Há uma estrela no céu

Por todos os cantos, entre olhares assustados e outros indiferentes, já se vislumbra o brilho e as cores de um Natal que chega sorrateiro neste ano que termina assim, como todos estão vendo, embora a grande maioria não queira enxergar.

Já tem luzes, árvores e decoração nas ruas infestadas de vírus e de gente mal educada. Tem até Papai Noel virtual para quem não quer chegar nem perto do bom velhinho para não o contaminar, mas que, nem assim, abre mão dos rituais desta época, ainda que nada mais seja como antes.

Imaginávamos lá no longínquo mês de março que hoje, em dezembro, seria “um novo dia, de um novo tempo”, com todos os nossos sonhos se transformando em realidade neste futuro que começou, sim, para quem sobreviver à esta triste “festa” que não é só sua, é de todos nós.

Então, pensei em escrever uma carta, quem sabe, para Papai Noel, Papai do Céu, para anjos e arcanjos, para todos os seres iluminados deste planeta, desta galáxia, deste universo pedindo, quase implorando, um presente diferente que surja no firmamento da humanidade como aquela estrela de Belém, sinal luminoso para os Reis Magos seguirem na direção certa até o Salvador.

Mas isso faz tanto tempo, e agora são outros tempos, e seguidores só existem nas redes sociais. Quem olha para o céu em meio a tantas luzes que ofuscam o olhar hipnotizado por mercadorias, muito mais atrativas do que uma simples e solitária estrela perdida na escuridão?

Quem se atreveria a fazer um abaixo-assinado, uma vaquinha virtual ou um pedágio solidário para arrecadar um pouco de amor, algumas toneladas de fraternidade e carretas de bençãos e de esperança para essa gente que já nem lembra do aniversariante que nasceu neste dia 25 de dezembro…para quê, mesmo?

Talvez ainda dê tempo de enviar por Sedex todos os pedidos, aguardando ansiosos por um, dois ou três Reis Magos que seguirão a estrela mais brilhante, depois de um ano inteiro de caminhada incansável, para entregar a todos não mais mirra, nem incenso, mas uma vacina poderosa contra o vírus e contra o medo que está nos impedindo de ter uma verdadeira Noite Feliz!

E ainda que alguns não acreditem em nada disso, resta o fio de esperança que nos une ao Divino, ao sagrado, ao grande mistério das provações que enfrentamos este ano, com a certeza de que outras noites felizes virão, não para todos, lamentavelmente, mas no coração dos que conseguirem olhar para aquela estrela que começa a despontar timidamente no céu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s