“Memória, Patrimônio e Cidadania Cultural” é tema de curso on-line e gratuito do Sesc em outubro

No mês de outubro, o Sesc oferece a formação gratuita “Memória, Patrimônio e Cidadania Cultural”. Com aulas on-line, tem como objetivo estimular sujeitos, comunidades e instituições para o reconhecimento, o registro, a valorização e preservação dos seus bens culturais, mediante a construção de saberes e a tomada de iniciativas. Para receber os links das aulas, os interessados devem se cadastrar no link https://bit.ly/SescMemoriaPatrimonioCidadania até o dia 24 de setembro. Haverá a emissão de certificados para aqueles que tiverem, no mínimo, 75% de presença nas aulas.

Dedicado à gestão comunitária da memória e aos usos do patrimônio cultural para os processos de transformação social e promoção dos direitos culturais, o curso entrecruzará debates teóricos e reflexões sobre práticas institucionais, comunitárias e educativas. O conteúdo será dividido em quatro módulos, realizados sempre das 19h às 21h: Conceitos e sentidos do patrimônio cultural e da cidadania: apontamentos iniciais (05 e 07/10); Legislação brasileira e processos de patrimonialização (13 e 14/10); Identidade cultural, demandas de memória e novos patrimônios (19 e 21/10) e Usos da memória e do patrimônio na construção da cidadania cultural (26 e 28/10).

Programação:

  • 05 e 07/10 (Terça e quinta-feira)
    Módulo 1: Conceitos e sentidos do patrimônio cultural e da cidadania: apontamentos iniciais
    Ministrante: Ítalo Bezerra (Historiador. Professor de História no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Professor na Secretaria Estadual de Educação do Ceará (SEDUC/CE). Doutor em História pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Patrimônio e Memória (GEPPM-UFC). Vice-líder e pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa História, Gênero e América Latina (GEHGALUVA).

Temas do encontro 1: 
Memória social e patrimônio cultural: conceitos
A memória como ação e objeto histórico
O patrimônio cultural no Ocidente: definição e historicidades

Temas do encontro 2: 
A cidadania cultural como objeto de reflexão
A dimensão política da memória e o potencial transformador do patrimônio cultural: experiências práticas.

  • 13 e 14/10 (Quarta e quinta-feira)
    Módulo 2: Legislação brasileira e processos de patrimonialização
    Ministrante: Patrícia Alcântara (Historiadora do IPHAN no estado do Piauí. Coordenadora do Fórum e do Observatório de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro, seção Piauí. Parecerista Ad Hoc de editais de fomento no campo do Patrimônio Cultural Brasileiro. Ex-coordenadora do GT de História e Patrimônio Cultural da ANPUH (gestão 2019 – 2021). Integrante do Grupo de Estudos ePesquisas em Patrimônio e Memória (GEPPM) da Universidade Federal do Ceará (UFC). Doutora em História pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE/2017). Mestre em História pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE/2010). Graduada em História pela Universidade Regional do Cariri (URCA/2005).

Temas do encontro 1:
O patrimônio cultural na legislação brasileira
História do patrimônio cultural oficial do Brasil

Tema do encontro 2:
Processos de patrimonialização de bens culturais: sujeitos, instrumentos e procedimentos institucionais – experiências práticas

  • 19 e 21/10 (Terça e quinta-feira)
    Módulo 3: Identidade cultural, demandas de memória e novos patrimônios
    Ministrante: Simone Pereira da Silva (Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF, 2021). Mestra em História pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Licenciada em História pela Universidade Regional do Cariri (URCA). Atuou como: Professora Substituta na URCA; bolsista do “Projeto Cariri” com pesquisa para o registro da Festa do Pau da Bandeira de SantoAntôn io de Barbalha como Patrimônio Cultural Nacional (URCA/IPHAN); historiadora na construção do levantamento do Patrimônio Imaterial do Triângulo Crajubar e como consultora técnico-profissional para a Complementação do Inventário Nacional de Referências Culturais da Festa do Pau de Santo Antônio em Barbalha. Atualmente, atua como bolsista pesquisadora Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNCAP) no projeto de “Elaboração de Dossiê para candidatura da Chapada do Araripe como Patrimônio da Humanidade (UNESCO): natureza, tradição e formação de um território encantado”.

Temas do encontro 1:
Território, memória e identidade cultural
Paisagem cultural e patrimônio humano
Suportes de memória e acervos: paleontológicos, artísticos, bibliográficos, museológicos e etc

Temas do encontro 2: 
Demandas de memória na contemporaneidade: os patrimônios difíceis
Os patrimônios contestados: o caso de estátuas e monumentos históricos no espaço público
Os anti-monumentos: a narrativa visual dos passados sensíveis

  • 26 e 28/10 (Terça e quinta-feira)
    Módulo 4: Usos da memória e do patrimônio na construção da cidadania cultural
    Ministrante: Joaquim dos Santos (Historiador graduado pela Universidade Regional do Cariri (URCA, 2006), Mestre em História pela Universidade Estadual do Ceará (UECE, 2019) e Doutor em História Social pela Universidade Federal do Ceará (UFC, 2017). Foi estagiário do IPHAN no Projeto Cariri (2006). Membro-fundador do Museu Comunitário Casa da Memória de Porteiras e da Associação Retratores da Memória de Porteiras (REMOP). Foi professor do Núcleo Educativo do Museu do Ceará, em Fortaleza (2010). Foi membro do Instituto da Memória do Povo Cearense – IMOPEC (de 2007 a 2015). É escritor e autor de livros de História Local e Regional. É professor adjunto do Departamento de História da Universidade Regional do Cariri (URCA) e do Mestrado Profissional em Ensino de História (ProfHistória/URCA). É líder do Núcleo de História Oral, Tradições e Diversidades – NHISTAL (CNPq/URCA).

Temas do encontro 1:
A gestão comunitária da memória social: experiências, perspectivas e desafios contemporâneos
Os bens culturais não institucionalizados: memória, cotidiano e participação cidadã

Temas do encontro 2:
Usos da memória e do patrimônio cultural nas práticas de ensino-aprendizagem formais e não formais
O patrimônio cultural em oficinas. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s