Homo Fake

Jovens flagrados em uma balada, esta semana, escancararam, sem máscaras e sem medo algum, que não acreditam no que está acontecendo no mundo. Não no sentido de espanto e horror, mas porque acham que nada disso é verdadeiro. Não há UTIs lotadas e nem esses mortos todos que vemos todos os dias serem enterrados, com ou sem leitos para tratamento, segundo essa galera que, hoje, já deve estar às portas dos hospitais implorando por uma vaga para si mesmo ou para algum parente contaminado por eles.

Por outro lado, há quem só percebe o colapso humanitário e sanitário em que o nosso país, mais tragicamente, e o mundo, estão mergulhados, quando perde algum membro da família ou vizinhos ou um colega de trabalho. Fora isso, a peste torna-se só mais um assunto para conversar na roda de chimarrão compartilhada na praça, lotada de gente que nega todos os dias a própria morte e, consequentemente, negligencia a própria vida.

Triste ver essa gente que se “acha” (não sei bem o quê), de todas as idades e alguns até bem grandinhos e esclarecidos, preocupados, ainda e, apesar de tudo, apenas com o próprio…sim, o próprio rabo, aquele mesmo que o tal deputado disse para enfiar as máscaras.

Tempos nunca imaginados, o pior de todos em um século, e impera o descrédito e a negação de um cenário  surreal, onde a maioria só quer uma normalidade para si e para os seus, lotando aviões e comendo camarão à beira mar com umas 30 pessoas, logo ali, no nordeste ou em Santa Catarina, para garantir a foto nas redes sociais e fugir desse pesadelo que não existe, entenderam? Loucos são vocês que não saem da frente da televisão e ficam delirando com as imagens dessa gente entubada. Só pode ser montagem!!

E bem que poderia ser, mas não é! Vocês aí, humanos imunes a qualquer tragédia e dotados de mentes tão brilhantes quanto à do presidente desta Nação, já ajudariam muito se calassem a boca e ficassem em casa. Porque, sinceramente, em nada contribuem para a evolução da espécie esses comentários e atitudes insanos, um paradoxo para o Homo Sapiens, supostamente dotado de inteligência e discernimento, capaz de pensar e manter-se no topo da escala evolutiva, em relação aos outros animais.

Talvez algo tenha dado errado e a natureza decidiu exterminar com parte da humanidade para evitar que procrie e se reproduza ainda mais, com todos esses defeitos adquiridos ao longo da vida, com raras exceções.

Enquanto isso, talvez haja uma chance de reencarnarem como árvores, pedras, cães, gatos, insetos ou vegetais, o que seria bem melhor, diante do cenário apocalíptico em que nos encontramos.

Gente de verdade foi feita para outra coisa! O que se vê por aí é um deboche, uma caricatura do ser humano rabiscada a lápis, que será logo mais apagada da história para os que sobreviverem não lembrem dos atos vergonhosos de seus antepassados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s