Conhecidos os vencedores do Prêmio Minuano de Literatura 2021

A noite de quinta-feira, 04, celebrou a literatura do Rio Grande do Sul e seus talentos literários, a cerimônia de divulgação dos vencedores nas oito categorias do 4º Prêmio Minuano de Literatura. O prêmio é uma realização da Secretaria da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual do Livro (IEL), com a colaboração do Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

A cerimônia, restrita a convidados, na Sala da Música do Multipalco do Theatro São Pedro, teve a participação de autoridades, escritores e editores. A secretária da Cultura, Beatriz Araujo, parabenizou os escritores finalistas, destacando a parceria do IEL e da UFRGS na realização do quarta edição do prêmio. “Em todas as áreas da cultura no RS, nossa atenção está voltada para a construção de laços por meio da escuta, do diálogo e da cooperação dos mais variados setores. Em especial, no campo da literatura e do livro, o olhar dos escritores imprime construções potentes sobre a identidade gaúcha em toda sua diversidade”, disse.

Escritor Dilan Camargo foi o patrono desta edição da premiação

A diretora do IEL, Patrícia Langlois, comemorou a consolidação do prêmio em seu objetivo de ressaltar e reconhecer a produção literária gaúcha. “O escritor espera que o leitor possa, realmente, ter uma relação profunda com seu texto, durante a apreciação da obra. Deseja fazer com que o leitor se emocione, se sensibilize e possa obter uma experiência significativa mediante seu texto. Sabemos da importância dessa experiência, e em nossos projetos queremos levar esses textos a cada vez mais leitores.  Que esse ofício de escrita muitas vezes tão solitário e esse momento singular de fruição do leitor floresçam e se desenvolvam”.

Conheça os vencedores do Prêmio Minuano de Literatura 2021:

  • CATEGORIA INFANTIL: “O armário da vovó”, de Ivone Rizzo Bins, Editora Libretos
  • CATEGORIA JUVENIL: “Birman Flint e a Maldição do Czar”, de Sérgio P. Rossoni, Editora AVEC
  • CATEGORIA POESIA: “A mulher submersa”, de Mar Becker, Editora Urutau
  • CATEGORIA CONTO: “O lado que não era visível para quem estava na estrada”, de Luís Roberto Amabile, Editora Zouk
  • CATEGORIA CRÔNICA: “Dia de amar a casa”, de Mariana Ianelli, Editora Ardotempo
  • CATEGORIA FICÇÃO: ROMANCE/NOVELA:  “Morte, sul, peste, oeste”, de André Timm, Editora Taverna
  • CATEGORIA ILUSTRAÇÃO: “Os avós são para sempre”, de Daniel Cassol, Ilustrações de Luiza Hickmann, Edição Independente
  • CATEGORIA ESPECIAL: “Crítica da razão idolátrica – Tentação de Thanatos, Necroética e Sobrevivência”, de Ricardo Timm de Souza, Editora Zouk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s