Estudante Manoela Dutra Lima Herold assume a presidência do LEO Clube Taquara

Um amor que passou de pai para filha. Assim pode ser definida a história da estudante Manoela Dutra Lima Herold, de 16 anos, que assume a presidência do LEO Clube Taquara. Na juventude, seu pai, Sandro Herold, participou do LEO Clube Igrejinha, cidade onde moram até hoje, em um tempo, conta ela, em que os clubes tinham mais de 50 associados e eram extremamente conhecidos por todo mundo da cidade, algo que foi se perdendo conforme os anos foram passando. A jovem optou por integrar o clube taquarense pois, como é aluna do Colégio Santa Terezinha, convive mais com jovens dessa cidade e surgiu então a oportunidade.

Antes de assumir a presidência, Manoela foi 2ª secretária, diretora de campanhas e vice-Presidente. Ela recorda um momento marcante, quando, no ano passado, o  clube sediou um dos eventos distritais do Ano Leoístico, o Sedel (Seminário de Desenvolvimento de Liderança), algo feito com muita dedicação e carinho com a ajuda dos conselheiros e do Lions de Taquara. Manoela carrega amor pelo voluntariado e pelo serviço social e acredita que mais jovens deveriam se engajar nestas causas. Com essas posições ela pretende conduzir o trabalho na gestão 2020/2021 e fazer seu clube crescer, envolvendo mais jovens nessa corrente do bem.

A diretoria do LEO Clube Taquara está composta da seguinte forma:

Presidente : Manoela Dutra Lima Herold
Vice-Presidente: Alessandra Smanioto Lencioni
Secretária: Sofia Rodrigues Casiraghi
2ª Secretária: Bianca Birck
Tesoureiro: Igor Gomes Lemes
2° Tesoureiro: Brandon Emanuel Corrêa Dia
Diretora de campanhas e Diretora de Arte e Cultura: Mirela Dutra Lima Herold

Abaixo, confira a entrevista com a nova presidente:

Drops do Cotidiano: Por que você decidiu se tornar um membro do LEO Taquara? Há quanto tempo participa?
Manoela: Participo do LEO Clube Taquara desde novembro de 2017. Este ano completo 3 anos no movimento e posso dizer, com toda certeza, que o tempo passa voando. Parece que foi ontem que comecei a fazer parte dos eventos e a entender de verdade o que era o LEO, e como tudo funcionava. Eu decidi me tornar membro do Clube por incentivo dos meus pais e também de uma das minhas melhores amigas, que atualmente é a Vice-Presidente do Clube, pois fomos chamadas para participar e acabamos aceitando, em razão de que o Clube estava sendo reativado na época. Hoje em dia percebo que sou muito grata por fazer parte de um movimento tão grandioso e único como o LEO Clube e sou muito feliz por fazer parte disso.

D: Quais as principais ações realizadas pelo LEO Taquara?
M: Todas as ações realizadas pelo LEO Clube são voltadas para o bem da sociedade. Visamos auxiliar aqueles que mais precisam e, por meio das nossas campanhas, pretendemos formar uma grande corrente do bem, sendo para arrecadação de alimentos, produtos de higiene, roupas, materiais escolares, seja para visitas em lares de idosos ou de crianças. Nosso objetivo maior é ajudar, independente do que ou de quem seja. Pessoalmente ou virtualmente, por meio de nossas redes sociais. O nosso papel é tentar contagiar cada vez mais pessoas para que possam se juntar a nós e fazer a diferença.

D: Quais tuas metas à frente do LEO?
M: Minhas metas para este ano tiveram que ser adaptadas ao nosso estilo de vida atual, na quarentena. Como principal objetivo, pretendo alcançar um maior número de associados no clube e cada vez mais tornar conhecido o nome “LEO Clube Taquara”, para que as pessoas nos conheçam e saibam quem somos e o que fazemos. Nossas campanhas serão priorizadas (no momento) de forma virtual, as quais pensamos em realizar lives diversificadas, atendendo um público diferente e que se sinta à vontade para debater sobre os assuntos que forem trazidos por nós. Uma de nossas ideias para este mês ainda é realizar uma live intitulada como “LEO Clube do Livro”, em que iríamos discutir sobre determinada história com as pessoas que estariam nos assistindo. Além de estarmos com três campanhas (pelo menos) planejadas para cada mês, visando continuar com o que vínhamos pensando em fazer desde o ano passado. Eu espero poder continuar a realizar um bom trabalho em nossa sociedade e, se conseguir, terminar nosso Ano Leoístico de uma maneira satisfatória, em que eu me sinta feliz por ter realizado tantas campanhas e feito muitas pessoas felizes mesmo com toda essa situação que estamos vivendo. Com certeza será um desafio ainda maior, mas estou pronta, nosso clube está pronto para passar por essas dificuldades juntos, trazendo muitas alegrias à quem ajudarmos no meio do caminho.

D: Quais teus principais desafios?
M: Os principais desafios que tenho é conseguir realizar tudo que almejo em nossa sociedade, atingir um número maior de pessoas com nossas campanhas e ações solidárias, fazer com que a cidade de Taquara conheça o trabalho voluntário do LEO Clube, dar o melhor de mim para presidir o Clube e me organizar da melhor maneira para colocar em prática as atividades que já temos planejadas no papel. Estar à frente de algo nunca é fácil, mas acredito que como um clube, juntos conseguiremos passar por todas as dificuldades e, no final, teremos o nosso merecido resultado e provar que o fato de estarmos vivendo em meio a uma pandemia não interfere na nossa vontade de realizar ações que possam auxiliar os que mais precisam.

D: Como você enxerga o trabalho voluntário?
M: Se eu fosse definir o trabalho voluntário em uma única palavra seria: necessário. Sem pensar duas vezes. O trabalho voluntário é tão, mas tão decadente em nossa sociedade hoje em dia, que é triste se formos parar pra pensar. Em nosso clube somos nove associados. NOVE. Quantos adolescentes entre 12 e 30 anos existem na cidade de Taquara? Tenho completa certeza de que muito mais do que nove… Sendo que três de nós somos da cidade de Igrejinha. O trabalho voluntário é necessário, sempre foi necessário e sempre será. Precisamos nos conscientizar em ajudar o próximo. Pensar além de nós mesmos e começarmos a entender o lado do outro e o que nós podemos fazer para ajudar. Seja somente pela nossa companhia. Às vezes, o que a maioria das pessoas precisam é disso, companhia. Alguém para conversar. É tão gratificante o sentimento de ajudar alguém, de se doar sem receber nada em troca e sem querer receber nada em troca, e existem tão poucas pessoas dispostas a isso… O trabalho voluntário reúne vidas distintas, aproxima pessoas e concretiza amizades que serão pra sempre lembradas com muito amor e carinho. O trabalho voluntário é nada mais do que amor. Do que carinho. Do que se doar. Do que ser solidário. Ser mais você. Ser humano. O trabalho voluntário é necessário e acho que é essencial para a humanidade, sendo que quem o realiza é tão beneficiado quanto quem o recebe.

D: O que significa, para você, presidir um LEO Clube?
M: Presidir um LEO Clube é uma responsabilidade imensa! De verdade! Você precisa ser a voz que está no comando a todo momento e isso pode ser assustador. Pensar que todos estão esperando pela sua palavra final e prestando atenção a tudo que você diz é assustador. Porém, sempre tem um “porém”, é muito gratificante saber que existem pessoas ao seu lado, contigo nessa caminhada e que confiam no seu potencial para exercer tal cargo. Somos constantemente enganados por nós mesmos, pensando que não somos suficientes, muito menos capaz de exercer tal atividade/cargo que ficamos cegos com isso. Precisamos começar a acreditar mais em nós mesmos e digo isso exclusivamente para mim. Preciso acreditar mais em mim. Por isso, tenho certeza que farei o meu melhor, especialmente por ter ao meu lado companheiros tão dedicados! A quantidade não importa, porque entendo que mesmo sendo poucos, tendo qualidade, faremos um Ano Leoístico sensacional. Não citarei nomes, até para não esquecer de ninguém. Somos, sim, um grupo pequeno, mas com uma vontade e um coração enorme. Por isso que fazer o bem, sem olhar a quem, se torna uma tarefa mais fácil e o desafio que teremos em meio a pandemia só nos fortalecerá ainda mais. Farei o possível para fazer deste ano memorável, como todos os anteriores, pelas nossas ações e os bons resultados que obtivermos durante nossa jornada. Sinto-me muito feliz por estar à frente deste clube que tanto amo e admiro e, como já disse anteriormente, espero dar o meu melhor para realizar ainda mais campanhas e ações solidárias e assim ajudar cada vez mais pessoas em nossa sociedade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s