É terrível… Por Roseli Santos

Terrivelmente evangélico”. Essa foi a expressão ou qualificação determinada pelo presidente Jair Bolsonaro para futura indicação de um ministro ao Superior Tribunal Federal. Independentemente de credo ou religião, terrível é indicar alguém sem competência e preparo para o cargo, que exige muito mais do que simplesmente ser “amigo do rei” ou frequentador da mesma igreja.

Aterrorizados estamos nós, brasileiros, obrigados a ouvir diariamente em rede nacional inimagináveis barbaridades de uma equipe de políticos que, prioritariamente, deveria, ao menos, saber o que está falando para o povo e para o mundo.

Terrível é a fome, a falta de investimentos em saúde, o descaso com a pesquisa. Terrível é a falta de educação, o sucateamento das escolas, a falta de segurança, o medo que assola todos os cidadãos deste país em qualquer lugar, a qualquer hora.

Terrível é a fila do SUS, a marginalidade, o desemprego, a falta de perspectivas, a estagnação da economia, o nepotismo e, principalmente, a falta de respeito com quem paga impostos e cumpre “terrivelmente” com seus compromissos tributários e fiscais para não obter nada em troca.

Terrível é a corrupção e a falta de vergonha dessa classe política que há anos só pensa em levar todas as vantagens possíveis e distribuir benesses para a sua tribo. Terrivelmente lamentável, terrivelmente triste, terrivelmente decepcionante testemunhar a ignorância e a estupidez humanas, que parecem não ter limites.

coisas-ruins-acontecem.png

Inevitável, de tempos em tempos, surgirem personalidades bizarras em qualquer área de atuação, mas temos sido premiados, nos últimos anos, com situações terrivelmente inimagináveis, no Brasil e no mundo. E não se trata de questões apenas partidárias, mas sim de pessoas, mesmo. De cidadãos sem a menor noção do que estão fazendo, ocupando os mais altos cargos públicos e o que é pior, eleitos em sua maioria pelo voto direto da população.

Estamos terrivelmente à deriva, na esperança de que alguma coisa aconteça e nos livre do mal, mas está difícil. Prende-se alguns e surgem outros. Votamos em outros e surgem mais alguns, tão terríveis e incompetentes quanto.

Terrível é não saber. Melhor não ligar a TV.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s