Você tem a vida que merece ou merece a vida que tem?

Qual era a intensão de Deus e dos nossos pais quando recebemos a vida? Eu tenho certeza de que era: sermos saudáveis e felizes.

Quando os filhos nascem, os pais também nascem e sentem alívio e gratidão pela saúde que trazemos naquela luz chamada nascimento. Muitos cumprem promessas e agradecem pela vida que receberam em seus braços.

Os filhos crescem, as descobertas aparecem e começa a criação e a educação deles, baseada com o que nós, pais, temos para oferecer.

Sabe aquela gratidão e aqueles votos de saúde quando nossos filhos estavam na barriga ou eram bebês? Durante a infância alguns continuam recebendo, outros somente em datas comemorativas.

Em meio a críticas e exigências dos pais, certos filhos “precisam dar conta” e crescer rapidamente. Os aniversários começam a perder a graça, começamos a nos esconder, não queremos mais receber felicitações, os votos de merecimento. Começamos a nos fechar para receber o que os outros querem nos dar.

Quando não nos conhecemos temos dificuldade de encontrar clareza de respostas e sentido para o presente que Deus e nossos pais nos deram: A VIDA.

Por que mereço viver? É uma pergunta da ferramenta chamada de autofeedback do processo de coaching e, como tantas, desperta como um chacoalhão.

Pensando aqui, responderia: mereço porque sou uma pessoa de bem, ajudo o próximo, não desejo o mal e sinto amor no meu coração.

A vida fala com a gente o tempo todo e cabe a nós interpretarmos as mensagens que ela nos envia. Como podemos compreender as mensagens que a vida nos envia? Basta a gente se conectar com ela.

Esta conexão pode ser contemplando a natureza, olhando para os detalhes ou nos olhos das pessoas, dando e recebendo carinho e amor. Assim como os batimentos do nosso coração quando ainda dentro da barriga dão a certeza de que há vida, que pulsa, traz a certeza de que têm saúde, vitalidade e força para vir ao mundo na hora certa.

Nenhum ser humano nasce para ser infeliz e se tu achavas que era pra isso, te digo: estava errado e pare de se vitimizar!

Todos nascemos puros, simples e ignorantes. Ao longo da nossa existência, vamos agregando experiências boas e ruins e lições que delas tiramos de tudo que nos ocorre.

Estamos em constante evolução. Alguns param porque se perdem de si mesmos, cansam ou porque não se sentem merecedores de gozar da felicidade, da saúde e dos prazeres que a vida oferece.

Talvez se esqueçam da razão pela qual nasceram, pelos votos de quem nos ama, do que nos diziam quando ainda éramos pequenos e que hoje não escutamos mais. Muitos já se foram e a gente esqueceu desta voz ou dos atos de amor que nos dedicaram para que você pudesse estar lendo este texto hoje.

– Muri, se todos nascemos para sermos felizes porque eu não sou?

Cada um de nós tem a vida que merece, de acordo com as escolhas daqueles que nos cuidaram antes que a gente pudesse fazer as nossas. Se você é responsável por você, então pare de culpar os outros pelo seu merecimento!

Quem sabe comece agradecendo por estar vivo, respirando, lendo, por aqueles que te ajudaram a chegar até aqui!

Sinta a vida no seu corpo! Diga para você mesma (o):
“Eu tenho a vida que mereço!”
“Eu quero e mereço ser feliz!”

E, se hoje não sou: “Eu quero e farei tudo por merecer uma vida abençoada!”

O seu merecimento só depende de você! Mereça!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s