22ª Região Tradicionalista escolhe diretoria e reelege Carla Behs como coordenadora

Eleita por unanimidade, a chapa única da atual coordenadora da 22ª Região Tradicionalista (que contempla Igrejinha, Parobé, Riozinho, Rolante, Taquara e Três Coroas), Carla Elisa Behs, teve a aprovação das entidades tradicionalistas e continuará no comando da Região em 2021. A eleição ocorreu na noite da última quinta-feira, 10 de dezembro, junto à sede social do CTG “O Fogão Gaúcho”, em Taquara, de modo presencial, seguindo todos os protocolos de segurança e proteção contra o Covid-19.

Confira abaixo os integrantes da chapa eleita:

Diretoria
Coordenadora: Carla Elisa Behs
Vice-coordenador: Paulo Ricardo Wallaeur
Secretária: Letiele Ritter
Tesoureiro: Edimilson Pires da Silva

Conselho Fiscal
João Machado
Gersy Vieira de Almeida
Paulo Assis Castilhos dos Santos
Darli Antônio
Inaiara  Bertin
Amarildo Groff

Comissão de Ética
Ricardo Glademir Haag
Joaquim José de Oliveira
Ubiratan da Cunha Guilherme
Carlos Alberto Volkart
Idercial Zambrano
Paulo Machado

Do desafio do 2020 às metas para o 2021

Na avaliação da coordenadora Carla Behs o ano de 2020 foi um marco na história e muito desafiador, onde a roda de chimarrão teve que ser reinventada. “2020 está sendo um ano desafiador, onde o abraço, a roda de chimarrão, o aperto de mão, deram espaço a ferramentas tecnológicas e à reinvenção de certas atividades em formato virtual, que, de certo modo, contribuíram para o acesso às informações aos tradicionalistas e à sociedade em geral”, destaca a coordenadora.

Coordenadora da 22ª Região Tradicionalista, Carla Behs

Carla ressalta que para 2021 a coordenadoria estará focada no fortalecimento dos departamentos cultural, jovem, artístico, campeiro, de esportes e de cavalgadas, de forma ainda mais integrada com as entidades. Além disso, na opinião da coordenadora, é preciso formar e capacitar novas lideranças, pessoas que queiram assumir cargos nas entidades e na coordenadoria regional. “Que o espírito de renovação e solidariedade de final de ano adentre em nossos corações para que possamos, juntos, fortalecer nossas entidades e região como um todo”, enfatiza.

A reestruturação no pós pandemia e a união, para Carla, fazem-se fundamentais para que qualquer meta estipulada seja alcançada. “2021 certamente será um ano difícil. Muitas entidades tradicionalistas precisarão se reerguer e estaremos juntos para enfrentar as adversidades. A 22ª Região Tradicionalista é pequena em quantidade de municípios e entidades, mas grandiosa quando se fala em união, solidariedade e apoio”, finaliza a coordenadora.

Para a coordenadoria eleita, o desejo para 2021 é que seja um ano muito produtivo em prol do tradicionalismo. “Para o ano de 2021 espero que possamos voltar a ter momentos de aprendizagem, diversão e entretenimento juntos. E que todos os contratempos deste ano atípico façam parte do passado”, salienta a secretária Letiele Ritter

*Fotos: Claucia Ferreira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s