Mais de 80 projetos científicos de alunos de Taquara são apresentados na Femicta

“Pelo que já presenciamos neste primeiro dia de evento podemos destacar que conseguimos atingir o objetivo da feira, ao que ela se propõe que é o acolhimento de novas formas de aprender e de ensinar, de apresentar à comunidade as pesquisas potentes que os alunos fizeram no contexto escolar, abrir novas possibilidades e criar uma socialização da pesquisa para que as crianças possam se colocar neste lugar de protagonismo, de autoria”, menciona a secretaria de Educação, Cultura e Esporte, Carla Silveira, durante à realização da VI Feira Municipal de Iniciação Científica de Taquara (Femicta). O evento ocorre até amanhã (17), das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30, na Sociedade 5 de Maio (Rua Guilherme Lahm, 1568 – Centro).

Ao todo 84 trabalhos científicos de estudantes das escolas municipais, estaduais e particulares estão expostos e sendo apresentados à comunidade, 23 na categoria Educação Infantil, 57 na categoria Ensino Fundamental e quatro no Ensino Médio. A Femicta conta com a participação de 32 escolas, destas 29 são municipais, duas privadas e uma estadual.

Para a coordenadora da Femicta, Tais Oliveira Martins, perceber a alegria das crianças durante a participação no evento é o que mais a emociona. “Ficamos muito felizes em ver os alunos com brilho no olho motivados, ver o quanto os nossos professores estão empenhados e as nossas escolas dedicadas; é uma realização para nós termos uma educação de excelência, pois assim sabemos que estamos no caminho certo, fazendo algo positivo a eles. É isso que queremos que estejam felizes, se divirtam aprendendo”, revela.

A cerimônia de premiação dos melhores projetos das categorias da Educação Infantil ocorre nesta terça-feira, às 18h30, e amanhã (17), no mesmo horário, ocorre a premiação das categorias do Ensino Fundamental e Ensino Médio. O evento é organizado pela Administração Municipal de Taquara, através da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte – Smece.

Avaliação e Premiação

No total 85 avaliadores participam da VI Femicta representando entidades, organizações e instituições de ensino. “O evento está maravilhoso, poder ver as crianças desenvolvendo trabalhos autorais e os professores orientando todo este protagonismo dos nossos pequenos nos enche de orgulho”, observa a coordenadora pedagógica da Emei Algodão Doce, de Parobé, Vanessa Skorek Feiten, avaliadora das categorias Educação Infantil e Ensino Fundamental.

A coordenadora educacional da Escola Estadual de Ensino Médio Berthalina Kirsch, de Igrejinha, Karlene Tatiana Kolling, foi avaliadora da categoria Educação Infantil. “É um evento muito significativo. Proporcionar um espaço para mostrar esta construção do conhecimento é muito importante, pois socializamos na escola, mas abrir para outras escolas conhecerem e para a comunidade participar é abrir a porta da escola, salientou a coordenadora.

Todos os projetos recebem certificado de participação e os professores-orientadores e coorientadores recebem certificado de 20 horas. Os dois projetos com maior avaliação das categorias Educação Infantil, Ensino Fundamental (1º ano ao 3º ano, 4º ano ao 6º ano e 7º ano ao 9º ano) e Ensino Médio receberão troféu e credenciais para a Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec) que ocorre  de 24 a 28 de outubro, na Fenac, em Novo Hamburgo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s