Comemorando as Bodas de Prata, Programa Informática para Terceira Idade realiza formatura

Na noite do dia 3 de dezembro, no auditório 3 do centro de eventos da Faccat, ocorreu  a  formatura das oficinas de 2019 do programa de Informática para a Terceira Idade. Ao todo, 96 idosos receberam seus certificados. Além da solenidade de formatura, a noite marcou também as comemorações de 25 anos do projeto, sendo realizada uma homenagem aos bolsistas que já auxiliaram na atividade ao longo do tempo.

Para a coordenadora do programa, Céris Toledo, é emocionante ver o resultado depois de cada oficina. “Eu me realizo com este trabalho”, enfatiza. “Em março iniciamos com duas turmas, mas logo tivemos que ampliar e o resultado final foi de seis turmas. Encerramos as aulas no começo de dezembro”, revela Céris.

As aulas ocorreram nas segundas-feiras (manhã e tarde) e nas quartas-feiras pelas manhãs. “Nas segundas atendemos quatro turmas, e nas quartas, duas turmas”, explica a coordenadora do programa.  “Sou muito feliz. É uma satisfação ver os idosos chegando no primeiro dia aula e ver que depois de duas semanas eles já conseguem trabalhar sozinhos. E as tecnologias vem vindo, e cada vez mais temos que estar preparados. Minha preocupação é ensinar didaticamente”, comemora Céris.

Informatica terceira idade faccat (3)

Projeto consolidado

Na avaliação do vice-diretor de Extensão e Assuntos Comunitários da Faccat, Dorneles Sita Fagundes, o programa de Informática para a Terceira Idade é muito importante e deve ser cada vez mais valorizado. “É um trabalho muito sério. Que continue firme e forte. É importante este momento. A participação de bolsistas ao longo do projeto foi fundamental para o avanço desta iniciativa. Muitos formandos já têm vários certificados e isso mostra que o projeto é muito bom, pois todos os anos, os participantes querem dar continuidade”, ressalta Dorneles.

25 anos de projeto

O diretor-geral da Faccat, Delmar Backes, salienta que os 25 anos é uma data significativa. “Muitas instituições estão iniciando este projeto por agora como sendo inovador, e nós já trabalhamos com isto desde o século passado. A Céris tem vontade, tem dedicação e milhares de pessoas já passaram por este programa. Lá no passado já prevíamos que teríamos que preparar a sociedade para isto. Hoje temos uma nova realidade. Há mais pessoas com mais de 60 anos do que jovens de zero a 14 anos. Então os idosos devem estar preparados para viver neste novo tempo das tecnologias”, finaliza.

*Fotos: Claucia Ferreira/Faccat

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s