Taquara se prepara para receber recursos da Lei Paulo Gustavo destinada ao setor cultural

A cidade de Taquara receberá recursos da Lei Paulo Gustavo, (Lei Complementar nº 195, de 08 de julho de 2022) dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas em decorrência dos efeitos econômicos e sociais da pandemia da covid-19.O Município tem direito a receber até R$ 508.337,71 do Governo Federal, em valores que serão destinados para projetos executados ao longo de 2023. “Ficamos muito felizes em saber que nossa cidade receberá mais de R$ 500 mil em recursos da Lei Paulo Gustavo, que na quinta-feira passada (11) foi regulamentada pelo Governo Federal. Temos um setor cultural bastante fortalecido em nosso Município, em diversas áreas, e este repasse será fundamental para diversos projetos realizados por espaços culturais e pelos profissionais taquarenses da indústria criativa”, ressalta a prefeita Sirlei Silveira.

Artistas devem estar cadastrados no Mapeamento Cultural

Para que os projetos culturais de Taquara sejam beneficiados pela Lei Paulo Gustavo, é necessário que os artistas, produtores e demais agentes culturais da cidade estejam cadastrados no Mapeamento Cultural de Taquara. “É uma ferramenta imprescindível para identificar quem são e onde atuam os profissionais taquarenses da indústria criativa”, explica o diretor de Cultura, Rafael Tourinho.

Atualmente, 130 artistas e 13 espaços culturais estão cadastrados no Mapeamento Cultural, que atuam em áreas como: artes visuais, artesanato, audiovisual, circo, cultura popular, cultura viva, dança, folclore, literatura/livro/diversidade linguística, memória e patrimônio, museu, música, produção cultural, rádio, teatro e tradicionalismo. Para quem já está cadastrado, não é necessário preencher novamente o formulário, se não houver nenhuma informação alterada recentemente.

Edital de inscrições será lançado em breve

Rafael complementa que, nas próximas semanas, a Diretoria de Cultura publicará o edital de inscrições de projetos que poderão ser contemplados pela Lei Paulo Gustavo. Neste momento, a prioridade está em ampliar o número de cadastros no Mapeamento Cultural. “Estamos definindo, junto ao Conselho Municipal de Política Cultural, a maneira de alcançar o maior número possível de beneficiários. Vale reforçar que o cadastro no Mapeamento Cultural é obrigatório para quem quiser pleitear por recursos via Lei Paulo Gustavo, assim como ocorreu com os repasses da Lei Aldir Blanc”, completa.

O formulário de cadastramento para o Mapeamento Cultural está disponível no site da Prefeitura de Taquara, e pode ser acessado por este link: https://bit.ly/mapeamentoculturaltaquara. Mais informações sobre a Lei Paulo Gustavo podem ser encontradas em: http://www.gov.br/leipaulogustavo.


*Foto: Magda Rabie/Prefeitura de Taquara

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s