Oktoberfest de Igrejinha espalha alegria e cultura e contagia o público na 45ª Expointer

Um sábado ensolarado de muita alegria, música, dança, cuca e chopp. Quem visitou o primeiro dia (27) da 45ª Expointer, no Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, em Esteio, sentiu de perto o clima da Oktoberfest de Igrejinha. Isso porque, na feira agropecuária, a comitiva da festa demonstrou a alegria e diversão que a Oktober proporcionará de 14 a 23 de outubro deste ano, convidando o público para o evento e distribuindo 10 mil folders com a programação da maior festa comunitária do Brasil. Faltando menos de 50 dias para iniciar a 33ª edição, a comitiva intensifica a presença em eventos e cidades da região.

Ao som da música germânica, entoada pela bandinha típica Macega Show, o grupo circulou entre os expositores e por todos os setores da Expointer. A comitiva de 40 pessoas foi liderada pela rainha Raíssa Mirella Schäfer e as princesas Thaís Chaiane Volz Wiebling e Lara Luísa Kunst. Também participaram os casais presidente e vice-presidente da Associação de Amigos da Oktoberfest de Igrejinha (Amifest), promotora da festa, e diversos voluntários da Oktober, em trajes típicos ou vestindo a camiseta desta edição. O grupo iniciou os trabalhos com uma demonstração com chopp, cuca, música e dança no estande da Setur – Secretaria de Turismo do Rio Grande do Sul, a convite da própria secretaria.

Na ocasião, o Secretário Estadual de Turismo, Raphael Ayub, lembrou que a Oktoberfest de Igrejinha é um evento privado de caráter comunitário, que resgata a tradição alemã. “O poder público precisa criar o ambiente necessário para que o privado faça o turismo na ponta. Nosso objetivo é divulgar e promover eventos pelo interior do estado”, apontou. “Tenho certeza que esta edição será um sucesso, principalmente nesta retomada pós-pandemia”, projetou Ayub. Já o Secretário de Turismo e Cultura de Igrejinha, Juliano Müller, destacou que a Oktoberfest é uma manifestação cultural de Igrejinha, que rompe as fronteiras físicas da cidade. “A Oktober é um estado de espírito, que se espalha por onde estivermos. Hoje a Expointer também é a Oktober”, explicou.

O presidente da Amifest, Tiago Itamar Petry, agradeceu o espaço, destacando que é uma importante ferramenta para consolidar a cultura solidária no estado. “Não é à toa que Igrejinha é a capital estadual do voluntariado, já que 3 mil voluntários fazem a Oktober de Igrejinha acontecer anualmente e o resultado financeiro da festa retorna para a região”, explicou. Ao mesmo tempo, as soberanas lembraram a importância deste gesto. “O voluntariado é muito importante para a nossa festa e toda a sociedade. Poder ver a gratidão, alegria e o brilho nos olhos de cada um que se beneficia com repasses da Oktober não tem preço. Esta é a nossa maior recompensa: fazer o bem sem olhar a quem”, destacou a rainha Raíssa.

*Fotos: Juliano Arnold/Divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s