Vidas perdidas

Assassinaram um homem negro ontem, em Porto Alegre. A notícia passaria por banalidade, violência consentida e apenas mais um homicídio se não tivesse ocorrido em um grande supermercado da capital e fosse filmada em flagrante comprovação da truculência dos seguranças do estabelecimento.

Justamente hoje, quando se comemora o Dia da Consciência Negra e esperava-se um debate mais evoluído sobre o assunto, percebe-se que nada mudou. Muito pelo contrário, a humanidade caminha a passos largos em retrocesso para a selvageria.

Não prego em praça pública discursos a favor de minorias. Nem de maiorias. Nem de ideologias. Grito, sim, contra atos de injustiça e esses podem ocorrer com qualquer um, pessoa ou animal, mas sabidamente são os mais frágeis as vítimas de uma sociedade doente.

Não sei o que ocorreu naquele supermercado para espancarem até a morte um homem de 40 anos. O que se sabe é que era negro e, por isso mesmo, historicamente vinculado à trágica sina da escravidão que persiste e legitima atos dessa insanidade.

Cabe lembrar que isso acontece todos os dias em locais de periferia, sabidamente territórios conflagrados e com histórico de violência contra negros, principalmente. Recentemente, o Brasil saiu aos berros protestando contra o assassinato de outro homem negro nos Estados Unidos, asfixiado por um policial. Quem protestará hoje, aqui, na esquina da nossa casa?

Triste notícia neste que deveria ser um dia para reverenciarmos a consciência negra. Triste notícia em meio a tantas outras que nos assombram em tempos de pandemia, em horas de agonia, em estatísticas engrossadas pelo preconceito, em vidas perdidas ou simplesmente que vagam por aí como fantasmas que talvez já não assustem mais ninguém por perderem-se de si mesmos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s