Livro inédito reúne fotos e informações sobre 261 espécies de aves da Rota Romântica

Está em fase de edição e diagramação o primeiro livro do observador e fotógrafo de pássaros André Luiz Wittmann, intitulado “Aves da Rota Romântica – Mata Atlântica”. A obra reúne fotos e uma ampla base de informações sobre 261 espécies registradas pessoalmente por ele nos 14 municípios da Região da Rota Romântica, na Serra Gaúcha.

Mostrando que sempre é tempo para tornar um sonho realidade, o projeto levou 25 anos para começar a ser produzido e 11 para que fosse concluído. Natural de Dois Irmãos, o autor conta que o projeto nasceu a partir da saudade que sentia de seus momentos na natureza na infância e adolescência quando estudava Engenharia Civil, em São Leopoldo, aos 25 anos de idade. “A ideia de voltar e me reaproximar da natureza sempre me acompanhou. Em 2010, então com 50 anos de idade e uma vida estabilizada, com filhos já adultos, comecei o projeto”. Foi então que ele fez cursos, comprou livros sobre fotografia e aprendeu sobre esse universo e o das aves. “A fotografia de aves é bem difícil e não tem nada a ver com a do cotidiano e de viagens”, conta.

Seu objetivo inicial era encontrar 180 aves e a projeção era levar 10 anos para isso. Ele foi a campo em busca dos pássaros, fotografou, gravou os sons, acompanhou as rotinas, para então poder catalogar tudo. Através de suas observações pessoais, Wittmann detalha hábitos, vozes, formas de voo, de construção de ninhos e de comportamentos gerais das espécies observadas. Esses detalhes foram catalogados em 11 planilhas com 2.137 registros, além de informações complementares dos relatórios de campo. Para fazer a identificação das espécies, além de livros, utilizou a Wiki Aves (Enciclopédia de Aves do Brasil), que reúne mais de 40 mil observadores de aves onde são postadas fotos e áudios com o canto e som e trocadas informações e as pessoas ajudam na identificação.

Ainda que tenha ultrapassado significativamente a quantidade de espécies encontradas o desafio não foi fácil. “Fotografar as aves foi a parte mais difícil. Elas são ariscas, não ficam paradas, se escondem no mato, às vezes está escuro… outro desafio foi a escrita em si. Eu sou engenheiro civil e lido bem com os números, as palavras eu tive que aprender”. Wittmann gosta de ler principalmente ficção, um pouco de aventura e ação, mas nos últimos anos seu foco principal foram leituras sobre aves e assuntos relacionados.

Agora, ele está prestes a entregar um importante material que funcionará como importante fonte de pesquisa. A publicação oferece cotas de patrocínio para as empresas da Região que apoiam e investem na valorização da natureza local. Interessados podem contatar o autor diretamente pelo e-mail alwittmann@terra.com.br. “O livro é uma realização pessoal, pois sempre quis escrever algo. Eu gosto de aves e por isso escolhi elas. Nesse livro eu vou contar locais onde observar e dar dicas para tentar atrair mais pessoas para a observação. Se preserva aquilo que se conhece, então se eu conseguir que as pessoas aprendam alguma coisa com o livro e comecem a respeitar a natureza seria um grande ganho extra acima da realização pessoal”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s