Exposição virtual “Presença na Ausência”, em 3D e acessível, convida o público a refletir sobre a pandemia

Pensar a pandemia do coronavírus pelo viés da arte, é a proposta da exposição virtual “Presença na Ausência”, em cartaz através do site presencanaausencia.com.br. O diferencial do evento, apresentado pela Feevale, é que realmente todos os públicos estão convidados: pessoas com deficiência visual, auditiva e com mobilidade reduzida poderão vivenciar a exposição por meio de audiodescrição, libras, legendas ou utilizando um leitor de tela.

Para garantir essa acessibilidade tão rara em exposições, foi reunida uma equipe multidisciplinar com profissionais de arte, TI, psicologia, design e arquitetura, entre outras áreas. O grupo trabalhou desde setembro para converter o Espaço Cultural Feevale em um ambiente 3D acessível. Além disso, consultores cegos têm orientado cada etapa do trabalho. “Presença na Ausência” exibe cerca de 50 obras de 22 artistas – além de arte digital, há fotos, vídeos, pinturas, desenhos, bordado e colagem apresentados em versão virtual especialmente para a mostra. 

Os trabalhos refletem diferentes aspectos da vida durante a pandemia, como a solidão e as novas formas de estar junto, a ausência física e a presença digital. Uma fotografia de Carlos Donaduzzi, por exemplo, exibe uma mesa com café da manhã, mas a única pessoa à vista está no monitor de um tablet. Magna Sperb fala sobre saudade no trabalho inédito “Teu Cheiro em Mim”, no qual mistura fotos de família com os frascos de perfume que eram usados pela sua mãe. 

Além desses e outros nomes de destaque na arte no Rio Grande do Sul, a exposição inclui a paranaense Mariana Corteze, a paulista Marcela Novais, a canadense Piper Maru, o chinês Zhang Quinzhe e os portugueses José Maçãs de Carvalho e Pedro Santos. Todos os artistas gravaram vídeos breves sobre seus trabalhos, material extra que estará disponível no hotsite da exposição. 

Obra Intimidades mal lavadas, da artista Magna Sperb

Pesquisa acadêmica

“Presença na Ausência” nasceu como um projeto acadêmico da artista France Amaral e da designer Sheisa Bittencourt, doutorandas do Programa de Pós-Graduação em Diversidade Cultural e Inclusão da Universidade Feevale. As pesquisadoras são irmãs e há anos militam por inclusão social, por isso, a mostra traz uma preocupação ímpar com acessibilidade. 

A partir de um levantamento dos recursos de acessibilidade oferecidos em grandes museus e galerias, as pesquisadoras perceberam como a inclusão é urgente nesses espaços. “Nem mesmo o Louvre é acessível a cegos. Só as grandes instituições têm navegação 3D. Mas não encontramos nenhuma exposição completa com todos os quesitos de acessibilidade, como estamos propondo”, comenta Sheisa.  “A questão da falta de acessibilidade  não é um problema das artes visuais, do design, da arquitetura… É estrutural”, explica France. 

Artistas participantes: 

Ananda Kuhn, Ariadne Decker, Carlos Donaduzzi, Chana de Moura, José Maçãs de Carvalho, Leandro Selister, Letícia Lampert, Lisi Wendel, Magna Sperb, Marcela Ferreira Novais, Mariana Corteze, Martina Berger, Milton Schaefer, Mitti Mendonça, Paula Ruskowski, Pedro Santos, Piper Maru, Rochele Zandavalli, Silvia Rodrigues, Verlisa Navacosta, Victoria Kubiaki e Zhang Quinzhe. 

Equipe técnica: 

Alan Santos Bittencourt (Designer de experiência do usuário); André Luiz Marques (Assistente do núcleo de acessibilidade); Ariberto de Farias Bauermann Filho (Assistente do núcleo de acessibilidade); Bruna Plentz (Projeto arquitetônico); Bruno Correa Rocha (Assistente de mídias sociais); Diego Leismann de Quadros (Programador); France Amaral da Cunha (Organizadora, Curadora do Educativo e Curadora Internacional); Joana Martins Kuhn (Assistente do educativo); Karine Buglione Campos (Assistente do Educativo); Lidiane dos Reis Fernandes (Curadora Convidada de Obras de Arte); Maria Clara Ignácio Leite (Intérprete de libras); Marcela Tokiwa Obata dos Santos (Curadoria e Museografia); Mariana Bento Beneti (Tradutora); Paola Virginia Aranda de Magalhães (Colaboradora núcleo de acessibilidade); Patrícia Brandalise Scherer Bassani (Orientadora); Regina de Oliveira Reidrich (Orientadora); Roberto Joaquim da Silva Filho (Assistente de mídias sociais); Sheisa Amaral da Cunha Bittencourt (Organizadora e Curadora do núcleo de Acessibilidade); e Suéli Beatriz Lenz (Colaboradora do educativo).

SERVIÇO
O que: Exposição virtual e acessível “Presença na Ausência”
Período de exibição: de 18 de dezembro de 2020, com abertura às 18 horas, até 18 de junho de 2021
Acesso gratuito diretamente pelo site presencanaausencia.com.br ou via site da Feevale (feevale.br
Classificação livre

*Fotos: Divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s