Inchauspe e Chico Paz cantam angústias do tempo de pandemia em novo single

Uma canção que amplifica a percepção sobre como a troca de afeto conduz a um lugar necessário dentro das relações humanas. Quase como um abraço que acolhe – algo tão raro nestes tempos de pandemia – o novo single de Paulo Inchauspe, com participação de Chico Paz, narra algumas das angústias cotidianas em tempos de pandemia do novo coronavírus. Lançado na sexta-feira, 06 de novembro, “Quando o Sol Sair” está disponível nas plataformas digitais e pode ser conferido nos serviços de streaming (clicando aqui).

A canção começou a surgir durante mais um dos tantos dias em casa, nestes últimos meses. “Eu tomava café num dia nublado e pensava na vontade que as pessoas, principalmente as crianças, têm de fazer inúmeras coisas quando o sol aparece. Enquanto compunha, só pensava nos dias cinzas dessa pandemia que parece não ter fim, e na gente que não se encontra mais, que não se abraça, não se beija, não se vê”, conta Inchauspe. 

A ideia de os dois artistas trabalharem juntos já vinha de algum tempo. O músico, cantor e compositor Chico Paz conta que eles se conhecem há alguns anos e vinham se falando sobre música e sobre produzirem algo em parceria. “A gente vinha trocando ideias, estávamos compondo algumas músicas juntos. Um dia ele mandou uma mensagem dizendo que tinha feito essa música e que queria que eu colocasse a voz”, relembra. O artista ainda destaca a alegria que sente nesse momento. “Acompanho o trabalho dele desde os tempos da rádio. Ele de certa forma é uma referência pra mim, temos referências parecidas, gostamos das mesmas bandas, do rock argentino, somos fãs do Fito Paez. É uma honra muito grande essa parceria. Fiquei muito feliz com o convite”, declara o artista de Taquara.

A canção pode ser conferida nos serviços de streaming (clicando aqui)

Em roupagem de uma balada pop rock, estilo dos dois artistas, é mais uma parceria à distância. De seu estúdio em casa, Inchauspe recebeu o track de voz de Chico Paz, além de gravar sua própria voz e tocar piano, guitarra, violão e synths. Do estúdio Jardim Elétrico, em Farroupilha, Marcos Mangoni tocou bateria e Márcio Staggemeier as linhas de baixo. O músico e produtor Luciano Albo gravou os backing vocals. O material foi mixado à distância. Quem assina a arte da capa é Diego de Grandi.

Chico prepara novo disco

Em 2020, Chico Paz celebrou os 10 anos do lançamento de seu primeiro álbum autoral, “Figurinhas”. Durante a pandemia, lançou singles em parceria com vários artistas e vem fortalecendo seu trabalho como compositor. Recentemente, foram retomadas as gravações de seu disco novo, com lançamento previsto para o início de 2021. “Eu estou trabalhando nisso e ‘empolgadaço’ demais. Além disso, estou compondo muito, algo pelo qual venho me dedicando muito nos últimos anos. Tenho mais algumas canções para lançar até lá, mas o foco principal é o disco”, adianta.

Inchauspe e o “Não me deixe solo”

Para Inchauspe, a intensa produção não se resume à composição de novas canções. Além do lançamento de dois singles nos últimos meses (“Quando o Sol Sair” e “Vagabundo” – com Martín Buscaglia), ele deu início a um projeto de podcast chamado “Não Me Deixe Solo”. Desde julho, já foram mais de 15 episódios em que conversa com músicos de várias vertentes como Veco Marques, Luciano Albo e Marcelo Corsetti. “A ideia do podcast veio justamente no momento em que eu percebi que conhecia um monte de gente que eu não via mais. Não sabia mais de nada e ao mesmo tempo a função de poder gravar algo com muitas dessas pessoas foi a melhor saída”, explica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s