Cabeças de papel

O Dia da Independência era uma festa ou uma obrigação. Dependendo da idade e da escola, o desfile de 7 de setembro era um grande acontecimento. Na adolescência, a obrigatoriedade de ter que “marchar” na avenida principal da cidade era uma chatice para a maioria de nós que preferia estar em casa ou aproveitando o feriado de outra maneira.

O patriotismo e ufanismo por uma Nação se constrói com educação e cultura, além do respeito aos seus cidadãos e aos símbolos nacionais, como a bandeira, hoje esfarrapada como alguns segmentos do país.

Bem longe dos partidos e dos oportunistas, acho uma pena ver a bandeira associada a uma pessoa ou ideologia. Em outros países do mundo, este é um símbolo permanente em frente às casas e estabelecimentos, como forma de destacar a Nação como Pátria de todos.

Mas por aqui, basta sair com a bandeira nas costas para ser rotulado como direitista ou o que for. E vice-versa, porque o contrário também é mal visto como esquerdista ou mau brasileiro.  Enfim, um desfile de imbecilidades e polaridades que só nos empobrecem como Nação.

E eis que após um ano e meio de pandemia, seguimos marchando, caminhando e cantando com cabeças de papel que têm muito a aprender ainda. Obviamente, não haverá desfile e pouca coisa a comemorar, mas mesmo assim é preciso acertar o passo para mantermos a liberdade e a conquistada independência.

Se o quartel pegar fogo, a bandeira terá que ser hasteada a meio mastro e o luto não será só pelos mortos da pandemia, mas por todos os que não conseguiram ou não puderam remendar os farrapos que tremulam sobre nós.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s