“Mãe, não chora, tá?”

Escuto essa frase desde que os meus filhos sabem falar. Sou uma manteiga derretida mesmo. Como gosto de relacionar o que escrevo com o que vivo, fui pesquisar sobre o choro, já que neste último domingo o meu filho me recomendou a isso, não chorar.

Ao começar a escrever este texto, fui perguntar para eles o porquê de não quererem me ver chorar: Por quê eu não quero que tu chame a atenção mãe!“, disse Arthur, de 13 anos. “Por quê parece que tu estás sofrendo!“, falou a Júlia, de 10 anos.

Emoção a gente não controla, apenas sente. E eu, Muri, mãe, me emociono com muita facilidade. Ainda mais com os meus filhos. Já atendi muitos pais que não choram na frente dos seus filhos por acharem que eles vão sofrer e que precisam ser fortes para ser exemplos para eles.

WhatsApp Image 2019-11-13 at 12.51.51 (1)

Quando choramos e expomos nossos sentimentos para quem amamos, a gente fica mais próximo e, ao mostrarmos a nossa imperfeição, eles nos entendem e ficam mais íntimos da gente.

Quando foi a última vez que você chorou? Foi por alegria ou por tristeza? Você chora sozinho? Ou na frente e com quem você ama?

A última vez que eu chorei foi em uma boa conversa com o nosso filho, Arthur” – disse meu marido Ju, de 43 anos. “A última vez que chorei foi por alívio e sentimento de dever cumprido”, foi a minha resposta, Muri, quase 36 anos. Se nossos filhos puderem aprender a chorar com nós, vão entender que podem contar com a gente a qualquer hora e que podemos chorar juntos seja lá por qual motivo.

WhatsApp Image 2019-11-13 at 12.51.49

E por que choramos?

Do ponto de vista fisiológico, as lágrimas são gotinhas produzidas pela glândula lacrimal e servem para umedecer, nutrir e limpar a córnea.

Acredita-se que o choro tenha surgido antes da linguagem falada, como uma expressão mímica para comunicar a dor. As lágrimas emocionais podem ser identificadas como pedidos de ajuda pela dor física, medo, raiva, humilhação, solidão, tristeza ou como oferecimentos de ajuda pela solidariedade, entrega religiosa, amor passional, amor humanitário, lembranças sentimentais, alegria e a empatia de ver alguém também chorar.

Mesmo quando choramos sozinhos, queremos dizer alguma coisa, senão para os outros, para nós mesmos. Necessitamos de atenção e de sentir parte de um grupo.

Do choro do recém-nascido ao pranto da morte, as lágrimas funcionam como palavras que muitas vezes não conseguimos dizer. As pessoas que reprimem o próprio choro perdem um importante canal de diálogo!

O uso das lágrimas para a comunicação aparece nos primórdios da infância. O bebê chora para chamar a atenção dos pais e mostrar a eles suas necessidades físicas. Trata-se de um artifício típico da espécie humana, cujos filhotes, dependentes, exigem atenção e cuidados durante um bom tempo. O choro também permite que sejam criados laços de apego entre o bebê e seus protetores. Conforme cresce, a criança percebe que, com as lágrimas, pode controlar determinadas situações, ter os pais mais próximos, por exemplo, ou ganhar uma atenção especial.

Mas, afinal, chorar faz bem? Certamente.

WhatsApp Image 2019-11-13 at 12.51.51

Diversos problemas psicossomáticos e também episódios de depressão têm sua origem na repressão do choro. As lágrimas ajudam a pessoa não só a expressar suas necessidades, mas também a preenchê-las.

  • Chorar funciona como uma descarga física e emocional!
  • As lágrimas aliviam a alma!
  • Chorar traz benefícios para o corpo, para a alma e para o humor!
  • Um bom choro vale mais que várias doses de tranquilizantes!

Ufa! Fico mais tranquila sabendo que podemos chorar, que não somos fracos, que alivia a nossa alma, que une pessoas, que fica mais leve, que somos imperfeitos e, porque não dizer, que recebemos mais atenção de quem está com a gente.

Com carinho, Muri Coach 💛

4 comentários

    • Ellen minha querida espero poder te dar um abraço e te conhecer ao vivo e a cores. Entendas que é muito importante para mim este seu comentário. A gente quando escreve muitas vezes não sabe quem vai ler, gostar ou não. Tenho percebido que quanto mais próxima da minha vulnerabilidade (medo e vergonha) tenho estado, mais falo a língua de todos e juntas podemos melhorar nossas relações. Beijo no teu coração e mais uma vez obrigada! 😘😘😘

      Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s