Calçados Bibi planeja chegar à marca de 100 lojas internacionais até 2030

Em 2020, empresas de diversos segmentos tiveram que se reinventar por conta da pandemia mundial de covid-19. Apesar dos desafiados, a parobeense Calçados Bibi, deu sequência ao plano de expansão da rede. A pioneira em calçados infantis bateu o recorde de implantação com 17 novas unidades, sendo quatro delas no exterior, totalizando 130 lojas em operação. Além disso, a marca registrou um crescimento de 151% nas vendas digitais em canal próprio (e-commerce) e de 207% na rede online, explorando diferentes plataformas digitais. Para o ano de 2021, a expectativa é manter o ritmo e patamares alcançados no ano anterior.

Para 2021, os planos da Bibi continuam com foco na expansão da rede de franquia. Apenas neste ano, são esperadas 32 inaugurações, sendo 20 lojas no Brasil e 12 no exterior, concentrado em países da América Latina. “Como exportamos com marca e design próprio para mais de 70 países, a implantação de lojas fora do Brasil é feita por meio dos nossos parceiros comerciais de longa data. Já que eles conhecem melhor o mercado, a cultura e o comportamento dos consumidores, a estratégia acaba sendo mais assertiva. Ingressamos inicialmente em países da América Latina, como Peru, Bolívia, Equador e Chile, mas outros continentes também estão o nosso plano de expansão. Até 2030 queremos chegar a 100 lojas internacionais”, revela a presidente da Calçados Bibi, Andrea Kohlrausch.

Foco no interior

Além da internacionalização, um dos focos da rede para os próximos anos será a expansão nas cidades do interior brasileiro, em diferentes estados brasileiros. De acordo com a presidente, as mais de 3,5 mil multimarcas que vendem calçados da Bibi foram menos afetadas com os impactos do coronavírus. Isso se dá, pois grande parte delas está localizada em cidades menores e fora de shopping centers, como habitualmente ocorre em capitais e grandes metrópoles. “Com o lançamento do projeto de microfranquia em 2020, que conta com um investimento de R$ 90 mil, essa será uma estratégia da Bibi para atuar em pequenos municípios. O modelo é inovador, já que a operação é montada dentro de uma loja multimarca, que oferece outros itens para o público infantil, mas com calçados exclusivos da Bibi”, explica Kohlrausch.

Outra estratégia da marca é promover cada vez mais a integração de canais em diferentes mercados. Portanto está nos planos da Bibi avançar com a abertura de e-commerce em outros países da América Latina, com o intuito de replicar o sucesso do canal existente no Brasil e no Chile. “O período de pandemia estimulou a integração, intensificou a transformação digital e proporcionou ainda mais estimulo para as marcas inovarem. Hoje, queremos incentivar nas lojas a competência de buscar o cliente fora das unidades, esta é uma tendência que veem trazendo retornos positivos ao negócio. Dessa forma, o e-commerce entra como um facilitador em outros países onde vendemos os calçados por meio das franquias ou multimarcas”, ressalta a presidente.

A Bibi conta com três modelos de negócios, que podem ser escolhidos de acordo com o número de habitantes da cidade em que o investidor tem interesse em investir. São eles: loja padrão, Light e microfranquia. Os valores partem de R$ 90 mil com prazo de retorno a partir de 12 meses. Já o faturamento médio mensal começa em R$ 40 mil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s