Bons negócios e otimismo marcam a 44ª Fimec

Os três dias (10, 11 e 12 de março) da 44ª Fimec (Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes), nos pavilhões da Fenac, em Novo Hamburgo, foram marcados por bons negócios e público qualificado. Reunindo mais de 500 expositores que apresentaram novidades em couros, produtos químicos, componentes, máquinas, equipamentos e tecnologias para calçados e curtumes, a perspectiva entre eles foi de retomada do otimismo no setor.

Segundo o diretor-presidente da Fenac, Marcio Jung, o sucesso desta edição é evidente. A feira recebeu visitantes realmente interessados em fechar negócios. “O que eu percebi conversando com expositores e passando pelos corredores é que os visitantes deste ano são as pessoas que realmente têm o poder de decisão na empresa”, destaca Jung, que há 35 anos participa do cenário calçadista. Para ele, esta edição da feira foi repleta de negócios. “A Fimec 2020 é uma feira que nós lutamos nos três últimos anos para fazer: com estandes cheios e corredores vazios, porque isso é sinônimo de uma feira profissional, com negócios acontecendo a todo momento”, pontua.

Fimec-2020-expositor
Foto: Diego Soares/Talenttare


Visitantes satisfeitos

Entre os visitantes, o clima também é de otimismo. Samir Nakad, da Sameka Modas, de Birigui-SP, visitou a Fimec em busca de máquinas para a sua empresa. “Já negociei duas em um estande e agora mesmo estava negociando mais uma com outra empresa. Encontrei tudo o que procuro aqui na feira”, comemorou. “A Fimec é essencial para o setor, pois nos ajuda a estar na vanguarda da fabricação de calçados, já que tem tudo que há de melhor no setor”, avaliou. “Neste ano, percebo que há um clima de otimismo, tanto entre os expositores quanto visitantes: o setor está mais otimista”, conclui.

Empresa do Vale do Paranhana avalia a feira

A Art Laser, empresa igrejinhense especializada em trabalhos em cabedais com uma linha de detalhes, enfeites, gravuras e cortes em laser, além de costura e bordados eletrônicos, expôs seu trabalho na feira pelo terceiro ano consecutivo e, de acordo com a proprietária Diane Zimpel (ao lado de Fábio da Silva) a 44ª Fimec trouxe saldos positivos para a empresa. “Apesar da crise pela qual nossa economia está passando e o receio de algumas empresas, nossa avaliação é de que a feira foi boa e importante para o segmento. Foi possível realizar prospecções muito interessantes, inclusive, já tivemos contato de pós-feira, o que nos deixou muito entusiasmados”, conta. A empresária comemora as possibilidades que a feira oportuniza para quem expõe ofertas de serviços, como é o caso de sua empresa, e cita o crescimento na procura por outros segmentos. “Nesses 3 anos expondo, podemos observar que houve também um crescimento de visitantes de outros segmentos, como o de bolsas, por exemplo”.

Art Laser
Estande da Art Laser nos pavilhões da 44ª Fimec. Foto: Art Laser/Divulgação


Plano de ação contra o Coronavírus

Frente à situação mundial do coronavírus, a Fenac, junto com a Secretaria de Saúde de Novo Hamburgo (SMS), Vigilância Sanitária e o médico infectologista Renato Cassol, que atuou como consultor do evento, criou um plano extraordinário para a feira, visando à saúde de todos colaboradores, visitantes e expositores, além da população do município.

Entre as ações estavam: adaptações no Ambulatório existente dentro dos pavilhões; distribuição de álcool gel para todo o público, além de instalação de dispensadores do produto nas dependências dos pavilhões; aumento na equipe de higienização e capacitação deste público pela Vigilância Sanitária; e higienização intensa em corrimãos, maçanetas, mesas e banheiros.

Além disso, a Fimec 2020 também contou com um contêiner, instalado em frente à entrada da feira. “Neste espaço, todas as pessoas que estiveram nos últimos 14 dias em alguma viagem internacional ou nos países que integram a lista de monitorados pelo Governo Federal são avaliadas. Se não apresentar nenhum dos sintomas, podem visitar a feira normalmente. Caso alguém apresente algum dos sintomas, recebe as devidas orientações e é encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde”, contou Márcio Jung, diretor-presidente da Fenac.

*Foto de Capa: Diego Soares / Talenttare

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s