Para bem viver

O consumismo sempre foi brega, se é que essa palavra ainda existe. Por força da pandemia, só agora algumas pessoas se deram conta (ou fazem de conta) de que precisam pouco para viver. Obviamente há a grande maioria da população fora dessa estatística por nunca ter tido condições e muito menos a chance de ser consumista em razão da absoluta falta de dinheiro. A miséria torna essa gente invisível diante de datas como o Dia das Mães e Dia dos Namorados, que são ainda as de maior apelo consumista, mas só para quem tem emprego e salário para gastar.

O que surpreende, em tempos de distanciamento social e de crise sem precedentes, é que a manada siga ignorando as normas impostas pelas autoridades sanitárias, atendendo ao apelo do que não é essencial e necessário. São filas em frente a alguns estabelecimentos, abertos para sustentar as vendas nessas datas comemorativas, principalmente, que ajudam a manter o frágil negócio de quem não pode esperar. Proprietários e clientes anseiam pela mesma coisa, consumo e lucro.

E assim vão se consumindo vidas, tempo e dinheiro em futilidades inúteis por anos a fio, como se isso fosse fazer diferença hoje, neste momento de caos e desmantelamento da economia global, nunca antes testemunhado por nós. Mas as filas aumentam, assim como a disseminação do vírus, numa tentativa de normalizar a vida o quanto antes. O ser humano tem pressa e sempre anseia por mais e mais coisas para forjar felicidade e satisfação.

É claro que sempre haverá motivos para comemorar o que quer que seja e o amor é o mais nobre de todos, seja por quem for. Presentes sempre irão acalentar o coração dos apaixonados, ainda que confinados, e devem aquecer vagarosamente a nossa esfarrapada economia.

Mas, na contramão desse consumismo brega e exacerbado, me ilumina a crença de que o amor sobreviverá elegantemente a qualquer pandemia entre os que souberem cultivá-lo sem egoísmo, sem ganância, sem mentiras, sem possessividade. Acreditem, é preciso pouco para viver bem…e para amar também!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s