Você sofre? Já se sentiu angustiado e com pavor?

Interessante como nos sentimos os únicos a passar por essas coisas e até nos sentimos desamparados sem saber para onde ir. Algumas pessoas com medo de se expor às suas fraquezas, criam fortalezas ao seu redor e não buscam ajuda. Principalmente porque aprendemos, e ainda está muito forte em nossa cultura, a ideia de que se sentir triste, desanimado ou derrotado são sintomas da falta de comunhão com Deus, e ir num psicólogo ou terapeuta seria assumir a falta de fé e o vazio de Deus nas nossas vidas.

Eu poderia usar tantas histórias bíblicas para retratar o porquê essa ideia é sem sentido e muitas vezes até nociva, podíamos falar de Paulo, de Davi, de Jó, de tantos outros que mesmo nunca perdendo sua fé em Deus, sentiram a angústia da carne. Na carne todos passamos por isso em algum momento de nossas vidas, mas quero falar apenas de uma passagem, onde esse Homem, tendo a natureza divina mas também a humana, chegou a se sentir angustiado e desamparado: Jesus.

Em Marcos 14: 33-36 diz assim: “33 E tomou consigo a Pedro, e a Tiago, e a João e começou a ter pavor e a angustiar-se. 34 E disse-lhes: A minha alma está profundamente triste até a morte; ficai aqui e vigiai. 35 E, tendo ido um pouco mais adiante, prostrou-se em terra; e orou para que, se fosse possível, passasse dele aquela hora. 36 E disse: Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja, porém, o que eu quero, mas o que tu queres”.

Ele mesmo, entendendo a missão, sendo o mais próximo do Pai, já estava se sentindo angustiado antes de passar por todas as coisas que viriam sobre ele, chegando a pedir que se possível fosse passasse dele todas essas coisas.

Mais a frente, em Marcos 15:34, então podemos ver que ao acontecer tudo isso Jesus, se sentiu desamparado quando ele diz: “Eloí , Eloí, lema sabactani? Isso traduzido é: Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste?”.

Vou deixar um artigo que explica o porquê Ele morreu com o coração partido e que parte da narrativa bíblica prova isso: Link do artigo.

Apesar de sua natureza divina, ao se fazer carne, vindo a ter a natureza humana, mesmo Jesus experimentou os sofrimentos da vida terrena. Aquele mais próximo ao Pai se sentiu desamparado e abandonado, e quem poderá dizer que ele passou por isso por ser fraco na fé?

Portanto, depressão, ansiedade e sofrimento são coisas humanas, de ordem carnal, psicológica, emocional e devem ser tratadas como tal, por profissionais capacitados na área. O apoio espiritual é importante, mas como em qualquer outra doença física, não podemos ignorar o acompanhamento de um profissional (que inclusive pode ser o instrumento para a cura se manifestar).

Para encerrar, trago Tiago falando sobre a fé:

“Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura a fé pode salvá-lo?
E, se o irmão ou a irmã estiverem nus, e tiverem falta de mantimento quotidiano,
E algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos, e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?
Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma”.
(Tiago 2:14-17)

Então, se um irmão estiver precisando de um amparo psicológico e você usar da fé para não ampará-lo, como desculpa para ele se eximir da necessidade de cuidado, você está ignorando o ser humano como ele é, está negando nossa natureza e deixando de amar o próximo.

Depressão é coisa séria. Cuide de quem está passando por isso. Ouça sem julgar, aconselhe a buscar a ajuda correta e pare de comparar suas dores com a do outro.

Abraços, até breve

Samuel Cunha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s