Não desista logo de cara, mas não tente pra sempre

“Quando estiver cansado, que aprenda a descansar… não a desistir!”

Não, há momentos em que desistir é sim, importante. Desistir de dar murro em ponta de faca. Desistir de tentar fazer parte de algum contexto que não fala a nossa língua. Desistir de tentar carregar o mundo nas costas. Desistir daquele emprego que sufoca. Do namorado que prende. Do julgamento de quem não paga uma conta tua. Sabe?

Desistir no sentido de te libertar.

Desistir pode ser a chave que abrirá novas portas.

Existe um tabu no desistir. Eu mesma tenho o lema de “deixar para desistir em algum outro dia, não hoje”. Mas a verdade é que desistir de algo, abre espaço para outras coisas que poderão ser infinitamente melhores e mais de acordo com o nosso momento.

Não acho que o caminho seja desistir logo de cara.

Mas também não acho inteligente seguir tentando, pra sempre.

Quando tu estiver cansado, pondere de verdade se não chegou a hora de desistir e de pensar em trilhar outro caminho.

Novos caminhos, novas possibilidades

Pondere se a tua cidade é mesmo um local bom pra ti. Se este emprego que paga as contas, te basta. Se o relacionamento que tens, te faz feliz. Se a imagem que tens de ti, te orgulha.

Não há nada de errado em mudar de direção. O que não dá, é insistir em andar pro norte se a nossa bússola estiver quebrada.

Para quem não sabe para onde quer ir, qualquer caminho serve. Mas para viver uma vida plena, só movimento sem direção, não te fará chegar “lá”.

Acerte a rota.

Sempre vou achar divertido quando algum aluno ou amigo me pede um conselho. Não sei, mas me parece que eu vivo de um modo tão simples e já conhecido, que é quase inacreditável que me peçam conselhos. Já escutei que isso é porque eu só aconselho sobre coisas que já vivi, para pessoas com as quais já interagi.

Bem, em tempos de mundo digital, será mesmo? A gente fala pra tanta gente, fala até demais. Né?

E é engraçado como nos tempos de colégio, meu jeito conselheira era visto como “lição de moral” e hoje até me pagam para ser mentora de carreiras.

Louco, isso. Eu me divirto!

“Haverá o dia em que será celebrado pelos mesmos motivos pelos quais já foste julgado.”

Este é o conselho que eu mais dou a quem não entende que a mensuração de seu valor a partir do olhar do próximo, só é possível se tu entender que a beleza de ser quem és e ninguém mais, vem do fato de que és ÚNICO.

Ser único, é ser singular, é ser ímpar. Apenas tu pode ser tu. Já existem versões de todas as outras pessoas por aí, mas tua? Apenas tu és capaz de construir.

E é por isso que celebrar os erros que te fizeram chegar até aqui, te faz reconhecer muito mais o quanto já aprendeste. 

E se for preciso desistir de algo, desista: te garanto que não será o fim do mundo, pelo contrário. Pode ser o início de um novo caminho!

#carreiracriativa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s