Igrejinhense é uma das 10 finalistas no concurso nacional Miss Plus Models

Representar sua cidade, seu estado e seu país sempre é motivo de muito orgulho e alegria. E Taiana Cristina Hirt está bem perto de conquistar esta marca maior. De Igrejinha, ela é a Miss Plus Models RS na categoria Plus +, representando a beleza, carisma e inteligência da mulher gaúcha. Nesta semana, Taiana conquistou uma vaga entre as 10 finalistas do concurso nacional. “Estou muito feliz e grata com a classificação. Para chegar a essa etapa, dependia da votação do público e, graças ao compartilhamento e ao apoio de muitas pessoas cheguei a final. Aproveito para agradecer cada compartilhamento, like e todas as mensagens de apoio e incentivo”, declara a candidata.

Taiana é uma das 10 finalistas e busca vaga para representar o Brasil na etapa internacional

Taiana levanta a bandeira de que a beleza tem muitas formas. “Eu acredito que uma grande responsabilidade social é apoiar e incentivar as pessoas a buscarem sua melhor versão, através do que lhes faz feliz, que é o que realmente importa. É fato que nem sempre estamos satisfeitos com nossa forma física, porém considero muito importante que isso não nos limite, não oprima nosso potencial no que diz respeito a outras áreas de nossas vidas. Afinal não é nosso corpo ou aparência que define quem somos ou o que a gente deixa por onde passa”, defende com muita personalidade esta ideia.

A grande final será no dia 16 de janeiro, às 19 horas, com transmissão através do Instagram do concurso Miss Plus Models Brasil. Nessa etapa, concorrem dez candidatas por categoria e três meninas serão eleitas para representarem o Brasil na etapa internacional a ser realizada em Punta Cana.

Beleza e representatividade

Aos 32 anos, Taiana é designer de móveis e de interiores e estuda Arquitetura e Urbanismo, na Ulbra. Também já modelou para marcas cidade, em editoriais, fotos para revistas/flyers, material para e-commerce e desfiles. Destes trabalhos, ela aproveita para pontuar a ideia de que é através da roupa que as pessoas se comunicam e que o que a pessoa veste tem a capacidade de elevar a autoestima e proporcionar uma boa sensação. “É importante que as marcas invistam nas ‘mulheres de verdade’, que somos todas nós, visto que não temos a obrigação de servir em uma roupa, muito antes o contrário, é a roupa que deve nos servir. Para isso, é importante que existam numerações, confecções abrangentes a todos os tipos de corpos femininos”, destaca.

Taiana pontua ainda que não se pode mais aceitar não ir a algum lugar ou aproveitar o verão por não ter roupas com modelagens que vistam bem os mais variados tipos e formatos de corpos. “Não podemos deixar de aproveitar o verão porque o biquíni/maiô não serve ou porque disseram que usar essas peças não é adequado a um determinado tipo físico. Somos mulheres, temos nossos anseios e também queremos usar a roupa que está na moda. É direito de todos ter a opção de escolher o que vestir e é nosso direito também nos sentirmos respeitadas e incluídas”, dá o seu recado.

*Fotos: Os Silveiras Fotografia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s