Terceira semana do Porto Verão Alegre reúne 30 atrações, incluindo 3 shows nacionais

A programação da terceira semana do 24º Porto Verão Alegre segue com mais uma oficina gratuita para crianças, além de mais edição do Cine Soar. Ao longo de toda semana que vem, entre 23 e 29 de janeiro, serão 30 atrações diferentes com diversas sessões. Entre os destaques, estão atrações nacionais: Nany People, CÉU e Amaro com Xenia França.  

O festival multicultural continua até 12 fevereiro de 2023 em 15 espaços de arte da capital e região metropolitana. As vendas estão abertas pelo site www.portoveraoalegre.com.br. Neste ano, ainda haverá pontos de venda físicos: no CHC Santa Casa (Av. Independência, 75, Centro de Porto Alegre), que funciona de terça-feira a domingo, das 14h às 19h (e nos dias de espetáculos no local, até às 20h). E na Loja Claro – Shopping Moinhos (3° andar) de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingos e feriado, das 14h às 20h. Além disso, será possível comprar qualquer ingresso nas bilheterias dos teatros durante as duas horas que antecedem às sessões. 

Segue abaixo a programação completa.

Nando Viana (Estreia show novo)
Data: 22 e 23 de janeiro (domingo e segunda-feira)
Horário: 21h
Local: Teatro da AMRIGS (Av. Ipiranga, 5311)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Nando Viana chega aos palcos o novo resumo da vida desse gaúcho que, com mais de 10 anos de carreira, promete continuar entregando as histórias mais engraçadas que acontecem com ele diariamente. O apanhado vai desde a experiência de ser pai até sua participação no fenômeno de audiência A culpa é do Cabral. Nando ainda passa por momentos muito engraçados em que fala sobre seus medos da velhice e sobre as brisas mais loucas que já passaram por sua cabeça em seus momentos de reflexão!
Ficha Técnica:
Autor: Direção e Elenco: Nando Viana
Duração: 60 a 90 minutos
Classificação: 16 anos

Gratiluz com Drª Rosângela
Data: 23, 24, 25 e 26 de janeiro (segunda, terça, quarta e quinta-feira)
Horário: 2 sessões, às 19 horas e às 21 horas
Local: Teatro do CIEE (Av. Dom Pedro II, 861)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Drª Rosângela é uma personagem criada por Índio Behn com o intuito de fazer uma homenagem e uma sátira aos terapeutas, veganos e praticantes de Yoga. Com essa grande mistura nasceu o show de comédia Gratiluz, onde a Drª Rosângela faz piadas com diversas situações do cotidiano de um terapeuta, bem como canta paródias com acompanhamento de um ukelele, o qual é tocado pelo próprio artista.
Ao longo de 2022, Gratiluz passou por diversos teatros e clubes de comédia do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Goiás.
Ficha Técnica:
Autor, Direção e Elenco: Índio Behm
Duração: 70 minutos
Classificação: 12 anos

CINE SOAR Filme Bio + Integrantes da OSPA
Data: 24 de janeiro
Horário: 20 horas
Local: Centro de Eventos do Instituto Ling (Rua João Caetano, 440)
Gênero: Drama
Sinopse:
No filme “Bio”, um homem, nascido em 1959 e morto em 2070, tem uma patologia especial que não o permite mentir. Depois de sua morte, amigos e membros de sua família se reúnem para relembrar acontecimentos especiais pelos quais passaram juntos e que montam um interessante retrato da biografia do rapaz.
As intervenções sonoras ficarão por conta do Tenor Francisco Amaral e do Pianista Patrick da OSPA, um grupo composé de música tradicional erudita, que se expressa nos timbres e instrumentos da canção lírica.
Ficha Técnica:
Direção: Carlos Gerbase
Lançamento: 4 de abril de 2019
Duração: 125 minutos
Classificação: 14 anos

Nany é Pop! (foto de capa)
Data: 24 e 25 de janeiro (terça e quarta-feira)
Horário: 21h
Local: Teatro da AMRIGS (Av. Ipiranga, 5311)
Gênero: Musical
Sinopse:
A vida sem Amor não tem sabor. O gesto sem Amor não tem valor. A reza sem Amor não tem louvor. Seja em que estado for o Amor causa furor! Neste embalo, falando e cantando sobre o amor, a atriz Nany People apresenta um novo espetáculo após o sucesso da sua passagem pelo programa POP STAR da Rede Globo. “Nany é POP!” é um solo divertido e musical, que decanta o Amor em suas diversas situações: romântica, passional, dor de cotovelo ou “catraca livre”. O que temos é um espetáculo divertido, interativo, cheio de boa música e que vai contagiar e trazer emoções à plateia do início ao fim!
Ficha Técnica:
Autor, Direção e Elenco: Nany People
Duração: 90 minutos
Classificação: 14 anos

Sobre Abrir os Olhos e Se Fechar em Mantos
Data: 24 e 25 de janeiro (terça e quarta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Teatro de Arena (Av. Borges de Medeiros, 835)
Gênero: Drama
Sinopse:
Compõe-se como uma peça-manifesto ao trazer à cena atores borrados, sobrepostos, perdendo-se no caos e, ao mesmo tempo, escrevendo sobre o palco um autorretrato destrinchado de suas próprias experiências com o suicídio e com a depressão.
Ficha Técnica:
Autor: Bela Becker e Pedro Dargen
Direção: Jean Gorziza
Elenco: Bela Becker e Pedro Dargen
Outros:
Iluminação: Isabel Ramil e Ricardo Vivian
Operadores de Luz: Isabel Ramil e Ricardo Vivian
Operadora de Som: Manu Goulart
Cenografia: O Grupo
Figurinos: Lê Carello
Duração: 75 minutos
Classificação: 14 anos
“Sobre Abrir Os Olhos e Se Fechar Em Mantos” trata de assuntos como suicídio, depressão e sofrimento mental, que podem ser sensíveis para alguns públicos. Caso essas temáticas sejam passíveis de gatilho a você, não recomendamos que assista ao espetáculo.

Trago Sorte Mentira & Morte
Datas: 24 e 25 de janeiro (terça e quarta-feira)
Horário: 21 horas
Local: Theatro São Pedro (Av. Mal Deodoro, s.n)
Gênero: Musical
Sinopse:
Em um bar decadente, personagens boêmios vivem imersos em bebidas, jogos e sedução. Nesse ambiente degradado lutam por sua sobrevivência e pelo seu prazer. Trago Sorte Mentira & Morte é uma opereta rock repleta de malandragem e feitiçaria onde a ganância mortal encontra a morte e o sobrenatural.
Valentin, um trambiqueiro malandro, e Tom, um trapaceiro de jogos de azar, têm seu caminho cruzado por Marquito, um político argentino, e Lívia, uma sedutora femme fatale. Interessados pelas habilidades de Valentin, Marquito e Lívia o inserem no mundo da política ambicionando o enriquecimento. O encontro entre as personagens desencadeia uma disputa por dinheiro, poder e pelo questionável amor de Lívia.
Ficha Técnica:
Autor: Celso Zanini
Direção: Inês Marocco e Kalisy Cabeda
Direção Musical: Simone Rasslan
Elenco: Anildo Böes, Bruno Fernandes, Camila Falcão, Elisa Heidrich, Manoela Wunderlich, Martina Fröhlich , Philipe Philippsen
Banda: Frigo Mansan, Gabriela Lery, R. Fernandez
Duração: 120 minutos
Classificação: 14 anos

Basquade
Data: 24 e 25 de janeiro (terça e quarta-feira)
Horário: 20h30
Local: Teatro Carlos Carvalho, no 2º andar da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)
Gênero: Drama
Sinopse:
A montagem sugere apresentar a exposição de antagonismos de toda ordem nas relações sociais. Faz-se o uso de narrativas que permeiam a ficção questionando uma suposta verdade. O argumento está contido em elementos textuais de Virginia Wolf e demais autores, além do uso da linguagem musical e das artes visuais em cena.
Ficha Técnica:
Autor e Elenco: Nina Eick, Mariana del Pino e Sergio Olivé
Direção: Coletiva
Duração: 50 minutos
Classificação: 12 anos

Entrevista com espíritos: 20 anos!
Data: 24, 25 e 26 de janeiro (terça, quarta e quinta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Teatro Bruno Kiefer, no 6º andar da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)
Gênero: Drama
Sinopse:
Iniciando as apresentações comemorativas aos seus vinte anos em cartaz, o espetáculo aborda a espiritualidade no encontro entre Bruno, um homem atormentado por visões e fenômenos que não compreende a origem, e Otto, um psiquiatra que deixa a aposentadoria somente para atendê-lo. Com objetivos distintos, durante uma sessão de psicoterapia, eles buscam respostas até serem surpreendidos com revelações que irão mudar a vida deles para sempre!
Ficha Técnica:
Autor: Luis Carlos Pretto
Direção: Luis Carlos Pretto
Elenco: Fernando Rodrigues, Luis Carlos Pretto , Melissa Monteiro, Juliana Pretto e Allex Manzônia
Roteiro: Luis Carlos Pretto e Paulo Bocca
Duração: 70 minutos
Classificação: 12 anos

Aquilo que Nos Amanhece
Datas: 24, 25 e 26 de janeiro (terça, quarta e quinta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Casa de Espetáculos (Rua Visconde do Rio Branco, 691)
Gênero: Drama
Sinopse:
Oito olhares interpretados a partir de textos do escritor pós-moderno João Gilberto Noll. Uma sinceridade poética sobre imperfeições. O julgamento mais sincero é o da autocrítica? O espetáculo propõe reflexões a partir de como enxergamos o drama de cada um e como nós mesmos nos vemos. Em devaneios e diálogos, cada história se revela em parte. Em algum momento você pode se identificar. Afinal, ao perceber o outro, estamos distantes de nós mesmos?
Ficha Técnica:
Autor: (inspirada na obra de João Gilberto Noll): Júlio Conte, Gabriela Moscovich, Jaqueline Lodi Moraes, Letiane Schmeing, Lúcio Salimen, Luiz Jacomini, Nicolas Haag, Petra Conte e Thiago Costa.
Direção: Júlio Conte.
Elenco: Gabriela Moscovich, Guilherme Dal Castel, Letiane Schmeing, Lúcio Salimen, Luiz Jacomini, Manu Goulart, Petra Conte e Saulo Aquino.
Duração: 60 minutos
Classificação: 14 anos

Vivir
Data: 25 de janeiro (quarta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Farol Santander – Átrio (Rua 7 de Setembro, 1028)
Gênero: Musical
Sinopse:
O flamenco é uma arte transformadora, uma forma de se expressar, de sentir e se relacionar com as pessoas. Durante os últimos anos, foi, acima de tudo, uma forma de nos mantermos VIVAS e VIVOS e em contato com o mundo. VIVIR estreou em dezembro de 2022 e marcou a volta aos palcos da companhia de flamenco mais porto-alegrense de todas, a DEL PUERTO.
Ficha Técnica:
Autor: Companhia de Flamenco Del Puerto
Direção: Daniele Zill, Juliana Prestes, Graziela Silveira
Elenco: Daniele Zill, Graziela Silveira e Juliana Prestes
Duração: 30 minutos
Classificação: Livre

Esperando Roda
Data: 25 e 26 de janeiro (quarta e quinta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Teatro do SESC (Av. Alberto Bins, 665)
Gênero: Circo
Sinopse:
Dois artistas em duas rodas circulam por seu mundo construindo sonhos. Quando uma destas rodas some, tudo se abala. Os problemas, as relações e a busca por uma solução, aparecem em números de circo e de esportes radicais, trazendo ao teatro equipamentos muitas vezes vistos na rua, transformados em uma brincadeira.
Ficha Técnica:
Autor: Dupla Gomesninow
Direção: João Carlos Artigos
Elenco: Carina Ninow e Gabriel Alves Gomes
Duração: 55 minutos
Classificação: Livre

Se Meu Ponto G Falasse
Data: 25 e 26 de janeiro (quarta e quinta-feira)
Horário: 20 horas
Local: CHC Santa Casa (Av. Independência, 75)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Se Meu Ponto G Falasse conta a trajetória de duas mulheres comuns que viveram as etapas obrigatórias da mulher do século XX. Sonharam com seus príncipes encantados, se decepcionaram com eles, viveram a dor da separação, a conquista da auto-estima e do poder da sexualidade, conquistaram seu espaço no mercado de trabalho, através da descoberta de seus talentos, e desvendaram um mundo novo e cheio de possibilidades. Bia e Ana representam a mulher que se auto-retrata depois de todos os avanços da revolução feminista e traça, com muito humor, muita autocrítica e uma pitada de auto-ajuda, o perfil da nova mulher. Em 2023 o espetáculo completa 26 anos em cartaz, com texto e elenco repaginado.
Ficha Técnica:
Autor: Julio Conte, Heloísa Migliavacca e Patsy Cecato
Direção: Julio Conte;
Elenco: Bruna Eltz e Dedé Leitão
Duração: 75 minutos
Classificação: 14 anos

Foto: Cleiton Seehaber

CUCO – A linguagem dos bebês no teatro (Infantil)
Datas: 25 e 27 de janeiro (quarta e sexta-feira)
Horário: 17h
Local: Instituto Ling, no Centro de Evento (Rua João Caetano, 440)
Gênero: Infantil
Sinopse:
A poética do espetáculo é motivada por aquela que parece ser uma das primeiras experiências lúdicas e estéticas dos bebês, o jogo entre o “esconder e o revelar”, o cuco, um universo em que a surpresa do começo, da chegada, da primeira vez, transforma a manipulação de objetos do cotidiano em pequenas histórias. O formato arena da montagem possibilita um espaço de acolhimento, interação e descobertas entre os bebês e seus cuidadores. Ambos vivem uma experiência teatral única e inesquecível para toda vida.
Ficha Técnica:
Autor e Direção: Mário de Ballentti
Elenco: Eduardo D’avila e Gabriel Martins
Pesquisa e coordenação pedagógica: Paulo Fochi
Cenografia, Figurinos e objetos cênicos: Margarida Rache
Assistência Coreográfica: Fernanda Bertoncello Boff
Iluminação: Nara Maia
Composição de Trilha sonora, arranjos, execução e programação de instrumentos: Marcelo Delacroix e Beto Chedid
Assessoria e tradução para sessão em LIBRAS: Lucas Bourscheid
Produção: Mário de Ballentti
Realização: Caixa do Elefante Centro Cultural de Projetos e Pesquisas
Duração: 50 minutos
Classificação: crianças de 0 a 3 acompanhadas dos seus cuidadores

Enfim, Nós
Datas: 25 (quarta-feira), 28 (sábado) e 29 (domingo) de janeiro
Horário: 20 horas
Local: Bar do Nito (Av Cel Lucas de Oliveira, 105)
Gênero: Comédia
Sinopse:
O espetáculo leva ao palco cenas divertidas sobre os amores e desamores de uma mulher em busca da sua identidade. A trama é embalada por temas da música popular brasileira, executadas ao vivo, num verdadeiro clima de boteco.
Ficha Técnica:
Autor: Artur José Pinto
Direção: Fernando Waschburger
Elenco: Evelise Waschburger, Fernando Waschburger, Nito Padilha e Tonda Pecoits
Iluminação: Néstor Monasterio
Figurinos: Rose Massing
Coreografia: Cristóvão Christianis
Duração: 60 minutos
Classificação: 14 anos

Seres Imaginários
Data: 25 e 26 de janeiro (quarta e quinta-feira)
Horário: 20h30
Local: Teatro Carlos Carvalho, no 2º andar da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Seres Imaginários – de Gardel a Fito Paez – traz ao palco histórias bem humoradas vividas pelo ator, diretor e músico Néstor Monasterio. Memórias inusitadas conduzidas pela poética das canções permitem um olhar atento sobre os aspectos políticos e sociais que não respeitam fronteiras na cultura latino-americana. Além de Néstor, Léo Ferlauto (piano e voz), Kiti Santos (cello, sax, flauta e voz) Giovani Belbass (baixo) executam os temas ao vivo.
Ficha Técnica:
Autor: conjunta
Direção: Néstor Monasterio
Elenco: Néstor, Léo Ferlauto (piano e voz), Kiti Santos (cello, sax, flauta e voz) Giovani Belbass (baixo) executam os temas ao vivo
Duração: 70 minutos
Classificação: 12 anos

Atenção Crianças Brincando de Teatro
Data: 26 de janeiro (quinta-feira)
Horário: 15h às 16h30
Local: CHC Santa Casa (Independência,75)
Gênero: Oficina/ Educação
Sinopse:
É uma vivência teatral que utiliza jogos e brincadeiras da infância na elaboração de cenas e personagens, desenvolvendo de forma divertida o foco, atenção, concentração, consciência espacial, desinibição, empatia e descobrindo soluções em grupo. O teatro como instrumento de socialização na infância tem o potencial de desenvolver aptidões, relações interpessoais e reforçar a autoestima através do expressão individual e de equipe. Atenção: Crianças Brincando de Teatro! Faz parte da didática teatral que Lisiane Medeiros, atriz, diretora e arte educadora em teatro, desenvolveu desde 2014, no Colégio João XXIII em Porto Alegre e em oficinas livres em diversos espaços culturais com lindos resultados pedagógicos e artísticos., valorizando a maravilhosa diversidade das crianças com quem tem a alegria de trabalhar. A prática teatral é uma modalidade que acolhe e fortalece!
Link de inscrições gratuitas: https://bit.ly/PVA2023Oficina (há 20 vagas)
Classificação Indicativa: 6 a 9 anos
Duração: 90 minutos

CÉU
Datas: 26 de janeiro (quinta-feira)
Horário: 21 horas
Local: Theatro São Pedro (Av. Mal Deodoro, s.n)
Gênero: Música
Sinopse:
Durante a pandemia, a cantora e compositora Céu revisitou, em formato acústico, sua discografia. Acompanhada por Lucas Martins no violão, a artista gravou algumas de suas novas versões, lançando-as em vídeos e em álbum (2021). Com o retorno para os palcos, Céu apresenta ao vivo seu novo show violão e voz, mais intimista, que inclui sucessos como “Lenda”, “Malemolência”, “Cangote”, “Varanda Suspensa” e outros.
Ficha Técnica:
Informações a confirmar.
Duração: Informações a confirmar.
Classificação: Informações a confirmar.
Atração que não está contemplada com a Lei de Incentivo à Cultura do Governo Federal
Obs.: Não tem desconto Banricompras

Matheus Breyear
Data: 26 de janeiro (quinta-feira)
Horário: 20h
Local: Teatro de Arena (Av. Borges de Medeiros, 835, Centro, Porto Alegre)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Matheus Breyer é comediante e roteirista, atualmente produzindo roteiros para os canais de Youtube Castro Brothers e Parafernalha. Matheus também é um dos integrantes do grupo de stand up Show dos Brothers.
Ficha Técnica:
Autor: Direção e Elenco: Matheus Breyer
Duração: 60 a 90 minutos
Classificação: 14 anos

Sarau Voador – Nas pegadas de Bebeto Alves
Datas: 26 e 27 de janeiro (quinta e sexta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Instituto Ling, no Teatro (Rua João Caetano, 440)
Gênero: Literatura
Sinopse:
Na sua 46ª edição, o “Sarau Voador – Literatura e Improvisos Transcriados”, comandado por Deborah Finocchiaro e Roger Lerina, recebem os músicos Nelson Coelho de Castro e Gelson Oliveira para saudar um dos maiores artistas do Rio Grande do Sul, o incrível músico, cantor, compositor e artista visual Bebeto Alves, falecido em novembro de 2022. Bebeto, considerado um dos grandes expoentes da MPG (Música Popular Gaúcha), sempre buscou explorar músicas típicas do Rio Grande do Sul, como ranchos, toadas e milongas.
Com mais de 30 discos lançados, suas canções foram gravadas por Ana Carolina, Belchior e Kleiton e Kledir, entre outros. Na Capital, o artista era conhecido por se envolver em causas sociais, participando de manifestações em favor da cultura e do meio ambiente. Entre outros projetos, a partir de 2013, o músico se juntou à Jimi Joe e King Jim para formar o grupo “Los 3 Plantados”, artistas que foram beneficiados com transplantes de órgãos e passaram a atuar em campanha permanente pela doação. A partir de 2021, toda a discografia do artista foi disponibilizada na plataforma Spotify, desde seu álbum de estreia até o mais recente lançamento, a coletânea “Rock”, de 2021. Versátil e itinerante, o sarau reúne diferentes manifestações artísticas em um encontro marcado pela liberdade criativa, pela colaboração e pela transposição de linguagens. Contando sempre com convidados, o evento compartilha com o público os diversos olhares e leituras sobre um determinado tema, obra ou criador. Uma construção conjunta e participativa entre anfitriões, convidados e plateia, como no lema do sarau: “Junta todo mundo que é pro mundo melhorar”.
Ficha Técnica:
Apresentação e Curadoria: Deborah Finocchiaro e Roger Lerina
Convidados: Gelson Oliveira e Nelson Coelho de Castro
Pintura ao Vivo: Alexandre Carvalho A21
Produção: Debora Bregalda e Companhia de Solos & Bem Acompanhados
Social Media: Gabrielle Gazapina
Hino do Sarau (canção Todo Mundo pro Mundo): Laura Finocchiaro
Coordenação de Produção, Roteiro e Direção Geral: Deborah Finocchiaro
Parceria Cultural: Site Roger Lerina, Tomo Editorial e Festipoa Literária
Realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados
Duração: 90 minutos
Classificação: livre

Amaro Freitas convida Xenia França
Data: 27 de janeiro (sexta-feira)
Horário: 20h
Local: Farol Santander – Átrio (Rua 7 de Setembro, 1028)
Gênero: Show de Música
Duração: 75 minutos
Classificação: Livre
Sinopse:
Amaro Freitas – Solo”, consolida a sua proposta artística de cruzar elementos da cultura popular afro- brasileira com o jazz em uma única espiral sonora. No roteiro do concerto constam por exemplo, as inéditas: “Viva Naná” homenagem ao também pernambucano Naná Vasconcellos e ”Gloriosa”, além de releituras, como: Footprints (Wayne Shorter) e Carinhoso (Pixinguinha). Na segunda parte do show, ele receberá a cantora Xenia França, juntos farão temas melódicos que casam muito bem com a voz delicada de França, dentre elas: Nascente (Murilo Antunes e Flávio Venturini) e “Eu e a brisa” (Johnny Alf).
Ficha Técnica:
Amaro Freitas (Piano) e Xenia França (Voz)
Técnico de som: Vinicius Aquino
Produção Executiva: Laercio Costa

Léo Oliveira
Data: 27 de janeiro (sexta-feira)
Horário: 20h
Local: Teatro de Arena (Av. Borges de Medeiros, 835, Centro, Porto Alegre)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Léo Oliveira é comediante, roteirista e comunicador da Rádio Grenal. Atualmente produz roteiros para os canais de Youtube Castro Brothers e Parafernalha. E também é um dos integrantes do grupo de stand up Show dos Brothers.
Ficha Técnica:
Autor: Direção e Elenco: Léo Oliveira
Duração: 60 a 90 minutos
Classificação: 14 anos

P.S. – Gaiola das Loucas – 8 anos de sucesso!
Data: 27, 28 e 29 de janeiro (sexta, sábado e domingo)
Horário: 20 horas
Local: CHC Santa Casa (Av. Independência, 75)
Gênero: Comédia
Sinopse:
PS – Gaiola das Loucas é um espetáculo teatral com texto final de Leandro Ribeiro. Tendo como inspiração a narrativa de “La Cage Aux Folles”, do dramaturgo Jean Poiret, o espetáculo foi construído a partir de improvisações e dublagens, homenageando as figuras precursoras da cultura LGBTQI+ da capital gaúcha. Assim, temos a história de sete drag queens que, no intervalo de uma exaustiva noite de trabalho numa das boates mais badaladas de Porto Alegre, colocam em pauta a cultura queer e revisitam sua própria história enquanto batalham pra ganhar o seu “aqué”.
Ficha Técnica:
Autor: Leandro Ribeiro
Direção: Leandro Ribeiro
Elenco com DRT: Alexsander Madeira, Davi Borba, Douglas Carvalho, Juliano Passini, Marcello Crawshaw, Vini Gomes. Participação Especial: Everton Barreto.
Outros:
Iluminação: Leandro Gass
Maquiagem: Márcia Metz
Operador de Som: Ismael Goulart
Duração: 90 minutos
Classificação: 12 anos

Terapia de casal, uma comédia em crise
Data: 27, 28 e 29 de janeiro (sexta, sábado e domingo)
Horário: 21 horas
Local: Teatro do CIEE (Av. Dom Pedro II, 861)
Data: 11 de fevereiro (sábado)
Horário: 20 horas
Local: Teatro do SESC Canoas (Av. Guilherme Shell , 5340)
Gênero: Comédia
Sinopse:
TERAPIA DE CASAL, UMA COMÉDIA EM CRISE conta a história de Alice e Marcos, um jovem casal que se conhece nos anos noventa e que depois de uma década de relacionamento – com alguns conflitos, crises e muitas risadas – se vê diante de um terapeuta numa sessão de terapia de casal. Os dois revivem e compartilham com o público a dor e a delícia de um casamento. A linha do tempo de Alice e Marcos vai sendo desvendada com situações divertidas, mas repletas do mundo real, onde os medos, as inseguranças, as crises, os choros e as alegrias fazem parte do cardápio. O público faz as vezes do terapeuta que, atento a tudo, acompanha a história dos dois, se diverte, se identifica, se emociona e, como já era de se esperar, torce por um final feliz!
Ficha Técnica:
Autor: Juliana Barros
Direção: Juliana Barros e Fernando Ochôa
Elenco: Letícia Kleemann e João Petrillo
Duração: 70 minutos
Classificação: 16 anos

Em Chamas
Data: 27, 28 e 29 de janeiro (sexta, sábado e domingo)
Horário: 20 horas
Local: Teatro Bruno Kiefer, no 6º andar da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)
Gênero: Drama
Sinopse:
A partir de quatro histórias, o espetáculo examina os traumas do ódio e da intolerância dentro de sociedades polarizadas. Democracia, violência, livre-arbítrio, compaixão e alteridade são pontos temáticos abordados. Quatro personagens unidos pela barbárie presente em nós mesmos. Mundos completamente diferentes, mas todos EM CHAMAS!
Ficha Técnica:
Autor: Manjula Padmanabhan
Direção: Matheus Melchionna
Elenco: Denizeli Cardoso, Gabriela Greco, Lauro Fagundes Luiz
Duração: 90 minutos
Classificação: 14 anos

As Alegres Latinas de POA
Datas: 27, 28 e 29 de janeiro (sexta, sábado e domingo)
Horário: 20 horas
Local: Casa de Espetáculos (Rua Visconde do Rio Branco, 691)
Gênero: Comédia
Sinopse:
O espetáculo As Alegres Latinas de POA é uma adaptação contemporânea do texto ‘As Alegres Senhoras de Windsor’, de William Shakespeare. Une a dramaturgia original com uma estética inspirada na cultura latina, através da conciliação da trama dessa comédia shakespeareana de confusões, encontros e desencontros, paixões e ciúmes, com elementos da cultura latina tais como o tango, o flamenco, as cores vibrantes e o exagero de emoções. As situações extremas dos personagens aparentemente absurdos, mas profundamente humanos de Almodóvar, aqui, muito interessam como fonte de inspiração ao desenvolvimento da adaptação do texto. A utilização de estruturas diversas, com elementos do melodrama e da comédia, também são muito funcionais para a linguagem do espetáculo, aliando forma e conteúdo em seu discurso. Os ambientes kitsch e o som de antigos boleros são as bases para a elaboração textual a partir dos elementos visuais e sonoros do espetáculo.
Ficha Técnica:
Autor: O grupo
Direção: Desirée Pessoa
Elenco: Lara Mohana, Lauren Braga, Luana Milidiu e Luísa Bem
Cenografia: Carlos de los Santos e Rafaela Silva
Iluminação: Carolina Zimmer
Figurinos: Rô Cortinhas
Fotografia: Carolina Zimmer
Maquiagem: Adriano Roman
Duração: 65 minutos
Classificação: Livre

SEX-TETO
Data: 28 de janeiro (sábado)
Horário: 20 horas
Local: Teatro do SESC (Av. Alberto Bins, 665)
Gênero: Comédia
Sinopse:
Você já teve vontade de jogar tudo para o alto? Jogar o celular pela janela e esculachar com o chefe? Sair por aí, sem lenço e sem documento? Tomar um litro de uísque ouvindo música no último volume? Vender tudo, estourar o cartão e viver cada minuto como se fosse o último? Se a resposta for sim, procure um médico. Mas se o negócio é rir, para celebra, SEX TETO tem a solução… Porque a vida é importante demais para ser levada tão a sério.
Ficha Técnica:
Autor: Artur José Pinto, Lukas Krug, Leo Ferlauto, Simone Rasslan, Kiti Santos, Néstor Monasterio e Lolla Monasterio
Direção: conjunta
Elenco: Lukas Krug, Leo Ferlauto, Cíntia Ferrer, Heloisa Palaoro, Lolla Monasterio, Giovani Belbass e Néstor Monasterio
Duração: 75 minutos
Classificação: 14 anos

As aventuras de João, a princesa e o tapete voador (Infantil)
Data: 28 de janeiro
Horário: 17 horas
Local: SESC Canoas (Av. Guilherme Schell, 5340, Centro de Canoas)
Gênero: Infantil
Sinopse:
Lá depois da curva, subindo e descendo o morro, moravam Dona Cotinha e seus dois filhos: Pedro e João. Um convite e uma bolsinha mágica mudam completamente o destino dos irmãos. Tem cigana, cavalheiro e princesa nessa história, até um tapete voador. De maneira lúdica, com canções inéditas e cantigas de roda bem conhecidas de nossas crianças, os protagonistas e o público vão descobrindo que ser diferente é muito legal.
Ficha Técnica:
Autor: Guilherme Ferrêra
Direção: Suzi Martinez
Elenco: Clarissa Siste, Henrique Gonçalves e Guilherme Ferrêra
Duração: 55 minutos
Classificação: Livre

Terra Adorada
Data: 28 e 29 de janeiro (sábado e domingo)
Horário: 20h
Local: Teatro de Arena (Av. Borges de Medeiros, 835)
Gênero: Drama
Sinopse:
Um espetáculo sobre nós, dirigido a nós, os brasileiros que não se consideram índios. Entrelaçando narrativas vivenciadas em terras indígenas Guarani e Kaingang, notícias jornalísticas, dados históricos, palavras de pensadores indígenas contemporâneos, além de memórias sobre sua origem indígena, Ana Luiza da Silva apresenta um olhar crítico sobre esse Brasil parido à força, inventado a partir das dores de mulheres pegas no laço. Um espetáculo sobre um país que “vai pra frente”….
Ficha Técnica:
Autor: Ana Luiza da Silva
Direção: Jezebel De Carli e Ana Luiza da Silva
Elenco com DRT: Ana Luiza da Silva
Duração: 60 minutos
Classificação: 14 anos

A última peça
Data: 28 e 29 de janeiro (sábado e domingo)
Horário: 20h30
Local: Teatro Carlos Carvalho, no 2º andar da Casa de Cultura Mário Quintana (Rua dos Andradas, 736)
Gênero: Comédia
Sinopse:
O grupo Teatro Sarcáustico celebra 15 anos de trajetória, brinando o passado, o presente e a incerteza do futuro. O clima festivo de aniversário é contraposto a questões pertinentes ao cotidiano dos artistas, mas que atravessam a todos enquanto consumidores de uma sociedade espetacularizada – que sustenta a cultura do ridículo, o jogo de aparências e banaliza a teatralidade. Qualquer semelhança com o real não é ficção, é tudo verdade.
Ficha Técnica:
Autor: O grupo
Direção: Gabriela Poester
Elenco: Guadalupe Casal, Daniel Colin e Ricardo Zigomático
Design de luz: Casemiro Azevedo
Design de som: Vitório Azevedo
Produção: Ursula Collischonn
Duração: 90 minutos
Classificação: 14 anos

Quase Aleatório
Datas:29 de janeiro (domingo)
Horário: 21 horas
Local: Teatro da AMRIGS (Av. Ipiranga, 5311)
Gênero: Comédia
Sinopse:
O quase aleatório é um show de improviso descontraído e único. Tudo o que acontece no palco, nunca se repete! Os artistas interagem diretamente com o público, pedindo sugestões de lugares, personagens ou situações para se iniciar os jogos de improviso, que também podem mudar de um show para o outro. Gargalhadas garantidas para todos os presentes!
Ficha Técnica:
Autor, Direção e Elenco: Erick Clepton e Edu Mendonça
Duração: 80 a 90 minutos
Classificação: 14 anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s