CTG O Fogão Gaúcho apresenta projeto de revitalização e unificação de suas sedes em Taquara

O Centro de Tradições Gaúchas (CTG) O Fogão Gaúcho, em Taquara, divulgou em nota esta semana um projeto de revitalização de sua sede campestre, localizada às margens da RS 115. Com o projeto, a entidade passaria a comandar todas as suas atividades no local, transformando-o também como sua nova sede social.

O projeto consiste em benfeitorias como:

  • Construção de um novo galpão (sede) com características tradicionais de um CTG;
  • Revitalização da cancha de laço com construção de arquibancadas em alvenaria;
  • Reforma do pavilhão de eventos;
  • Construção de um prédio comercial moderno para locação comercial;
  • Terraplanagem com instalação de sistema de drenagem;
  • Pavimentação do estacionamento e das áreas de circulação do complexo;
  • Cercamento geral da área.

Para as áreas nas quais se encontra atualmente o TAC e as piscinas não estão programadas nenhuma intervenção.

A análise e votação referente ao projeto acontecem na assembleia geral extraordinária marcada para o dia 11 de dezembro de 2020, na sede social da entidade, localizada à Rua General Frota 2535, com primeira chamada as 20h e 2ª chamada as 20h30. Na ocasião serão apresentadas as imagens e maior detalhamento do projeto.

Abaixo, o vídeo mostra o projeto, adiantando como o espaço deve ficar após a revitalização:

Problemas estruturais e de localização

Conforme nota, a patronagem cita que a atual sede social da entidade, situada na rua General Frota, no Centro de Taquara, apesar de tradicional, é um prédio velho e sucateado, inserido em um entorno que não favorece a realização das atividades campeiras. Localizada em um local totalmente urbano, desconectado das práticas e do ambiente campeiro-tradicional gaúcho, o prédio necessita de reformas de grande aporte financeiro para se manter viável, pois o mesmo vem apresentado diversos problemas estruturais e hidráulicos.

A patronagem entende que, como atualmente não utiliza plenamente nenhum, nem outro dos espaços atuais, esta unificação das sedes (social e campeira) trará maior coesão das atividades e dos próprios membros. O que proporcionará maiores benefícios como a utilização da área pelos sócios para seus eventos festivos, dispondo de um espaço amplo, bonito, em ótimas condições sanitárias e de segurança e muito bem localizado.

Um pequeno fogãozinho

Pioneiro do tradicionalismo gaúcho, o CTG “O Fogão Gaúcho” foi fundado em agosto de 1948, apenas quatro meses depois do “35” CTG, e é o segundo centro de tradições gaúchas mais antigo do mundo. Sua atividades tiveram início na casa do Dr. Antonio Aguiar, na Rua Tristão Monteiro, ao lado do atual Correio. Lá, um pequenos grupo de senhores se reunia para tomar chimarrão ao redor de um pequeno fogãozinho (que encontra-se no museu Dr. Antonio Aguiar) e discutir questões sociais e políticas da época, o que acabou culminando com a idealização e efetiva construção do CTG na sua atual sede.

Prestação de contas

Na última sexta-feira, 20, os sócios da entidade se reuniram em Assembleia Geral Ordinária de Prestação de Contas, onde a diretoria externou a situação financeira da entidade: despesas, receitas e o saldo final. Apesar da crise provocada pela Covid-19, CTG O Fogão Gaúcho chega aos 72 anos com saúde financeira e saldo positivo.

A prestação de contas referente ao período compreendido entre 01/11/2019 e 31/10/2020 foi aprovada por unanimidade por todos os sócios presentes. No período, o CTG obteve R$ 136.357.90 em receitas e contraiu R$ 134.219,44 em despesas, totalizando um saldo positivo de R$ 2.138,46. Mesmo com margem de lucro pequena, é algo a ser comemorado, considerando que nos últimos anos o CTG vinha empatando despesas e receitas ou até apresentando pequenos déficit. Outro fator que chama atenção, é a queda de faturamento da entidade em 55% comparado com a média dos últimos cinco anos, fato que a diretoria atribui a pandemia da Covid-19, que tornou inviável a execução de vários eventos e promoções para arrecadar fundos a entidade. “Fechar um ano tão difícil com saldo financeiro positivo, sem demitir ninguém e mantendo o pagamento dos instrutores e fornecedores em dia é praticamente um milagre conquistado pela atual diretoria”, comemora o Patrão Auro Paulo Sander.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s