Tatiéle Welter assume a presidência do Rotaract Club de Parobé

A técnica em óptica e estudante de Direito Tatiéle Welter, 25 anos, é a nova presidente do Rotaract Club de Parobé. Desde 2017 ela faz parte do clube de jovens que realiza trabalho voluntário no município. No ano seguinte, já ocupou seu primeiro cargo, o de tesoureira, passado um novo ano foi vice-presidente e agora assume o comando das atividades.

Em setembro de 2020 o Rotaract de Parobé completa sete anos de atuação, contando atualmente com 12 associados. Para esta gestão, a diretoria está composta com os seguintes integrantes:

  • Presidente: Tatiéle Welter
  • Vice-presidente: Eduarda Altenhofer
  • Secretária: Katiéli Stefanello Descovi
  • Tesoureiro: Matheus Gonçalves
  • Diretor de Protocolo: Guilherme Gheno
  • Diretor de Imagem Pública: Júlio Lahm
  • Diretor de Projetos: Maicon Schirmer
  • Diretor de Serviços Internacionais e Fundação Rotária: Aleshane Ghisleri
  • Diretor de Desenvolvimento de Quadro Associativo: Marcela Wallauer
  • Diretor de projetos ambientais: Daniele Lauck Pedroso
  • Diretor de projetos humanitários: Vinícius Meneghini Böck
  • Diretor de projetos profissionais: Wilson Junior

Abaixo, confira a entrevista com a presidente Tatiéle:

Drops do Cotidiano: Por que você decidiu se tornar um membro do Rotaract Parobé?
Tatiéle: Sempre quis poder ajudar e impactar de forma positiva na vida das pessoas e da nossa comunidade. Quando surgiu o convite, em 2017, fiquei bem empolgada, pois era a oportunidade de poder realmente fazer o que sempre pensei. Quando iniciei a ir às reuniões, cada vez tive mais certeza de que fiz a escolha certa. Além de poder fazer as ações sociais, o companheirismo que existe dentro do clube é admirador, nos tornamos amigos e todos seguimos com o mesmo propósito.

D: Quais as principais ações realizadas pelo teu clube?
T: Cada ano tentamos inovar nas ações, mas temos as tradicionais que são o Open de pipoca, na praça da Câmara de Vereadores, que está na sua 4ª edição. É uma ação com o objetivo de valorizar e ocupar o espaço público para momentos de lazer. É um evento totalmente pet friendly, tem água quente para o chimarrão e, como já diz o nome do evento, é open de pipoca. Sempre trazemos algumas parcerias para interação, buscando conhecimento em diversas áreas.
O Pizzaract, que está na 4ª edição, é um projeto em que vendemos pizzas congeladas, de diversos sabores, onde o dinheiro é utilizado para nossos projetos durante a gestão.
A Semana da Criança e do Adolescente é um projeto que realizamos na escola Marieta Melita, com palestras todos os dias daquela semana para as turmas, com nutricionistas, dentistas, profissionais de algumas áreas. Para encerrar essa semana comemoramos com uma festa para as crianças, com brinquedos, lanches e muita animação.

D: Quais suas metas à frente do clube?
T: Tenho diversos planos, mas claro que tudo irá depender de como serão os próximos meses, visto que estamos em meio à pandemia. Acredito muito nas novas gerações e no poder que elas têm de transformar a nossa sociedade no momento atual e com impactos positivos futuros, então tenho como meta principal focar na educação. Levar informação, ajudar a desenvolver o crescimento pessoal e profissional dessas crianças e adolescentes. Quero desenvolver projetos que incentivem os cuidados nas questões de educação ambiental, tanto para essas crianças, como para nossa comunidade em geral. Nossa meta é impactar o maior número de pessoas através do nosso clube e ações. Sempre analisando a necessidade do momento da nossa comunidade e sociedade. E claro, vamos seguir e melhorar cada vez mais nossas ações que realizamos todos os anos.

D: Quais teus principais desafios?
T: No momento atual, onde estamos passando por essa pandemia, o maior desafio é ajustar os projetos para conseguir se adaptar ao momento de distanciamento, pois a maioria deles é presencial. Outro desafio é manter todos engajados, mantendo nosso companheirismo e foco. Mas não acho que serão enormes desafios, somente obstáculos que vão precisar de um pouco mais de atenção e dedicação, chegando às melhores soluções.

D: Como você enxerga o trabalho voluntário?
T: No meu ver, o trabalho voluntário é poder fazer a diferença na vida das pessoas, pois esse é o sentido da nossa existência. Poder tornar o dia de alguém melhor, impactar através daquela ação ou gesto no resto da vida dessas pessoas, isso é, certamente, uma experiência gratificante. Ser voluntário é, acima de tudo, um ato de amor, respeito, compaixão, justiça e solidariedade. Além disso, neste caminho do trabalho voluntário aprimoramos nossas habilidades de liderança, pois ao mesmo tempo em que ajudamos as pessoas, ganhamos conhecimento e experiências que farão toda a diferença em nossa vida pessoal e até mesmo profissional.

D: O que significa, para você, presidir um Rotaract?
T: Me sinto extremamente grata por poder assumir a presidência do Rotaract nessa gestão. Sempre tive como propósito poder impactar positivamente na vida das pessoas, visto que na nossa sociedade, onde há tantas desigualdades sociais, o Rotaract me dá esperança de um mundo melhor e que juntos podemos ajudar a diminuir estas diferenças. Dedicar o meu tempo e conhecimento para auxiliar meu clube como presidente me faz crescer como ser humano, onde tenho a oportunidade de aprender, evoluir, compartilhar, ter mais empatia e de me transformar em alguém melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s