Anunciados os vencedores do Prêmio Minuano de Literatura 2022

Na noite desta terça-feira (08), foram conhecidos os vencedores nas dez categorias do 5º Prêmio Minuano de Literatura. O prêmio é uma realização da Secretaria da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual do Livro (IEL), com a colaboração do Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O objetivo do evento foi o de ressaltar e reconhecer a produção literária gaúcha, contribuindo para a divulgação e para o incentivo à leitura e produção escrita no estado do RS.

A cerimônia aconteceu na Sala da Música do Multipalco do Theatro São Pedro, com a participação de autoridades, escritores e editores. Antes da premiação dos vencedores do Prêmio Minuano própriamente dito, houve uma homenagem, com a entrega dos troféus Mulheres de Literatura. A homenagem foi voltada às mulheres com uma trajetória de destaque nas mais diversas áreas ligadas à literatura no estado do Rio Grande do Sul. As homenageadas foram: Christina Dias, Clô Barcellos, Iara Neves, Jane Tutikian, Léia Cassol, Liana Timm, Marilisa Pelizzato, Paula Mastroberti, Sonia Zanchetta e Vera Teixeira de Aguiar.

Para a secretária da Cultura, Beatriz Araujo, foi relevante a parceria do IEL e da UFRGS na realização do quinta edição do prêmio. “Em todas as áreas da cultura no RS, nossa atenção está voltada para a construção de laços por meio da escuta, do diálogo e da cooperação dos mais variados setores. Em especial, no campo da literatura e do livro, o olhar dos escritores imprime construções potentes sobre a identidade gaúcha em toda sua diversidade”, disse.

A diretora do IEL, Patrícia Langlois, comemorou a consolidação do prêmio em seu objetivo de ressaltar e reconhecer a produção literária gaúcha. “Muito nos orgulha a criação do Prêmio Minuano porque por meio dele também consolidamos uma parceria frutífera com o Instituto de Letras da UFRGS. Todos esses 1268 livros foram lidos, debatidos, valorizados e celebrados nesta grande festa da literatura, em plena Feira do Livro de Porto Alegre. O Prêmio Minuano já tem uma boa história para contar, e cada um e cada uma de vocês fazem parte dela.  Em nome do Instituto Estadual do Livro, agradeço a todos os autores,  editores, ilustradores, tradutores que inscreveram suas obras neste prêmio, e também ao trabalho precioso dos jurados, sem o qual a realização dessa premiação não seria possível”, finalizou Patrícia.

Participaram do evento o presidente da Câmara Rio-Grandense do Livro, Maximiliano Ledur; o patrono da 68ª Feira do Livro de Porto Alegre, Carlos Nejar; a diretora do Instituto de Letras da UFRGS, Carmem Luci da Costa Silva; a conselheira Estadual de Cultura, Consuelo Vallandro; a presidente da Associação Lígia Averbuck, Marô Barbieri; o presidente da Academia Rio-Grandense de Letras, Rafael Bán Jacobsen; o presidente da Associação Gaúcha de Escritores, Alexandre Brito; a assessora especial de Artes e Economia Criativa da Secretaria da Cultura, Ana Fagundes, além dos professores do Instituto de Letras da UFRGS, membros do júri, editores e autores.

Patrona  

Marô Barbieri, como ficou conhecida, é escritora, professora e contadora de histórias. Natural da cidade de Bento Gonçalves, graduada em Licenciatura Plena em Letras pela PUCRS (Línguas e Literaturas Portuguesa e Francesa), a Patrona do Minuano trabalhou como professora de português, francês e literatura. Como autora, publicou 30 livros, dos quais se destacam as obras voltadas para o público infantil, embora, a partir de 2013, também tenha se dedicado à escrita de livros destinados ao público infanto-juvenil e adulto. Vencedora de inúmeros prêmios, a autora foi uma das pioneiras no trabalho de visita a escolas e municípios, ministrando, desde 1995, palestras e oficinas nos estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Ceará e São Paulo.

Conheça os vencedores do Prêmio Minuano de Literatura 2022:

  • Categoria Infantil: “Por que a dona aranha subiu pela parede?” – Pablo Morenno – Ed. Physal
  • Categoria Juvenil: “Amor e Guerra em Canudos” – Lourenço Cazarré – Ed. Yellowfante
  • Categoria Poesia: “O poço das marianas” – Eliane Marques – Ed. Escola de Poesia Amefricana
  • Categoria Conto: “Contos de vista, Pontos de queda”- Marina Monteiro – Ed. Patuá
  • Categoria Crônica: “Mas em que mundo tu vive?” – José Falero – Ed. Todavia
  • Categoria Ficção – Romance/Novela: “A extinção das abelhas” – Natalia Borges Polesso – Ed. Companhia das Letras
  • Categoria Ilustração: “Panapaná: borboletas em verso e voo”- Gláucia de Souza; Leo Cunha; Ana Matsusaki
  • Categoria Especial: “Banzeiro Òkòtó: uma viagem à Amazônia centro do mundo” – Eliane Brum – Ed. Companhia das Letras
  • Categoria Tradução: “Zambeze” – Katherine Castrillo – Ed. Escola de Poesia Amefricana
  • Categoria História em Quadrinhos: “Lovistori” – S. Lobo – Brasa Editora

*Fotos: Solange Brum – Ascom Sedac

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s