Como superar os desafios da educação a distância?

A educação a distância está se tornando uma das áreas que contribui fortemente para a mudança de rotina durante a pandemia da COVID-19. Apesar do ensino remoto já ser uma realidade no país, em função do novo coronavírus os professores e profissionais tiveram de buscar capacitação para ensinar seus conteúdos de forma on-line, mantendo as necessidades particulares de seus alunos.

Flavia Krupp, coordenadora do Curso para Formação de Conteudista EaD, da Escola Profissional Fundatec (EPF), acredita que este momento exige que os educadores, formais e não formais, reajustem sua maneira de atuação. “Falamos muito sobre mindset de crescimento. Cada vez serão mais necessárias pessoas que estejam voltadas a aprender e desenvolver sua busca por conhecimento e, consequentemente, suas aplicações no cotidiano”, salienta.

A educadora destaca que para os profissionais do ensino é inevitável aderir a novos hábitos e habilidades, assim como uma mudança de pensamento. Segundo ela, a partir daí, as técnicas desenvolvidas podem auxiliar não só no cenário atual de pandemia, mas também em toda a carreira do profissional. “Após o período mais crítico, na retomada as atividades, muitas coisas não estarão funcionando da mesma forma. Cabe a cada um de nós escolher como passar por essa situação”, reflete.

Concentração e objetividade

Para quem já está ou irá começar os estudos na modalidade on-line, Flavia pontua que é importante organizar um espaço separado para estudar. Uma sugestão que pode ser benéfica para quem possui certa dificuldade de concentração é a “Técnica de Pomodoro“, ou seja, dividir o período de estudos em 25 minutos e 5 minutos de intervalo. Aplicando esse método, o cérebro é capaz de receber a mensagem de que irá se concentrar naquele período de tempo.

Já para aqueles que planejam ensinar na modalidade on-line é importante manter a objetividade para que o conteúdo dialogue com quem está do outro lado da tela. Usar imagens e infográficos para apresentar os principais conceitos, assim como contextualizá-los dentro do dia a dia, também podem ser benéficos. Para quem deseja ensinar por vídeo aulas, pode ser utilizada a técnica conhecida como Microlearning, que consiste na produção de vídeos curtos e objetivos, que focam em conteúdos mais pontuais.

Para os materiais mais complexos, manter outras formas de explicação pode facilitar o ensino. “Na aula presencial o professor consegue visualizar se os seus alunos estão compreendendo o conteúdo, na on-line essa observação já não é possível. Por isso, o conteúdo pode ser explicado de diversas formas para abranger um número maior de estudantes”, finaliza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s