebês e seus cuidadores. Ambos vivem uma experiência teatral única e inesquecível para toda vida.
Ficha Técnica:
Autor e Direção: Mário de Ballentti
Elenco: Eduardo D’avila e Gabriel Martins
Pesquisa e coordenação pedagógica: Paulo Fochi
Cenografia, Figurinos e objetos cênicos: Margarida Rache
Assistência Coreográfica: Fernanda Bertoncello Boff
Iluminação: Nara Maia
Composição de Trilha sonora, arranjos, execução e programação de instrumentos: Marcelo Delacroix e Beto Chedid
Assessoria e tradução para sessão em LIBRAS: Lucas Bourscheid
Produção: Mário de Ballentti
Realização: Caixa do Elefante Centro Cultural de Projetos e Pesquisas
Duração: 50 minutos
Classificação: crianças de 0 a 3 acompanhadas dos seus cuidadores

Preta no Branco – O Show
Data: 20 de janeiro (sexta)
Horário: 20 horas
Local: Teatro do SESC (Av. Alberto Bins, 665)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Preta no Branco – O Show, é um espetáculo de Standup Comedy idealizado e criado por Nelly Coelho e Rodrigo Kão. Ela atriz e comediante, egressa do curso de Direção Teatral da UFRGS, ele ator, comediante, diretor e professor de teatro graduado pela mesma universidade. A ideia do show, vai muito além de fazer rir, nos faz pensar, trazemos para o palco uma reflexão bem-humorada, porém bem séria sobre questões latentes e problemáticas da sociedade brasileira: racismo, homofobia, feminicídio, machismo, entre outros. Não é a graça pela graça e sim a graça sobre o ridículo de ser humano. Que sociedade é essa que aponta, que condena, mas ao mesmo tempo pratica as mesmas coisas da qual fala mal, mas dentro de uma regra social pré-estabelecida? Não escapa ninguém, nem nós mesmos. Olhamos para nossos erros e defeitos, a trazemos para o palco nossas derrotas cotidianas para mostrar que o bom da vida é ser feliz. Ter bom-humor. Gostar de si mesmo quando erramos. Pois errar é humano. E o humano é ridículo. E o ridículo é engraçado.
Ficha Técnica:
Autor: Rodrigo Kão e Nelly Coelho
Direção: Clarissa Gomes
Elenco: Rodrigo Kão e Nelly Coelho
Duração: 80 minutos
Classificação: 16 anos

Danadões
Datas: 20, 21 e 22 de janeiro (sexta, sábado e domingo)
Horário: 20h30
Local: Teatro Carlos Carvalho, no 2º andar da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)
Gênero: Musical
Sinopse:
O espetáculo reúne música, humor, teatro e muita interação com o público. A canção Autorretrato é cantada e interpretada contando a história de como os músicos se conheceram. A partir disto, inicia-se um show de improvisação com a participação do público. Robson declama poemas apaixonados, Marcelo recebe alguns ‘’espíritos de luz’’ como Elvis Presley, Freddie Mercury e Amy Winehouse. Uma saudação tradicional aos gaúchos presentes faz parte do espetáculo sempre que a apresentação acontece no RS. O talento musical da dupla é grande, mas não é apenas nele que reside a força do espetáculo. Os intervalos entre as músicas são recheados de textos de grande inspiração e desenvoltura cênica da dupla.
Ficha Técnica:
Autor: Vários
Direção e Elenco: Marcelo Astiazara e Robson Almeida
Duração: 80 minutos
Classificação: Livre

Bailei na Curva
Datas: 19, 20, 21 e 22 de janeiro (quinta e sexta-feira, sábado e domingo)
Horário: 20 horas
Local: CHC Santa Casa (Av. Independência, 75)
Gênero: Drama
Sinopse:
Bailei na Curva mostra a trajetória de sete crianças, vizinhas na mesma rua em abril de 1964. Como pano de fundo, impõe-se uma forte realidade. Um golpe militar num país democrático da América Latina. A peça desenha, ao mesmo tempo, um quadro divertido e implacável da realidade. Divertido sob o ponto de vista da pureza e ingenuidade das personagens que, durante sua trajetória, enfrentam as transformações do final da infância, adolescência e juventude. E implacável graças às conseqüências de um Golpe Militar que vai refletir na vida adulta destes personagens. Em 2022 a peça completa 40 anos em cartaz, sendo o espetáculo mais longevo do teatro gaúcho.
Ficha Técnica:
Autor: Júlio Conte, Cláudia Accurso, Flávio Bicca Rocha, Hermes Mancilha, Lúcia Serpa, Márcia do Canto e Regina Goulart
Direção: Júlio Conte
Elenco: Ana Paula Schneider, Catharina Conte, Eduardo Mendonça, Guilherme Barcelos, Laura Leão, Leonardo Barison, Manoela Wunderlich e Saulo Aquino
Duração: 120 minutos
Classificação: 12 anos

A Praga dos unicórnios (Infantil)
Datas: 21 e 22 de janeiro (sábado e domingo)
Horário: 17 horas
Local: Casa de Espetáculos (Rua Visconde do Rio Branco, 691)
Gênero: Infantil
Sinopse:
Praga de Unicórnios , espetáculo para crianças do Grupo Oazes apresenta um condomínio, um síndico que decide proibir animais, plantas e brincadeiras e um trio de crianças que não se deixará vencer sem lutar pelos seus bichinhos, espalhando unicórnios por toda parte! O público é a vizinhança que ajudará Mariana, Bernardino e Cecília nesta grande aventura.
A Praga de Unicórnios traz para a cena o conceito pedagógico da brincadeira como recurso para a solução de problemas, a criança como agente transformador do meio em que vive e o prazer de compartilhar vivências construtivas. O espetáculo é concebido a partir da experiência dos integrantes da equipe nas áreas de pedagogia, teatro educação e produção teatral para crianças. Com uma imagética rica em referências estéticas, históricas, sonoras e culturais, cada cena propõe uma brincadeira estratégica em que público e artistas constroem juntos a narrativa do espetáculo.
Ficha Técnica:
Autor: Livre Adaptação Sobre Texto de Ana Maria Machado
Direção: Lisiane Medeiros
Elenco: Carlos Azevedo, Natasha Villar, Lauro Fagundes e Ursula Collischonn
Duração: 40 minutos
Classificação: Livre

Bichológico (Infantil)
Datas: 21 de janeiro (sábado)
Horário: 17 horas
Local: SESC Canoas (Av. Guilherme Schell, 5340, Centro de Canoas)
Gênero: Infantil
Sinopse:
É um divertido jogo com formas geométricas coloridas (círculos, quadrados, retângulos e triângulos) distribuídas pelo espaço cênico, que compõem a cenografia do espetáculo. O jogo de brincadeira, invenção e criatividade, consiste em transformar estas figuras nos engraçados animais, O Gato Chinês, o Macaco Português, o Elefante Holandês, o Coelho Escocês e o Cão Polonês, que são os personagens de várias pequenas histórias.
Ficha Técnica:
Autor: Inspirado no livro de Paula Taitelbaum
Direção: Dilmar Messias
Elenco: Débora Rodrigues
Outros:
Cenografia: Diego Steffani
Música de Claudio Levitan
Arranjos: Kiti Santos
Direção de Arte: Diego Steffani
Iluminação: Anderson Balheiro
Fotografia: Claudio Benevenga Fotografia e Adriana Marchiori
Produção: Débora Rodrigues e Girassol Produções Artísticas
Duração: 30 minutos
Classificação: 0 a 6 anos

Show dos Brothers
Data: 21 de janeiro (sábado)
Horário: 20 horas
Local: Teatro do SESC (Av. Alberto Bins, 665)
Gênero: Comédia
Sinopse:
O show dos Brothers é um espetáculo de Stand Up Comedy criado por 3 amigos, Raphael Gomes, do Prenho Básico, Léo Oliveira, da Rádio Grenal, e Matheus Breyer. O show consiste em interações com o público e Stand Up Comedy. Além de humoristas, os 3 são roteiristas do canal no YouTube dos Castros Brothers e do Canal Parafernalha.
Ficha Técnica:
Autor, Direção e Elenco: Léo Oliveira, Matheus Breyer e Raphael Gomes
Duração: 80 a 90 minutos
Classificação: 14 anos

Mulheres atravessadas na garganta
Data: 21 e 22 de janeiro (sábado e domingo)
Horário: 20h
Local: Teatro de Arena (Av. Borges de Medeiros, 835)
Gênero: Drama
Sinopse:
Mulheres Atravessadas Na Garganta é um solo com cinco cenas curtas sequenciais numa experiência de teatro feminista. Recortes de personagens reais ou fictícias, escolhidas entre as vividas desde 2005, pela atriz Juçara Gaspar. A dramaturga, a pintora, a folclorista, a heroína da literatura, a maga da Birmânia, falando através do corpo ofertado da artista. Ana Terra, Sarah Kane, Tianta – A Maga Da Birmânia, Violeta Parra e Frida Kahlo, – vozes de mulheres entrelaçadas em um fluxo de consciência e resistência feminina. O projeto foi premiado no Edital Municipal Fac Emergencial de auxílio à cultura da Prefeitura de Porto Alegre e estreou em outubro de 2020, de forma virtual. Neste segundo semestre de 2022, Mulheres Atravessadas na Garganta ganha os palcos de forma presencial, no mês em que a Cia dramática comemora treze anos.
Ficha Técnica:
Autor: Juçara Gaspar (roteiro original, com recortes da correspondência de Violeta Parra e Frida Kahlo, excertos de Érico Veríssimo, Ivo Bender e Sarah Kane)
Direção: Juçara Gaspar
Elenco: Juçara Gaspar
Outros:
Orientação cenográfica Lara Coletti
Criação e luz e operação: Vigo Cigolini
Trilha original: Luciano Alves
Duração: 60minutos
Classificação: 12 anos

Victor Camejo
Data: 22 de janeiro (domingo )
Horário: 21 horas
Local: Teatro do CIEE (Av. Dom Pedro II, 861)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Victor Camejo é comediante stand up e roteirista há 11 anos. Sua performance como comediante stand up faz dele presença constante nas melhores casas de comédia do país. Escreveu inúmeras edições de talk shows nacionais, além do programa A Culpa é do Cabral, por 4 temporadas. Atualmente apresenta o quadro Jornal de Casa em seu canal no youtube.
Ficha Técnica:
Autor, Direção e Elenco: Victor Camejo
Duração: 60 a 90 minutos
Classificação: 14 anos

Nando Viana (Estreia show novo)
Data: 22 e 23 de janeiro (domingo e segunda-feira)
Horário: 21h
Local: Teatro da AMRIGS (Av. Ipiranga, 5311)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Nando Viana chega aos palcos o novo resumo da vida desse gaúcho que, com mais de 10 anos de carreira, promete continuar entregando as histórias mais engraçadas que acontecem com ele diariamente. O apanhado vai desde a experiência de ser pai até sua participação no fenômeno de audiência A culpa é do Cabral. Nando ainda passa por momentos muito engraçados em que fala sobre seus medos da velhice e sobre as brisas mais loucas que já passaram por sua cabeça em seus momentos de reflexão!
Ficha Técnica:
Autor: Direção e Elenco: Nando Viana
Duração: 60 a 90 minutos
Classificação: 16 anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s