Doação de órgãos é a temática do Seminário de Responsabilidade Social da Faccat

O tradicional Seminário de Responsabilidade Social das Faculdades Integradas de Taquara (Faccat) coloca em pauta um assunto muito significativo, que faz a diferença na vida de muitas pessoas e famílias: a doação de órgãos e tecidos. O seminário deste ano ocorrerá na próxima segunda-feira, 28 de junho, das 20h às 22h, e será transmitido via canal do YouTube da Área de Negócios Faccat.

De acordo com uma das coordenadoras do NAP/Faccat, a professora Patrícia Kebach, a ação busca ampliar o conhecimento sobre a doação de órgãos e de tecidos, além de ajudar a desenvolver a cultura de doação. “É importante que os acadêmicos tenham contato com o tema da doação de órgãos. A Faccat realiza atividades de extensão de forma integrada com a comunidade e essa temática ajudará a desenvolver a cultura doadora salva-vidas”, enfatiza a professora Patrícia.

Painelistas

O bate-papo virtual contará com a presença da coordenadora da Organização de Procura de Órgãos (OPO1), da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, a médica intensivista pediátrica Fernanda Bonow, que explicará as etapas entre a doação e o transplante de órgãos. Além disso, os participantes ainda poderão acompanhar os cases da advogada Anália Goreti, que é transplantada de pulmão; da representante de uma família doadora, Carolina Camilo; e da paciente em lista, esperando por dois pulmões, Rochelle Benites. “A intenção deste diálogo é sensibilizar e esclarecer sobre este procedimento de alta complexidade que salva e melhora a qualidade de vidas. É o único braço da medicina que necessita da sociedade para acontecer”, destaca a produtora do projeto Cultura Doadora, Glaci Salusse Borges

Painelistas na ordem: Anália Goreti e Carolina Camilo (acima); Rochelle Benites e Fernanda Bonow (abaixo) / Divulgação Faccat

Preparação dos profissionais de saúde

A coordenadora do curso de Enfermagem da Faccat, Cláudia Capellari, comenta que palestras como essa, da “Doação de Órgãos e de Tecidos”, é um momento de ouro para o desenvolvimento e envolvimento dos futuros profissionais de saúde.  “Nesse universo, tanto habilidades técnico-científicas quanto às atitudes e as relações, são igualmente importantes para dar conta das necessidades envolvidas no exercício da profissão e da cidadania”, avalia Cláudia.

A coordenadora alerta ainda que metade das famílias que poderiam doar órgãos de seus entes não autorizam. “Há um caminho a percorrer para aumentar esse percentual, que envolve tanto a disseminação de informações e dados, quanto a abordagem para a doação. É preciso que o profissional que realizar o contato para a doação esteja preparado com informações, com dados sobre o processo, que seja acolhedor com a dor do outro”, complementa.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia do debate, em www.faccat.br/cursoseeventos. A realização é dos cursos Administração; Ciências Contábeis; Gestão Comercial; Turismo; do Núcleo de Apoio Psicopedagógico (NAP) da Faccat; e da Fundação Ecarta, de Porto Alegre, por meio do projeto Cultura Doadora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s