Primeiro Ato – Por Douglas Kaiser

No jargão futebolístico, o “pontapé inicial” significa o início de jogo. E, por mais óbvio que pareça, qualquer mudança, ação, vai exigir de nós um esforço para o início, para darmos o “start”.

Se estivéssemos num palco, poderíamos comparar a uma estreia… É isso, estamos sempre estreando… Quem já não estreou uma bicicleta ou roupa nova, quando criança? Ou resolveu radicalizar, iniciando algum esporte do qual todos duvidavam que você seria capaz de praticar (e manter essa prática)? Até mesmo fazer algo totalmente inesperado, do qual até você seja capaz de se surpreender?

“Estreamos” novos projetos de vida, novos caminhos profissionais… Para a grande maioria das pessoas, esse movimento, que consequentemente traz mudanças que variam conforme o tamanho de nossos projetos, é uma constante.

Com as mudanças, vem uma sequência de sensações e sentimentos. Para mudar, para sair da zona de conforto, é preciso doses de motivação, de dedicação, de esperança e de otimismo. São as mudanças que nos fazem crescer e aprender. E o que nos parece sem importância pode ter um valor enorme para outra pessoa! Mudança e novos desafios trazem consigo inquietação, um pouco de medo, mas são sentimentos naturais para qualquer ser humano! Mudanças trazem consigo o desafio, que por sua vez podem nos fazer refletir sobre nossas carências e nossas potencialidades.

Recentemente, “estreei” como pai, e assim como meu filho Henrique aprende comigo (ao menos me esforço para lhe passar o melhor que sei), também aprendo muito com ele. Por mais que eu tenha elaborado um roteiro, posso dizer que no papel de pai, o improviso e novas descobertas são uma constante, de ambas as partes. E esses acontecimentos, aparentemente simples, aproximam pessoas, nos revelam grandes amigos, nos fazem pessoas melhores.

Estreio uma coluna no Drops do Cotidiano, iniciativa da amiga jornalista Lidiani Lehnen. A ideia da nova coluna é falar sobre temas simples, porém extremamente importantes nas nossas vidas. Falar sobre histórias que nos identifiquem, que nos façam refletir. E se forem histórias que passem um pouco de felicidade ou motivação, melhor ainda.

Pois bem, o primeiro ato aconteceu! O palco está livre… Agora, o desafio é escutar a “plateia” e compartilhar momentos, histórias, reflexões, e sobretudo, falar sobre pessoas e emoções. Porque são essas vivências que nos tornam únicos!

Anúncios

Um comentário

  1. Grande Douglas!

    Que as “suas estreias” brilhem no palco da vida e traga aos leitores sua felicidade e motivação pelo que faz, a literatura. Um forte abraço e sucesso neste novo projeto na Drops do Cotidiano.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s