O que temos permitido que faça parte de nós?

Doces;
Frutas;
Discussão política;
Cigarro;
Drogas;
Álcool;
Meditação;
Comparação estética;
Autoaceitação;
Ambição pelo materialismo;
Gratidão pelo que já se tem;
Ansiedade pelo desconhecido;
Mindfulness vivendo no momento presente;
Inveja;
Fé;
Fofoca;
Biografias;

Brigas de futebol;
Séries e filmes;
Pedaladas de bike;
Comidas preparadas;
Comidas prontas;
Exercícios físicos;
Relaxamento no sofá ou na cama;
Família;
Amigos;
Remédios;
Energéticos;

Na tentativa de nos sentirmos melhores, queremos soluções instantâneas para não sentir dor. Resolver o problema ou melhor nem enxergá-lo? O que estamos querendo deixar bem guardado?

Sabe quando a gente esconde alguma coisa bem guardadinha para ninguém achar? E, neste esconderijo, guardamos e sufocamos o que talvez precisa ser achado, curado, melhorado e aliviado. E quando resolvemos procurar, não lembramos onde guardamos. Podemos estar fazendo exatamente isso com o nosso coração.

Quando foi a última vez que tu chorou?

Somos do tipo de pessoa que sempre está procurando alguma coisa? O que precisamos encontrar?

O que queremos sentir como experiência, com outro sabor, de outro jeito, para não sentir o que incomoda?

Quem sabe silenciando o barulho aqui de fora conseguiremos pistas para encontrar nas batidas do nosso coração.

Ele mora dentro ♥.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s