Precisamos falar sobre Greta Thunberg

Olá, queridos leitores! Tudo bem? Primeiro de tudo, gostaria muito de agradecer a vocês por todas as mensagens de carinho e apoio que recebi por conta do meu texto anterior, escrito aqui para o Drops. “Aprecie a Vista…” rendeu um retorno lindo e que realmente me deixou muito feliz. Obrigada, de todo o coração.

Hoje o texto tem uma temática séria e que eu acredito que deva ser debatida.

Eu acredito que precisamos falar sobre Greta Thunberg.

A menos que tu more em Marte ou então em uma ilha isolada de tudo e de todos, no meio do oceano Pacífico, acredito que já deva ter ouvido falar sobre Greta Thunberg. Mas caso não saiba muito sobre ela ou sobre as causas nas quais ela acredita e as bandeiras que esta jovem levanta, faço uma pequena introdução.

Greta é uma adolescente sueca de 16 anos que vem aparecendo na mídia com bastante frequência, protestando contra as grandes mudanças climáticas observadas em nosso planeta. Diagnosticada com síndrome de Asperger, TDAH, transtorno obsessivo-compulsivo e mutismo seletivo, nada disso a impediu de exigir que a ouvissem.

É vegetariana, ativista pela causa animal, deixou de ir à aula algumas vezes para protestar contra queimadas e emissão de CO2.

Ela tem apenas 16 anos e fez muito mais por nosso planeta do que a maioria de nós.

FOTO 01
Divulgação pessoal da adolescente em seu perfil no instagram

Chegou até minhas mãos um vídeo (clique aqui para assistir https://www.youtube.com/watch?v=ZyrnTQLFVZ0) que me fez pensar muito, sobre muitas coisas. Esta é a legenda do vídeo, transcrita na íntegra – observe por favor as partes grifadas em negrito, pois falaremos sobre cada uma delas a seguir:

“Por Cristina Gómez, em El Español – Greta Thunberg tornou-se, em menos de um ano, um ícone global contra as mudanças climáticas. Mas seu enorme sucesso foi impulsionado e promovido, de acordo com o The Sunday Times, por grandes lobbies e empresas de energia verde que usariam a jovem de 16 anos como ponta de lança para “facilitar a transição para o corporativismo verde”. O jornal britânico ligou a adolescente e sua crescente notoriedade ao magnata Ingmar Rentzhog, presidente de um Think Tank (laboratório de idéias e pesquisas), do qual são membros dos políticos social-democratas suecos, aos executivos de grandes empresas de energia do país. Greta estava convencida da ideia de uma greve e decidiu colocá-la em prática. Thoren sabia disso e foi a Estocolmo em 21 de agosto para se juntar a ela. Mas no dia anterior, Rentzhog encontrou a ativista “casualmente” na frente do Parlamento e as notícias começaram a se tornar virais antes da chegada de Thoren. Embora Rentzhog tenha dito inicialmente que viu Greta “por acaso”, ele finalmente admitiu ao Times que uma semana antes havia recebido um e-mail de Thoren informando sobre o protesto. Da mesma forma, Rentzhog conheceu a família de Greta meses antes do evento, quando encontrou-se com Malena Ernman, a mãe da jovem, em uma conferência sobre o clima em Estocolmo. Isso foi assegurado por e-mail ao jornalista do Times, apesar magnata ter alegado anteriormente que a primeira vez que soube da garota foi quando os protestos começaram. Embora a família de Thunberg tenha tentado romper com qualquer tipo de lobby, seu novo assessor de imprensa é Daniel Donner, que está trabalhando no lobby de Bruxelas: European Climate Foundation. Como ativista, é inevitável que Greta Thunberg se cercasse de lobbies e líderes que apoiam sua causa – e têm seus próprios interesses – para gerar as mudanças que ela pede aos políticos em todo o mundo, mas a tentativa de esconder essas relações para manter seus interesses e imagem pura gera desconfiança em relação a ela. No momento, todos os passos dados pela jovem sueca, que mobilizou milhares de jovens de todo o mundo para combater as mudanças climáticas, serão questionados e investigados com lupa.”

Vamos analisar as passagens:

“Greta Thunberg tornou-se, em menos de um ano, um ícone global contra as mudanças climáticas”. Sim, tornou-se. Ela fez muito mais do que todos nós juntos, até hoje. Nós fazemos o que, mesmo? Reclamamos do calor e cortamos mais árvores para fazer mais prédios. Aqui mesmo, em Igrejinha, ando bem preocupada com a quantidade de prédios gigantescos novos que andam rumando aos céus. Há a necessidade? O verde da cidade já não é mais o verde de antes, o calor a cada verão, vem se intensificando. ‘Ah, Martina, mas o progresso…’ para quem, eu pergunto? As custas de quem, eu pergunto? Eu contei 4 novos prédios sendo construídos na cidade. Todos acima de 10 andares. É importante trazer civilização para o interior do Brasil? Mas o que é mesmo, ser civilizado em uma terra onde o bem estar das pessoas é sempre relativizado em detrimento ao lucro? E isso é geral, é global.

“[…] de acordo com o The Sunday Times, por grandes lobbies e empresas de energia verde que usariam a jovem de 16 anos como ponta de lança para “facilitar a transição para o corporativismo verde”

Sempre há interesses por trás de tudo. De tudo. É claro que a menina precisa sim de força para ser ouvida e seus pais devem sim estar dando a ela o suporte necessário para que ela possa falar o que pensa. Inclusive, ela foi diagnosticada com síndrome de Asperger, TDAH, transtorno obsessivo-compulsivo e mutismo seletivo, e nada disso a impediu de ir às ruas protestar, falar o que pensa e servir sim, de exemplo jovem contra a inércia que nos aprisiona e trava perante aos absurdos que nos cercam. Corporativismos de todos os tipos estão sempre às espreitas esperando algo ou alguém para tomar força e sim, manifestar os seus interesses. Isso é comum, é notório. Acontece. Agora vamos crucificar a moça de 16 anos por estar correndo atrás de forças maiores do que ela para tentar fazer algo por todos nós? Porque sim, lamento informar, mas quando a água não for mais potável e o ar não for mais respirável, não adianta estarmos nadando em piscinas de dinheiro. E não adianta, também, desviarmos o foco de nossa atenção do principal tema: aquecimento global.

“[…] Ingmar Rentzhog, presidente de um Think Tank (laboratório de idéias e pesquisas), do qual são membros dos políticos social-democratas suecos, aos executivos de grandes empresas de energia do país”.

Quando alguém  começa a chamar a atenção e a aparecer nas mídias, é claro, é óbvio que sim, existem pessoas com interesses comuns que estão por trás financiando estas aparições, convidando a pessoa a palestrar, a protestar e a falar o que pensa. Seria muita ingenuidade pensarmos que a atitude genuína de Greta e seu nobre senso de coletivo não seriam atraentes a políticos e corporações. Seria também de se estranhar que a família da menina não a protegesse de ataques gratuitos ao redor do mundo, omitindo algumas ligações de contatos com estas pessoas influentes. Eu ainda não sou mãe, mas quando e se o for, protegerei meus filhos também.

Se o mundo parou para ouvir o que a jovem de 16 anos tem a dizer, é porque ela já despertou o interesse da população. E apenas por isso, em plenas queimadas da Amazônia e toda essa triste e lamentável repercussão que nosso país vem reverberando mundo afora, já demonstra que esta jovem foi muito mais forte do que grandes nomes da nossa política que, ao invés de fazer algo relevante por todos, optam por ataques gratuitos a tudo e a todos que pensam diferente deles.

“Como ativista, é inevitável que Greta Thunberg se cercasse de lobbies e líderes que apoiam sua causa – e têm seus próprios interesses – para gerar as mudanças que ela pede aos políticos em todo o mundo, mas a tentativa de esconder essas relações para manter seus interesses e imagem pura gera desconfiança em relação a ela.”

Ora, não sejamos hipócritas, por favor. Quem afirma coisas deste tipo sobre a adolescente, já a havia condenado muito antes de ter vindo à tona essas supostas ligações a lobbies e líderes que apoiam a sua causa. “Isso gera desconfiança em relação a ela”? Me digam então, por favor, quando que ela não foi alvo de desconfiança, desde que protestou pela primeira vez? Eu não acredito que uma adolescente de 16 anos seja um gênio do mal, por favor. E por mais interesses – bons e maus – que toda essa repercussão tenha gerado, eu acredito que sim, é muito válido existir uma Greta no mundo, falando sobre temas importantes e que precisam ser falados. Para mim, esta moça ter tido a coragem de se expor mesmo tendo tantas questões particulares que sirvam de munição a deboches maldosos ao redor do mundo, já me fez reforçar a fé na humanidade. Ou vocês acham que é fácil estar na pele dela? Eu, com mais de 30 anos, não creio que tenha a força dessa menina de 16.

“[…]serão questionados e investigados com lupa.”

Ah é? Serão? Então investigue também, por favor, todos os absurdos que acontecem aqui no nosso país. Investigue também os braços cruzados e falta de coragem dos que fazem vídeos e os divulgam sem mostrar a cara. Investigue também porque as queimadas da nossa Amazônia acontecem há anos e ninguém faz nada. Investigue também a corrupção grotesca e as reformas esdrúxulas que andam acontecendo em nosso país, deixando o povo cada vez mais segregado e sedento por ódio e na miséria. Para essas investigações também haverão lupas? Me avise, por favor, a respeito da distribuição de lupas, ok? Aliás, creio ser um excelente momento para também divulgar a minha distribuição de bússolas.  O que acham? Pois eu ando vendo tanta gente perdida procurando por culpados aqui e ali sem se dar conta de que nada anda fazendo de relevante… que olha, é alarmante.

E ai eu cai na desastrosa ideia de ir ler os comentários desse vídeo. Olhem alguns prints abaixo, dos comentários mais recentes que o vídeo recebeu. Vou comentar um a um.

FOTO 02

Este print mostra um comentário que está segregando a postura da Greta, em tom de ironia; um comentário comparando a menina a Hitler; um comentário debochando das ‘caretas’ que a menina faz. Falta interesse em procurar saber mais sobre quem é alvo de ataques. Falta empatia e respeito. Falta amor ao próximo. Ela é diagnosticada, gente. As supostas ‘caretas’ dela, fazem parte do quadro da síndrome de Asperger. Mas a maturidade do brasileiro com a mentalidade de profundidade de um pires, não enxerga nada disso. Antes de procurar informações, antes de procurar conhecer os dois lados da moeda, opta-se pelo caminho mais fácil do deboche e do escárnio.

FOTO 03

Neste print aparecem histéricos e fanáticos religiosos, intolerantes e sem nenhuma noção; gente que já se acha no direito de atacar a menina chamando ela de louca como pretexto para atacar ao PT (ainda, não desistem) gente que fala da aparência da menina diagnosticada (repito, futilidade chega a níveis surreais… mas o que dizer do povo que copia o seu presidente que por falta de argumentos destrata de modo fútil e superficial a mulher do presidente de outra nação, não é mesmo?).

FOTO 04

Na sequência de absurdos acima, atacam a menina dizendo que ela quer aparecer, quer fama, etc. Alguém deveria ir ali avisar a estas pessoas que existem modos muito melhores de aparecer, que este não é o caso dela. Ela tem condições de saúde que a deixam totalmente à mercê de comentários absurdos e de todos os tipos de ataques. Vocês acham realmente que ela não teria outros meios de aparecer se este fosse realmente o seu objetivo? É o brasileiro não cansando de passar vergonha e de fazer os poucos seres pensantes da nação desejarem desaparecer da Terra.

FOTO 05

E por último, porque eu realmente não tenho mais estômago para printar absurdos e creio já ter provado meu ponto, temos esse exemplo asqueroso de comentários que a xingam de modo vulgar, temos o comentário da criatura que destrata a menina novamente por suas expressões faciais, temos outro comentário que a acusa de ser manipulada e a cereja do bolo ‘só idiotas seguem certos ativismos’.

Quando uma jovem de 16 anos é convidada a falar na ONU e denuncia o Brasil e mais quatro outros países por violações aos direitos humanos dos jovens, vamos combinar que o assunto é sério.  Greta Thunberg se dirigiu ao plenário da Cúpula da Ação Climática das Nações Unidas dia 23 de setembro, acusando líderes mundiais de terem traído a sua geração por falta de ação diante do aquecimento global e problemas climáticos que atingem a Terra.

Assista aqui o vídeo de seu discurso (https://veja.abril.com.br/mundo/voces-roubaram-meus-sonhos-e-infancia-diz-greta-thunberg-na-onu/)

Se vocês assistem a um vídeo desses e não se emocionam com a coragem dessa menina, sinceramente, vocês não sabem muito sobre o que realmente está acontecendo ao redor do mundo. E eu temo pelo futuro.

FOTO 06
Print de comentários de uma página de Facebook

E conforme o print acima, todo o ativismo de Greta e seu empenho em fazer alguma coisa, mesmo quando é indicada ao Nobel da Paz, é motivo de comentários maldosos.

Julgar, maldizer, atacar. Não entenderei nunca porque estas são sempre as primeiras escolhas humanas. E em termos de planeta, confesso que ando com vergonha crescente dos rumos do meu país e das pessoas que encontram tempo para ir atacar e maldizer em redes sociais, mas não encontram meios de usá-las para a sua informação e clareza de ideias. Que pensar dói, ando cada vez mais certa de que sim, a julgar pelo comportamento deplorável que verifico todos os dias nos quais o ódio gratuito é maior do que o pensamento claro sobre o que realmente está acontecendo.

Neste artigo, temos um texto que fala sobre os xingamentos que a menina recebeu (https://www.cartacapital.com.br/sociedade/retardada-e-histerica-ofensas-a-greta-thunberg-expoem-a-psicofobia/) – retardada e histérica. Mulheres sempre são histéricas, não é mesmo? Loucas? O detalhe é que a menina é menor de idade. E anda submetida aos mesmos xingamentos de mulheres adultas. Retardada e histérica. Preciso dizer que quem disse isso é homem? Ou o machismo instaurado nesse nosso país já está mais claro a vocês?

E quando parte da cúpula governamental do nosso país a ideia tenebrosa de fazer uma montagem com a imagem de Greta? Gente, é tanto absurdo que meus dedos não conseguem digitar no mesmo ritmo da minha indignação. Leia aqui sobre isso. Eu me recuso a citar nomes e dar ainda mais notoriedade à boçalidade. (https://veja.abril.com.br/politica/eduardo-bolsonaro-publica-imagem-falsa-em-ataque-a-greta-thunberg/?__twitter_impression=true&fbclid=IwAR0GmEvUuaxNCriT29UDsTUuUbAeAbaZR3HphLzxGVioK1K5HVRB1RaX2Mw)

 

FOTO 07
Print de foto e legenda no perfil oficial de Greta no instagram

 

Quando Greta fala sobre as queimas da Amazônia, conforme foto acima, é de doer a leitura dos comentários brasileiros. Eu me recuso a reproduzir aqui, não consigo. Quem tiver interesse, convido a acessar o perfil dela e a ler na íntegra (https://www.instagram.com/p/B1hKYGECYZP/)

Por fim, gostaria apenas de convidar vocês todos à reflexão acerca de tudo isso que mencionei aqui. Pensem, leiam, reflitam. A ignorância não pode ser maior do que a vontade em entender o que anda acontecendo e de buscar de verdade meios para fazer as coisas do modo correto. A Terra é linda. Nosso país é lindo. Vamos assistir de camarote a destruição de tudo? Vamos continuar calados mediante ataques a pessoas como Greta, que com coragem levantam bandeiras e trazem à tona discussões tão importantes?

Eu acredito que precisamos falar sobre Greta Thunberg. E precisamos, também, falar sobre a nossa inércia, falta de respeito à vida e empatia para com nossos semelhantes.

 

Anúncios

4 comentários

    • O que mais falta no mundo, é reflexão. O único modo de combate real à intolerância e ignorância, é o diálogo que promova a reflexão. Feliz que tenha gostado do texto! Espero vê-lo mais vezes por aqui, pois esta troca é fantástica! Beijo

      Curtir

    • Isso é alarmante. Uma adolescente tomando para si uma responsabilidade que nós adultos não conseguimos. O mundo precisa parar um pouco e refletir. Dinheiro não se come, não se respira. A responsabilidade com o nosso lar Terra, é de todos nós. Um beijo e obrigada por teu comentário!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s