Inscrições abertas para a primeira oficina de capacitação de projeto que evidencia a história do cinema gaúcho

A Secretaria do Estado da Cultura (Sedac), por meio do Instituto Estadual de Cinema (Iecine), abre, a partir de hoje, 22 de fevereiro, até 02 de março, as inscrições gratuitas para a primeira oficina do projeto de capacitação profissional Revelando o Rio Grande. A oficina História do Cinema Gaúcho: Contextos e Personagens inaugura o programa, e será desenvolvida em dez encontros virtuais nos quais serão abordados aspectos do cinema do Rio Grande do Sul, dos primórdios aos dias atuais. Quem foi Eduardo Hirtz? Qual a importância de Ítalo Majeroni para a história do documentário regional? Por que o filme Vento Norte é um clássico da cinematografia gaúcha? Qual o papel da bitola super-8 para as gerações dos anos 60 e 70 que expandiram o cinema no Rio Grande do Sul? A força das entidades associativas dos anos 80, as transformações provocadas na produção audiovisual pelos cursos superiores de cinema, a tecnologia digital e os prêmios internacionais são alguns dos temas a serem abordados ao longo do curso.

As aulas serão coordenadas pela professora, crítica de cinema e pesquisadora Fatimarlei Lunardelli com a colaboração do professor e pesquisador Glênio Póvoas, pela plataforma Zoom. “Será uma ampla revisão histórica, que mostrará as dificuldades, os desafios superados e as conquistas do cinema gaúcho. Acredito que é um começo excelente para o projeto de formação Revelando o Rio Grande, não apenas para quem é profissional do audiovisual, mas para todos os interessados em conhecer nossa rica e diversificada história cultural através do cinema”, afirma Fatimarlei.

Fatmarlei Lunardelli, ministrante da primeira oficina.

Confira abaixo a programação do projeto:

  • Aula 1 – 03 de março – Pioneiros do cinema do Rio Grande do Sul: período silencioso
  • Aula 2 – 10 de março  – Nova historiografia, nova indexação: o papel do documentário
  • Aula 3 – 17 de março – Vento Norte, um clássico do cinema gaúcho
  • Aula 4 – 24 de março – Teixeirinha e a temática regional
  • Aula 5 – 31 de março – Anos 60: a cinefilia, o cineclubismo e a vontade de fazer cinema
  • Aula 6 – 07 de abril – O super 8 e a geração da transição
  • Aula 7 – 14 de abril – Década de 80: os realizadores se organizam
  • Aula 8 – 28 de abril – A animação no Sul
  • Aula 9 – 05 de maio – Escolas de cinema, o digital e os prêmios internacionais
  • Aula 10 – 12 de maio – A diversidade do cinema gaúcho contemporâneo

O projeto História do Cinema Gaúcho – Contextos e Personagens limita-se a 75 vagas preenchidas por ordem de inscrição. Os certificados de conclusão do curso exigem, para cada aluno, a obrigatoriedade de 75% de frequência das aulas.

As inscrições podem ser feitas no site da Sedac e no Instagram do Iecine.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s