Da Netflix para sua casa: O que “On Strange Rock” tem a ver com a sua vida?

Eu gosto de assistir filmes e documentários sempre percebendo o que posso levar daquela história para a minha vida, principalmente sobre os relacionamentos. Neste final de semana começamos a assistir On Strange Rock, um documentário da Netflix em parceria com a National Geographic, onde oito astronautas falam das suas percepções sobre o nosso Planeta, visto da estação espacial. O conteúdo vai mais além: especialistas desenvolvem as perspectivas e as visões dos astronautas, para que possamos compreender a dimensão da grandiosidade desse ser vivo que é a Terra.

Assisti somente dois episódios e já estou encantada com o poder de regeneração do Planeta Terra, com o grande e belo ciclo que acontece de uma parte a outra dos continentes, para que possamos ter oxigênio para respirar e manter a vida. E a Terra faz isso tudo sozinha! Não vou entrar nesses detalhes aqui, assista e você vai entender. O que quero trazer para nossa reflexão, é a nossa parte nesse ciclo sustentável, afinal de contas somos células desse imenso ser vivo.

g2

No final do segundo episódio, um dos astronautas diz que se sente insignificante quando olha do espaço para a Terra e, lá de cima, consegue ver os ciclos acontecendo, as mudanças de cores e estações do ano. Eu fiquei me perguntando, será que os seres humanos são tão insignificantes? Se olharmos para o tamanho do nosso Planeta e para o nosso tamanho e ações que estamos tomando contra ele, podemos dizer que sim, mas prefiro pensar diferente.

E se pensarmos que o Planeta todo trabalha, incansavelmente, para manter o ciclo do oxigênio para que seja possível a nossa vida? Pense na grandiosidade disso! Se esse enorme ser vivo, se preocupa com a nossa vida, no mínimo significamos algo sim. E o que fazemos com essa significância toda? Gosto de pensar que somos sim, muito significantes aqui na Terra, que fazemos parte disso e temos que honrar esse trabalho maravilhoso, essa energia e recursos que são dispensados para a nossa existência.

Mas como? Olhando para dentro si mesmo, buscando descobrir qual sua missão como célula importante nesse organismo. Qual o propósito de eu estar vivendo aqui, agora? O que eu vim fazer para contribuir, para manter a vida na Terra? E para que essa vida seja aproveitada ao máximo para o meu bem estar e o bem estar do outro? Como está o nosso relacionamento com o Planeta e as outras células que fazem parte dele, assim como nós? Não falo aqui somente em questões ambientais, fala em se doar, em servir ao outro, em impacta positivamente a vida do outro com o seu trabalho! Em ser uma célula viva, saudável na sociedade e comprometida em manter os ciclos necessários à vida acontecendo.

Porque se, cada um é uma célula desse organismo vivo, estamos todos interligados e somos responsáveis um pelo outro, como as células do nosso corpo, para que a vida aconteça. Te convido, hoje, a se colocar nesse lugar de ser significativamente grande e necessário para a vida no Planeta Terra, que é o que somos e viemos para ser, e se perguntar: qual a minha parte nessa existência, meu trabalho, meu servir?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s